educação física 2009

Download Educação Física 2009

If you can't read please download the document

Post on 08-Jan-2017

232 views

Category:

Documents

9 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Educao Fsica 2009

    DISCIPLINA/REA: EDUCAO FSICA

    PROFESSOR PDE: ADALBERTO CARLOS RIGOBELLO

    ORIENTADOR: VERONICA REGINA MULLER

    IES: UEM

    Artigo

    Ttulo: O bullying no cotidiano escolar: do diagnstico interveno

    Palavras-chave: bullying; cotidiano escolar; diagnstico; interveno.

    Resumo: Este trabalho tem por finalidade abordar uma violncia que est ocorrendo no interior

    das escolas, denominada por bullying. No h como tratar do tema bullying sem falarmos da

    violncia que est ocorrendo em toda sociedade, como acompanhamos diariamente nos meios de

    comunicao. Uma das causas, o consumo desenfreado vem fazendo as suas vtimas,

    transformando-as em pessoas escravas do capitalismo. Esta busca incessante pelo consumismo

    vem alterando o comportamento das crianas, adolescentes e jovens. O problema mal resolvido,

    acaba por modificar as atitudes de nossos educandos, e, por conseguinte, poderemos ter uma

    criana ameaadora em nossa sociedade. Independentemente do tamanho da escola, da sala de

    aula e at mesmo da sua localizao, urbana, rural, central ou periferia, os casos de bullying

    acontecem com freqncia nas salas de aula, nos corredores, nas quadras, nos banheiros ou no

    ptio. Para que possamos efetivar nosso trabalho de interveno, ser necessrio utilizar como

    metodologia, a pesquisa de campo, a pesquisa bibliogrfica, uma pesquisa de forma qualitativa,

    onde aps obtermos as informaes, permitir efetivar encaminhamentos de projetos de

    interveno. Como objetivo final, ter a incumbncia de melhorar o ambiente escolar, bem como

    levar aos professores informaes que possam contribuir com o seu trabalho docente, e em

    conseqncia, o professor, alm de suas atribuies que lhes so pertinentes, poder contribuir

    na construo de uma sociedade mais justa com sujeitos conscientes de seu papel nesta

    sociedade.

    Produo Didtico-pedaggica

    Ttulo: O bullying no cotidiano escolar: do diagnstico interveno

    Palavras-chave: violncia escolar; indisciplina; ao docente.

    Resumo: Este trabalho tem por finalidade abordar uma violncia que est ocorrendo no interior

    das escolas, denominada por bullying. No h como tratar do tema bullying sem falarmos da

    violncia que est ocorrendo em toda sociedade, como acompanhamos diariamente nos meios de

    comunicao. Uma das causas, o consumo desenfreado vem fazendo as suas vtimas,

    transformando-as em pessoas escravas do capitalismo. Esta busca incessante pelo consumismo

    vem alterando o comportamento das crianas, adolescentes e jovens. O problema mal resolvido,

  • Educao Fsica 2009

    acaba por modificar as atitudes de nossos educandos, e, por conseguinte, poderemos ter uma

    criana ameaadora em nossa sociedade. Independentemente do tamanho da escola, da sala de

    aula e at mesmo da sua localizao, urbana, rural, central ou periferia, os casos de bullying

    acontecem com freqncia nas salas de aula, nos corredores, nas quadras, nos banheiros ou no

    ptio. Para que possamos efetivar nosso trabalho de interveno, ser necessrio utilizar como

    metodologia, a pesquisa de campo, a pesquisa bibliogrfica, uma pesquisa de forma qualitativa,

    onde aps obtermos as informaes, permitir efetivar encaminhamentos de projetos de

    interveno. Como objetivo final, ter a incumbncia de melhorar o ambiente escolar, bem como

    levar aos professores informaes que possam contribuir com o seu trabalho docente, e em

    conseqncia, o professor, alm de suas atribuies que lhes so pertinentes, poder contribuir

    na construo de uma sociedade mais justa com sujeitos conscientes de seu papel nesta

    sociedade.

    DISCIPLINA/REA: EDUCAO FSICA

    PROFESSOR PDE: ADAUTO DA SILVA

    ORIENTADOR: VERONICA REGINA MULLER

    IES: UEM

    Artigo

    Ttulo: A passividade de um povo perante seus direitos constitucionais

    Palavras-chave: Direito e arte; direitos bsicos; o cidado e seus direitos.

    Resumo: O presente artigo visa apresentar uma prtica artstica que continha a discusso sobre

    os direitos bsicos do cidado, partindo do pressuposto que a cultura um direito e poucos tm

    acesso. Apresentamos para a comunidade escolar, especificamente para as pessoas que esto

    margem cultural e social, duas peas de teatro: O Macaco Malandro Infantil, Tatiana Belinky e O

    Terrvel Capito do Mato de Lus Carlos Martins Pena. O trabalho foi desenvolvido juntamente

    com os membros do Grmio Estudantil do Colgio Estadual do Jardim Independncia, no

    municpio de Sarandi. As duas peas apesar de serem trabalhadas como entretenimento, tratam

    da moral e do preconceito. O trabalho abriu uma discusso sobre os direitos bsicos que no vem

    sendo cumpridos, e durante as apresentaes teatrais foram feitas entregas de panfletos e

    discusses sobre alguns direitos bsicos necessrios para o mnimo de dignidade das pessoas.

    Discutimos sobre a forma de atendimento do SUS - Sistema nico de Sade, sobre o direito

    educao, transporte, moradia, atendimento criana, idoso e sobre os portadores de

    necessidades especiais. Tudo isso partindo de um direito: a cultura! Em nosso caso, o teatro.

    Utilizamos o teatro como a mola impulsora de toda a discusso, foi a maneira encontrada para ter

  • Educao Fsica 2009

    acesso populao. Primamos tambm por um teatro de qualidade para realmente mostrar que

    esse direito no pode ser negado, pois cultura um produto que proporciona ao ser humano o

    conhecimento e a conscincia de si mesmo e do ambiente que o cerca.

    Produo Didtico-pedaggica

    Ttulo: A Passividade de Um Povo Perante Seus Direitos Constitucionais

    Palavras-chave: Direitos; cidadania; espelho; transformao.

    Resumo: A finalidade deste trabalho iluminar os horizontes da comunidade perante a escurido

    de direitos em que vive. Observa-se, muitas vezes, pais mandando filhos enfermos escola, por

    entenderem que se o encaminhamento ao setor mdico parte dela, o atendimento ser imediato.

    O que pode no acontecer se a famlia encaminhar. Os setores pblicos no do conta das

    demandas e, automaticamente, priorizam instituies, polticos com cargos eletivos e programas

    televisivos sensacionalistas, que sobrevivem da ignorncia popular. Foi citado apenas um dos

    problemas vividos pela sociedade: a sade. Pretende-se trabalhar com todos os direitos que se

    observarem relevantes no decorrer da pesquisa, como lazer, cultura, educao, segurana,

    transporte, moradia, etc. Busca-se a mudana de paradigma; momento em que a comunidade no

    precise mais mendigar ou terceirizar seus direitos, inferiorizando-se numa atitude de humilhao

    na frente das cmeras televisivas, nem trocar seu voto por favores. Pretende-se realizar uma

    experincia de pesquisa participativa, ouvindo a comunidade, para detectar o que a leva a atitudes

    de extrema dependncia em relao a direitos constitucionais e estatutrios. Assim, sero

    trabalhados os direitos da Constituio Brasileira, Estatuto da Criana e do Adolescente e Estatuto

    das Cidades, utilizando as artes cnicas para explicitar como funciona o modelo social atual, de

    explorao, assistencialismo, favores e discriminao. Essa realidade ser dramatizada no palco

    e, aps as apresentaes, debates sero estimulados sobre os temas representados identificando

    os direitos que precisam ser reivindicados frente s supostas reflexes.

    DISCIPLINA/REA: EDUCAO FSICA

    PROFESSOR PDE: ADEMIR CORNELIO MARTELLI

    ORIENTADOR: ILSE LORENA VON BORSTEL GALVAO DE QUEIROS

    IES: UNIOESTE

    Artigo

    Ttulo: Brincadeiras e Jogos no ensino dos esportes

    Palavras-chave: Brincadeiras; jogos; esportes; Educao Fsica.

  • Educao Fsica 2009

    Resumo: Este artigo apresenta os resultados de um projeto de interveno na escola - PDE 2009,

    sobre Brincadeiras e Jogos no ensino de esportes, que buscou aprofundar conhecimentos sobre

    as brincadeiras e jogos na sua utilizao no ensino-aprendizagem dos esportes na Educao

    Fsica Escolar, de uma 5 srie, do Ensino Fundamental, em um colgio estadual da cidade de

    Cu Azul, PR. Teve como eixo norteador o seguinte problema: ser que os professores de

    Educao Fsica nas escolas desenvolvem brincadeiras e jogos para ensinar a teoria e prtica dos

    esportes? Caracterizou-se em uma pesquisa ao, que envolveu uma pesquisa bibliogrfica, a

    elaborao e divulgao do material didtico objeto de aprendizagem colaborativo - OAC e a

    implementao de atividades nesta escola, que envolveu duas atividades: uma pesquisa de

    campo com 05 professores de Educao Fsica e o desenvolvimento de aulas sobre a temtica,

    para 32 alunos, de uma 5 srie. Por fim, elaborou-se um artigo relatando as experincias e os

    resultados das diferentes etapas realizadas. Este estudo aponta que os professores utilizam

    brincadeiras e jogos para ensinar os esportes nas aulas de Educao Fsica, consideram

    importante por facilitar a aprendizagem e a compreenso sobre os conhecimentos esportivos,

    tambm por proporcionar maior motivao, interesse e socializao dos alunos nas aulas,

    entretanto no utilizam esta estratgia de ensino nas aulas tericas. Enfim, considera-se que este

    trabalho pode fomentar novas possibilidades educativas na Educao Fsica escolar, pois integra

    a teoria e a prtica, serve assim, de estmulo para novas reflexes e aes no aprimoramento da

    prtica pedaggica dos professores da rede pblica.

    Produo Didtico-pedaggica

    Ttulo: Brincadeiras e Jogos no ensino dos Esportes

    Palavras-chave: Jogos, brincadeiras, esporte.

    Res