entrevista: mãe e filha, sossego e diversão no ?· do amanhã podem fazer gol à vontade sem...

Download Entrevista: Mãe e filha, sossego e diversão no ?· do amanhã podem fazer gol à vontade sem rasgar…

Post on 26-Jan-2019

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Entrevista:Me e filha, sossego e diverso no lar

Novidades:Uniformes para a crianada estudarPequenos artistas:A entidade traduzida em desenhos

33

Roberta Santos Costa trabalha o dia inteiro em uma empresa de Santo Andr,

SP. Sua filha, Giovanna Kemelly Costa Arajo, estuda no Lar de Maria durante

o dia. Em entrevista ao Jornal Lar de Maria, Roberta contou como conheceu a

Instituio, se surpreendeu com o ensino diferenciado e gratuito e a Giovanna

ganhou novos horizontes.

Jornal Lar de Maria - Como voc conheceu o Lar de Maria?

Roberta - Uma colega de trabalho da minha irm falou muito bem da escola.

Ela deu o nmero de telefone para minha irm e liguei para saber como ins-

crever minha filha. Era preciso retirar uma senha para conversar com a assis-

tente social. Tem processo bem srio a ser seguido.

Lar - Qual foi sua necessidade ao procurar o Lar de Maria?

Roberta - Eu j trabalhava e precisava de algum para cuidar da Gi. A pessoa

que fazia isso no podia mais, ento fiquei preocupada e comecei a correr

atrs de um lugar para a Giovanna poder ficar.

Lar H quanto tempo sua filha participa das atividades na Instituio?

Roberta - Vai fazer dois anos que a Giovanna vem para o Lar.

Lar - Voc est gostando do ensino oferecido? Como funciona?

Roberta - Estou! Na parte da manh eles no mexem com quadro, lousa... uma

forma diferente. A Giovanna j desenvolveu bastante. Ela responde bem ao mtodo

oferecido. Por exemplo, os educadores usam uma histria de cartilha que a criana

gosta. Em cima dessa histria desenvolvida a alfabetizao, interpretao do tex-

to. uma cartilha, mas tudo feito em grupo e sem decorar, sem copiar.

Lar - E a lio de casa?

Roberta - A Giovanna chega em casa tarde, 7 horas da noite. Mas ela no fica

desmotivada. Nem bem entrou pela porta, j vai fazer a lio. No tem preguia. A

forma como ensinam aqui no Lar de Maria estimula mais a criana.

Lar - E voc estranhou o mtodo do Lar de Maria no incio? Voc j conhecia?

Roberta - Como no conhecia, estranhei no comeo. diferente aqui. Os edu-

cadores dizem que a criana aprende brincando. E verdade! Atravs de jo-

gos, as crianas aprendem com gosto. Elas ficam muito entusiasmadas com o

mtodo. No aquela coisa chata. As crianas no pensam, ai que coisa cha-

ta ter que ir fazer lio. Ela est adorando agora

com as oficinas de ingls. linda! Chegou outro dia em casa falando ingls,

achei to bonito (risos).

Lar - A adaptao da Giovanna foi tranqila?

Roberta - Pensei que seria difcil a adaptao. Antes ela ficava em casa sendo

cuidada por uma pessoa. No tinha muito contato com outras crianas. Era

individualista. Tudo era para ela! A giovanna era muito dependente, porque

sempre tinha um adulto para fazer tudo. Agora no. Ela super independente

e adora vir para o Lar!

Lar - O que sua filha faz agora que no fazia antes?

Roberta - Questo de arrumar as prprias coisas dela. Se trocar, tomar banho,

se alimentar. Hoje, se vira sozinha! Eu no levanto de muito bom humor, j ela

levanta toda empolgada. De manh, est me esperando para ir para a escola

toda sorridente. Com as aulas de teatro ela est mais desinibida.

Lar - E como sua relao com os educadores?

Roberta - Como a Giovanna iniciou as aulas de alfabetizao, agora temos reuni-

es mais freqentes sobre o aprendizado. Se no tem como vir reunio, a gente

pode marcar um planto. Cada professora tem um dia da semana para atender os

pais. Venho uma vez por ms para acompanhar o desenvolvimento da minha filha.

Lar - Quais so os benefcios que o Lar de Maria oferece?

Roberta - O Lar de Maria passa segurana e responsabilidade para mim. Por

se tratar de um filho e a educao dele, a gente se preocupa bastante. A Insti-

tuio desenvolve um trabalho com muita responsabilidade. Vejo pela minha

filha. O que a Giovanna fala, o desenvolvimento que ela teve e o bem que essa

educao est fazendo. A Gi s colheu coisas boas. Eu trabalho tranqila, por-

que sei que ela est sendo bem cuidada aqui.

Confiana e credibilidadeA me Roberta conta como conheceu o Lar e est

vendo Giovanna, sua filha, se desenvolver

Com a ajuda dos colaboradores, o Lar de Maria adquiriu uniformes

para as crianas e adolescentes que freqentam o ensino Fundamen-

tal. A campanha do uniforme foi um sucesso! Graas a todos que nos

ajudaram nesse trabalho, compramos 215 uniformes para nossas

crianas e adolescentes irem bem agasalhados Escola Estadual em

que esto matriculados em perodo oposto s atividades do Lar de

Maria. Uma das finalidades do material garantir segurana, pois as-

sim so identificados como estudantes. Os uniformes tambm aju-

dam a elevar a auto-estima da garotada, que se sente igual aos seus

colegas de turma, porque se apresentam uniformizados. Todos j es-

to vestindo os agasalhos e vo quentinhos para as aulas.

Com a ajuda dos colaboradores, o Lar adquiriu uniformes para os coleguinhas que j esto em fase escolar

Estudantes Elegantes

Novos uniformes compradospelo Lar de Maria.

O conjunto tem peas para as diferentes estaes do ano: blusa, camiseta,

bermuda, cala. Alm do frio, o novo uniforme timo para a hora do recreio ou

do futebol, quando estar de bermuda ajuda na mobilidade. S assim, os craques

do amanh podem fazer gol vontade sem rasgar a cala na altura do joelho.

Estudantes das escolas estaduais Valentim Amaral e Professor Jos Calvitti Filho que

receberam os novos trajes tambm participam das atividades da Instituio Benefi-

cente Lar de Maria no meio perodo restante do dia. Eles j vestem diariamente a pri-

meira leva de conjuntos para estrear junto com os colegas do ensino fundamental.

Os uniformes foram confeccionados em dois tipos: tons de preto e vermelho

para uma escola e tons de branco e azul para a outra. O So Paulo Fashion Week

nesta poca do ano e no seria nada mal a gente apresentar nossos modelitos

para o pessoal da moda. No mesmo?

CASA I :R: Carneiro Leo, n 273Vl. ScarpelliSanto Andr SPFone: 4993 - 4911CEP. 09050-430

CASA II :Av. So Bernardo, n 117Vila LuzitaSanto Andr SPFone: 4993 - 4911CEP. 09171-100

Expediente CNPJ : N 57.513.590/0001-73Registros em rgos pblicos:Ttulo de Utilidade Pblica Federal: 17/11/1987Ttulo de Utilidade Pblica Estadual: 6234/88Ttulo de Utilidade Pblica Municipal: 2484 06/05/66CMAS: 006/98CMDCA: 005/96-2CNAS: 2899-6.0021632/94-14Atestado de Entidade Beneficente da Assistncia Socialn: 44.006.0046.76/97-9

Diretoria ExecutivaPresidente: Fabiano Bicudo MaschioVice-Presidente: Adriano Tanganelli

1 Secretrio: Cristiane M. B. Maschio Tanganelli2 Secretrio: Silvia Terumo Nishi1Tesoureiro: Pedro Luis Bicudo Maschio2 Tesoureiro: lio Ribeiro de CamargoCoordenadora Geral e Pedaggica: Prof MS. Leila Maria Ramos Coordenadora Pedaggica: Prof Abigail Ramos Siqueira

Perodo de Funcionamento da Instituio

De 2 s 6 feira, das 7h00 s 17h30, sem perodo de frias e integralmente.

O Jornal do Lar de Maria um informati-vo dirigido aos amigos mantenedores do Lar de Maria. Todas as imagens veiculadas das crianas so autorizadas previamente pelos pais ou responsveis.

Os pequenos artistas

O solrio nosso!

Pedimos s crianas para desenhar suas impresses sobre o Lar. Veja abaixo as obras

de arte de nossos pquenos Da Vincis.

Confira tambm o vdeo Institucional Lar de Maria www.lardemaria.org.br/conteudo/32-video.html

As atividades no Lar de Maria no se restrigem apenas a salas de

aula. Nossas crianas tambm participam de brincadeiras ldicas

no solrio, onde o calor do astro rei traz alegria e sade a quem

ainda vai precisar de muita energia.

O trabalho desenvolvido na grama proporciona desenvolvimento corpo-

ral. Com peas ldicas de todos os tipos, a garotada se diverte sem perce-

ber que, ao mesmo tempo, est adquirindo vitaminas luz do sol.

A exposio ao sol desencadeia a produo de vitamina D na pele.

Um tipo de calciferol fabricado em nosso prprio organismo quando

a gente toma sol. Ele age sobre algumas substncias oleosas em nossa

pele. Criana que no toma banho de sol fica carente, raqutica, no

consegue dormir. A falta de vitamina D, em condies extremas, pode

levar miopia, diarria e, especialmente, deixar os ossos fracos.