aula kleber armazenagem

of 33 /33
Centro de Estudos em Logística Gestão Estratégica da Armazenagem Kleber Figueiredo, Ph.D. CEL - COPPEAD/UFRJ

Author: hugo-castro

Post on 01-Jul-2015

119 views

Category:

Documents


2 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Centro de Estudos em Logstica

Gesto Estratgica da ArmazenagemKleber Figueiredo, Ph.D. CEL - COPPEAD/UFRJ

Centro de Estudos em Logstica

Mudana da Misso da ArmazenagemGuardar Estoques Guardar Estoques (antiga misso) (antiga misso)

Um custo do negcio

Gerenciar o Fluxo Fsico Gerenciar o Fluxo Fsico e de Informaes e de Informaes (nova misso) (nova misso)

Um instrumento de competio

Centro de Estudos em Logstica

Fatores que determinaram a mudana da misso da Armazenagem Just-in-Time Resposta rpida Proliferao de SKUs Exigncias de Qualidade Reduo de Desperdcios Servio ao Cliente

Centro de Estudos em Logstica

N de pedidos expedidos por dia7000 6000 5000 4000 3000 2000 1000 0330 272 2110 4609 5850

Alimentos

Varejo

Higiene & Limpeza

Fumo

Distribuidor farmacutico

Pesquisa sobre Operaes de Armazenagem realizada pelo Centro de Estudos em Logstica - COPPEAD/UFRJ

Centro de Estudos em Logstica

N mdio de itens por pedido (linhas de pedido)2500 2000 1500 1000516 2297

50026 27 7

0

Alimentos

Varejo

Higiene & Limpeza

Fumo

Distribuidor farmacutico

Pesquisa sobre Operaes de Armazenagem realizada pelo Centro de Estudos em Logstica - COPPEAD/UFRJ

Centro de Estudos em Logstica

Novas Complexidades100%

% de caixas fracionadas

9011 80%

Distribuidor Farmacutico Fumo32

60%

40%

Varejo20% 427 322 0% 0 15717

Alimentos Higiene & Limpeza1000 2000 3000 4000 5000 6000

Pedidos expedidos por dia

Pesquisa sobre Operaes de Armazenagem realizada pelo Centro de Estudos em Logstica - COPPEAD/UFRJ

Nmero mdio SKUs

Centro de Estudos em Logstica

N de SKUs18000 16000 14000 12000 10000 8000 6000 4000 2000 015717

9011

427

322

32

Alimentos Varejo

Higiene & Limpeza

Fumo

Distribuidor farmacutico

Pesquisa sobre Operaes de Armazenagem realizada pelo Centro de Estudos em Logstica - COPPEAD/UFRJ

Centro de Estudos em Logstica

Diferena de volumes entre SKUs (maior SKU / menor SKU)16000 14000 12000 10000 8000 6000 4000 2000 047 28 1 14444 14377

Alimentos VarejoPesquisa sobre Operaes de Armazenagem realizada pelo Centro de Estudos em Logstica - COPPEAD/UFRJ

Higiene & Fumo Limpeza

Distribuidor farmacutico

Centro de Estudos em Logstica

Tempo de Entrega(Supermercadistas - Pesquisa Servio ao Cliente)Expectativa

So Paulo Recife Rio de Janeiro Belo Horizonte Curitiba

2.1 4.7 3.2 3.9 2.8

dias dias dias dias dias So Paulo Recife Rio de Janeiro Belo Horizonte Curitiba

Desempenho padro

2.1 3.4 2.8 4.3 3.2

Pesquisa Benchmark - Servio ao Cliente realizada pelo Centro de Estudos em Logstica - COPPEAD/UFRJ

dias dias dias dias dias So Paulo Recife Rio de Janeiro Belo Horizonte Curitiba

Melhores desempenhos

1.7 2.2 1.7 2.5 2.1

dias dias dias dias dias

Centro de Estudos em Logstica

Investimento nas Operaes de ArmazenagemAtender as novas complexidades Minimizar o custo logstico total Investimentos nas operaes de ArmazenagemEntre 1998 e 2005 as empresas no Brasil devero investir U$ 1,05 bilhes em armazenagem

EmpresaLojas Cem Lojas Riachuelo Nestl Pananco Wal Mart Ponto Frio Martin BrowerFonte: Gazeta Mercantil Anlise Setorial, 2001

InvestimentoR$ 40 milhes R$ 30 milhes R$ 22,9 milhes R$ 20 milhes R$15 milhes R$12 milhes R$ 5 milhes

Centro de Estudos em Logstica

A Armazenagem e o conceito de Logstica IntegradaDISTRIBUIOSERVIO AO CLIENTE

LOTES DE COMPRA OU VENDA

TRANSPORTE

ESTOQUES

ARMAZENAGEM

PROCESSAMENTO DE PEDIDOS

Centro de Estudos em Logstica

A Armazenagem e o conceito de Supply ChainCLIENTES FLUXO DE MATERIAIS / ESTOQUEEMPRESA EMPRESA DISTRIBUIO DISTRIBUIO FSICA FSICA SUPORTE A SUPORTE A MANUFATURA MANUFATURA SUPRIMENTO SUPRIMENTO

Complicadores: FLUXO DE INFORMAES Atrasos nas entregas Qualidade no confivel Erros no processamento dos pedidos Documentao errada Embalagem inadequada Tempo de descarregamento/carregamento dos caminhes

FORNECEDORES

Centro de Estudos em Logstica

Os Dois Papis da Armazenagem O papel operacional: viso interna Conjunto de processos voltados para estocagem, movimentao e processamento de produtos e informaes O papel estratgico: viso externa Elo de ligao e coordenao no canal de distribuio: atender de forma eficaz mercados geograficamente distantes, procurando criar valor para os clientes

Centro de Estudos em Logstica

O Papel Operacional da Armazenagem1. Recebimento 2. Pr-embalagem 3. Entrada de materiais 4. Depsito 5. Separao de pedidos (picking) 6. Embalagem 7. Acondicionamento e Expedio

Centro de Estudos em Logstica

Picking fracionado (Picking list)

Cortesia

Com base numa lista, o operador caminha ao longo da linha selecionando os produtos que constam do pedido

Centro de Estudos em Logstica

Picking com Rdio Freqncia

Cortesia

O terminal de rdio freqncia indica os produtos que devem ser coletados e faz a comprovao

Centro de Estudos em Logstica

Picking by Light

Vista de uma estao de trabalho

O indicador digital indica o produto que deve ser coletado e sua respectiva quantidade

Centro de Estudos em Logstica

Agregando Valor atravs das Operaes de Armazenagem Colocao da marca prpria de clientes em produtos recebidos a granel ou sem diferenciao Baxter e a preparao de kits para cirurgias Parceria Ceras Johnson e Supermercados Po de Acar para atender as lojas pequenas Nacionalizao de impressoras Deskjet no CD europeu da HP Consrcio Food Town para atender as estreitas janelas de servio da rede McDonalds no Brasil Mquinas misturadoras de tintas nas lojas Remoo de embalagens, atividades de consertos, etc.

Centro de Estudos em Logstica

Quebra da unitizao original? (% de empresas que realizam)100% 100% 100%

100% 80% 60% 40% 20% 0%70%

67%

Alimentos VarejoPesquisa sobre Operaes de Armazenagem realizada pelo Centro de Estudos em Logstica - COPPEAD/UFRJ

Higiene & Fumo Limpeza

Distribuidor farmacutico

Centro de Estudos em Logstica

Montagem de kits no armazm? (% de empresas que realizam)100%80%

80% 60% 40% 20%0% 33% 20%

30%

0%

Alimentos VarejoPesquisa sobre Operaes de Armazenagem realizada pelo Centro de Estudos em Logstica - COPPEAD/UFRJ

Higiene & Fumo Limpeza

Distribuidor farmacutico

Centro de Estudos em Logstica

Motivaes para o Projeto da Rede de ArmaznsEconmicas: Consolidao Transit Point Cross-Docking Hub and Spoke Postergao (Postponement) Servio: Estoque Ocasional Sortimento Merge in Transit Presena no Mercado

Centro de Estudos em Logstica

Distribuio com Consolidao de Cargas Armazm consolida os produtos de vrias fbricas em um nico carregamento para o cliente Estoque disponvel prximo s reas de consumoFBRICA FBRICA A A FBRICA FBRICA B B FBRICA FBRICA C C Armazm de Armazm de Consolidao Consolidao CLIENTE 11 CLIENTE

CLIENTE 22 CLIENTE

CLIENTE 33 CLIENTE

Exemplos: CDs Lojas Americanas Prfarma

Centro de Estudos em Logstica

Transit-Point Armazm recebe um nico carregamento com vrios pedidos e quebra em carregamentos menores para os clientes de uma rea geogrfica. No h antecipao da demanda! Carga FracionadaCarga Consolidada Grandes Distncias Pequenas DistnciasCLIENTE 11 CLIENTE Armazm Armazm Central Central Transit Transit Point Point

CLIENTE 22 CLIENTE

Exemplo: Martins

CLIENTE 33 CLIENTE

Centro de Estudos em Logstica

Cross-dockingA

B

C

A B

AB C

Exemplo: Wal-Mart

Centro de Estudos em Logstica

Cross-docking no armazm? (% de empresas que realizam)100%

100% 80% 60%40%

67%

40% 20% 0%

30% 20%

Alimentos VarejoPesquisa sobre Operaes de Armazenagem realizada pelo Centro de Estudos em Logstica - COPPEAD/UFRJ

Higiene & Fumo Limpeza

Distribuidor farmacutico

Centro de Estudos em Logstica

Distribuio com Hub-and-SpokeB A

E

G F D

C

Exemplos: Fedex GOL

Centro de Estudos em Logstica

Postergao (Postponement) Etapas da produo podem ser adiadas at o ltimo momento para serem realizadas nos armazns: embalagens rtulos nacionalizao

Diminuio do risco

Centro de Estudos em Logstica

Exemplo de PostergaoSABO EM P EM 3 TAMANHOS DE EMBALAGEMSEMANA P M G TOTAL 1 2773 2506 1475 6754 2 846 1024 1805 6675 3 2558 929 1848 6675 4 1428 3832 842 6102 5 1971 1071 1494 4536 6 421 3592 480 4493 7 2198 4109 564 6871 Mdia 1742 2866 1215 5824 Desvio Padro 879 1381 577 1035 ES (2 DP) 1758 2762 1154 2070 EM 3500 5628 2369 7894 REDUO NO ES = 63% - - - - REDUO NO EM = 31%

Centro de Estudos em Logstica

Motivaes para o Projeto da Rede de ArmaznsEconmicas: Consolidao Transit Point Cross-Docking Hub and Spoke Postergao (Postponement) Servio: Estoque Ocasional Sortimento Merge in Transit Presena no Mercado

Centro de Estudos em Logstica

Vantagens de Servio:Estoque Ocasional: Refere-se a existncia de estoques de produtos sazonais prximos a mercados estratgicos. Sortimento: Refere-se a manuteno de estoques de produtos em antecipao aos pedidos dos clientes Merge in Transit : Refere-se a operao de montagem, nos armazns, de produtos formados por multi-componentes que tm suas partes produzidas em diferentes plantas especializadas Presena no Mercado: Refere-se a convico de que armazns locais podem aumentar a capacidade de resposta s necessidades dos clientes e proporcionar entregas mais rpidas do que as unidades mais distantes

Centro de Estudos em Logstica

Centralizao X Descentralizao e ArmaznsCARACTERSTICAS DO PRODUTO Valor Agregado Compra Planejada/Compra de Impulso Grau de Obsolescncia Grau de Previsibilidade da demanda

ALTERNATIVAS Centralizar DescentralizarNVEL DE EXIGNCIA DO MERCADO

Disponibilidade Consistncia de prazos

OUTROS FATORES Acesso informao em tempo real Economias de escala considerando os modais de transporte disponveis Legislao Tributria

Centro de Estudos em Logstica

Centralizao X Descentralizao

Indutores da Centralizao Abrangncia geogrfica ampla Pouca exigncia de velocidade Alto valor agregado do produto Baixo Giro Transporte de alto desempenho

Indutores da Descentralizao Pequena abrangncia geogrfica Alta exigncia de velocidade Baixo valor agregado produto Alto Giro Baixo desempenho do transporte

Centro de Estudos em Logstica

O Custo Total de Distribuio e o Nmero de ArmaznsCUSTOCUSTO TOTAL

TRANSPORTE de TRANSFERNCIA ENTREGAS LOCAIS ESTOQUE

ARMAZENAGEM PROCESSAMENTO DE PEDIDO

FONTE: M. CHRISTOPHER, THE STRATEGY OF DISTRIBUTION MANAGEMENT

NMERO DE ARMAZNS