biogeografia 6

12
MATA ATLÂNTICA Domínio dos Mares de Morros Florestados Localização: originalmente recobria toda a região montanhosa (Serra do Mar) e as áreas de relevo ondulado (morros e colinas mamelonares) da costa leste brasileira, do Rio Grande do Norte ao Rio Grande do Sul. Hoje resta apenas cerca de 7% deste bioma, considerado um dos mais ricos em biodiversidade do planeta. Sua ocorrência original está ligada especialmente a dois fatores abióticos: o relevo e o clima.

Upload: virna-barra

Post on 22-Jun-2015

237 views

Category:

Documents


0 download

TRANSCRIPT

Page 1: Biogeografia 6

MATA ATLÂNTICA Domínio dos Mares de Morros Florestados

Localização: originalmente recobria toda a região montanhosa (Serra do Mar) e as áreas de relevo ondulado (morros e colinas mamelonares) da costa leste brasileira, do Rio Grande do Norte ao Rio Grande do Sul. Hoje resta apenas cerca de 7% deste bioma, considerado um dos mais ricos em biodiversidade do planeta. Sua ocorrência original está ligada especialmente a dois fatores abióticos: o relevo e o clima.

Page 2: Biogeografia 6

Relevo: as serras, picos, morros e colinas, em grande parte sobre rochas cristalinas e metamórficas (granito, gnaisse e outras), atuam como barreira para os ventos marítimos carregados de umidade.

Page 3: Biogeografia 6

Clima: Como está espalhada por todo litoral brasileiro, a Mata Atlântica está submetida a climas diferentes, de acordo com cada região. Sendo assim existem pedaços da mata marcadas pelo clima subtropical úmido no sul; outros marcados pelo clima tropical e outros ainda que ocorrem muito próximas à caatinga semiárida nordestina. Em geral o clima e classificado como Tropical úmido ou litorâneo, Af e Cf, sem estação seca, com pluviosidade entre 2000 e 4000mm anuais e temperaturas que variam em função da latitude e altitude. Chuvas orográficas e frontais.

Page 4: Biogeografia 6

TIPOS FITOFISIONÔMICOSMata de vertente: em geral ocupa as encostas das serras entre 200 e 1500m. É a mais típica “Mata Atlântica”, de porte alto (30m), densa e sombria, grande variedade de espécies, sempre verde, troncos relativamente delgados, com grande ocorrência de cipós, samambaias e epífitas. Solo recoberto por serrapilheira que pouco a pouco se decompõe formando uma camada superficial de solo, rica em matéria orgânica.

Page 5: Biogeografia 6
Page 6: Biogeografia 6

Mata serrana ou de montanha: encontra-se, em geral, entre 1500 e 2000m, no nível de formação das nuvens formadas pelo vapor d’água trazido pelos ventos marítimos. É a vegetação que convive com um alto grau de umidade no ar, na forma de constantes neblinas e nevoeiros.

Page 7: Biogeografia 6

Mata ripária ou higrófila (também chamada da mata galeria ou ciliar, quando ladeiam os cursos d’água): sempre verde, ocupa as colinas mais baixas e planícies costeiras, especialmente os fundos dos de vale. Este nome é decorrente do lato de que estão sujeitas a inundações temporárias.

Page 8: Biogeografia 6

PAU-BRASIL

JACARANDÁ

Page 9: Biogeografia 6

FLAMBOIÃ

JEQUITIBÁ

QUARESMEIRA

Page 10: Biogeografia 6

SOLOA Mata Atlântica localiza-se sobre uma imensa cadeia de montanhas, ao longo da costa brasileira, na qual o substrato dominante compreende rochas cristalinas. As montanhas mais antigas estendem-se em áreas da Serra do mar e foram formadas por atividades tectônicas no Período Ordoviciano da Era Paleozóica. Morros arredondados são formados por grandes blocos, normalmente, de rochas graníticas (magmáticas). Rochas calcárias, vulneráveis à dissolução química, formam cavernas e as formadas por quartzitos sobressaem-se na paisagem, como é o caso do Morro do Jaraguá, em São Paulo. O solo, em geral, é bastante raso, com pH ácido, pouco ventilado, sempre úmido e extremamente pobre, recebendo pouca luz, devido à absorção dos raios solares pelo estrato arbóreo. A umidade e a presença de matéria orgânica (serrapilheira) tornam o solo favorável à ação de microorganismos decompositores (fungos e bactérias) que possibilitam o aproveitamento dos nutrientes e sais minerais pelos vegetais

Page 11: Biogeografia 6

FaunaMico-Leão-Dourado, onça-pintada, bicho-preguiça, capivara. Estes são alguns dos mais conhecidos animais que vivem na Mata Atlântica. Mas a fauna do domínio onde estão as principais cidades brasileiras é bem mais abrangente do que nossa memória pode conceber. São, por exemplo, 261 espécies conhecidas de mamíferos.

Page 12: Biogeografia 6

A devastação da Mata Atlântica tem razoes históricas, visto ser esta a área que primeiramente foi utilizada para produção agrícola (cana-de-açúcar e café) e hoje abriga a maior parte da população brasileira, bem como as principais e maiores cidades