luis miguel schiebelbein atributos fأچsicos do solo e ... luis miguel schiebelbein atributos...

Download LUIS MIGUEL SCHIEBELBEIN ATRIBUTOS FأچSICOS DO SOLO E ... LUIS MIGUEL SCHIEBELBEIN ATRIBUTOS FأچSICOS

Post on 01-Feb-2020

0 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • LUIS MIGUEL SCHIEBELBEIN

    ATRIBUTOS FÍSICOS DO SOLO E COBERTURA DE INVERNO SOBRE A

    DISPONIBILIDADE DE ÁGUA E OS COMPONENTES DE RENDIMENTO DO

    MILHO

    Ponta Grossa

    Junho/2017

  • LUIS MIGUEL SCHIEBELBEIN

    ATRIBUTOS FÍSICOS DO SOLO E COBERTURA DE INVERNO SOBRE A

    DISPONIBILIDADE DE ÁGUA E OS COMPONENTES DE RENDIMENTO DO

    MILHO

    Tese apresentada para obtenção do título de Doutor

    em Agronomia, na Universidade Estadual de Ponta

    Grossa, Programa de Pós-Graduação em Agronomia,

    Área de Concentração: Agricultura, Linha de

    Pesquisa: Fisiologia, Manejo e Melhoramento de

    Culturas.

    Orientador – Prof. Dr. André Belmont Pereira

    Coorientador – Prof. Dr. Luiz Fernando Pires

    Ponta Grossa

    Junho/2017

  • DEDICATÓRIA

    A minha eterna amada avó Algemira, minha segunda mãe, hoje mais um Anjo no Céu, mas que

    continua zelando por mim,

    Dedico

  • AGRADECIMENTO

    A Deus, O qual me concedeu o dom da vida, e tem comigo estado em todos os momentos

    dela, me protegendo e guiando, a cada passo que dou.

    A minha amada mãe Alais, mulher indescritível, sem a qual eu nada seria, que desde os

    meus primeiros passos na vida estudantil me guiou, sendo mais do que minha primeira

    professora, me ensinando a importância da humildade, da perseverança e do conhecimento, e o

    valor que devemos dar a todos que ao nosso lado estão em cada etapa de nossa vida.

    Ao meu pai Edmilson, que me mostrou que o caminho da docência é algo gratificante e

    o quão maravilhoso pode ser a nossa realização pessoal no sucesso daqueles a quem ajudamos

    a formar.

    A minha família, que soube compreender os meus momentos de ausência, mantendo-se

    ao meu lado e me apoiando a cada etapa.

    Aos meu orientador Professor Dr. André Belmont Pereira e coorientador Professor Dr.

    Luiz Fernando Pires, que corajosamente abraçaram a causa de me conduzir em minha formação

    e aprimoramento na pesquisa.

    A Universidade Estadual de Ponta Grossa e ao Programa de Pós-Graduação em

    Agronomia, Área de Concentração: Agricultura, Linha de Pesquisa: Fisiologia, Manejo e

    Melhoramento de Culturas, pela estrutura e possibilidade de ampliação de conhecimentos, de

    formação e capacitação.

    Aos Professores Dr. Paulo Cesar Sentelhas (ESALQ/USP), Dr. Jeferson Zagonel

    (UEPG), Dr. Hélio Antonio Wood Joris (UEPG) e Dr. Jadir Rosas (IAPAR), pelo auxílio na

    avaliação e pelas valiosas contribuições para a melhoria deste trabalho.

    Aos grandes amigos André Carlos Auler, Jaqueline Ribaski Borges, Jean Ricardo

    Olinik, Jaime Alberti Gomes, Charles Hobi Zimmer, Anderson Camargo, pelo apoio em todos

    os momentos em que foi necessário, mostrando-me mais uma vez que o sucesso é o resultado

    de nossas batalhas, mas que tem um sabor ainda mais doce quando compartilhado com aqueles

    que tanto prezamos.

    Ao Centro de Ensino Superior dos Campos Gerais - CESCAGE, e toda sua equipe, que

    me proporcionou as condições de realização dos meus ensaios a campo.

  • Aos meus amigos, alunos e orientados do Curso de Agronomia do CESCAGE, sem a

    colaboração dos quais por certo esta caminhada seria muito mais árdua.

    Ao Instituto Agronômico do Paraná, especificamente na pessoa do Dr. Jadir Rosas, que

    gentilmente permitiu a condução de parte das pesquisas em suas instalações.

    A todos aqueles que de maneira direta ou indireta colaboraram para a realização deste

    trabalho, igualmente, os meus sinceros agradecimentos.

  • Que os vossos esforços desafiem as impossibilidades,

    lembrai-vos de que as grandes coisas do homem foram

    conquistadas do que parecia impossível.

    Charles Chaplin

  • RESUMO

    Culturas como o milho são altamente influenciadas pelo sistema de manejo e cobertura do solo,

    época de semeadura e pelas condições meteorológicas locais durante o seu ciclo. A interação

    entre estes fatores resultará no acúmulo de matéria seca pela cultura que será revertido em

    produtividade. Na avaliação do efeito de diferentes densidades populacionais de plantas,

    coberturas de inverno e épocas de semeadura sobre a disponibilidade de água no solo

    condicionada pelos atributos físicos do solo e os componentes de rendimento da cultura do

    milho, conduziu-se um ensaio nas safras 2014/2015 e 2015/2016 no município de Ponta Grosa,

    PR, utilizando-se como híbrido o P30F53YH. O delineamento experimental foi o de parcelas

    subdivididas, repetidas em três épocas de semeadura (15 de setembro, 30 de outubro e 15 de

    dezembro), constando de coberturas de inverno nas parcelas (palhada de aveia, pousio e solo

    nu) e de cinco populações de plantas (40.000, 60.000, 80.000, 100.000 e 120.000 plantas ha-1)

    nas subparcelas. Foram avaliadas características morfológicas da planta (altura de planta,

    diâmetro de colmo, altura de inserção de espiga, número de folhas, área foliar e índice de área

    foliar), além dos componentes de rendimento (número de fileiras por espiga, número de grãos

    por fileira, massa de mil grãos e massa de espiga) e produtividade, em quatro plantas por

    subparcela. Foi realizado o balanço hídrico sequencial para as duas safras em estudo. O solo da

    área foi caracterizado, tendo sido determinada a sua densidade global, textura e ajustando-se

    para as profundidades de 0 a 0,10 m, 0,10 a 0,20 m, 0,20 a 0,30 m, 0,30 a 0,40 e 0,40 a 1,0 m

    as curvas de retenção de água pelo modelo proposto por van Genuchten (1980). A partir destes

    atributos, determinou-se a distribuição da porosidade total do solo e a sua classificação quanto

    à função. Utilizaram-se métodos de estatística multivariada na análise das informações,

    objetivando a obtenção de respostas globais a partir das variáveis levantadas. Foi ajustado um

    modelo senoidal de crescimento de plantas, o qual demonstrou alta correlação com o regime

    vigente dos elementos meteorológicos locais, permitindo a determinação do ponto de inflexão

    da taxa de crescimento da planta em altura e a sua relação com a temperatura, a radiação solar

    global, a disponibilidade de água no solo e o saldo de radiação. Não foram observados períodos

    de estiagem durante as duas safras. Não se observou efeito das diferentes coberturas de solo

    sobre o crescimento das plantas e produtividade. A produtividade final e os demais parâmetros

    morfológicos obtidos encontraram-se dentro do padrão esperado para o híbrido. As populações

    de plantas afetaram a produtividade, tendo sido crescente até a população de 120.000 plantas

    ha-1, sob as quais também foi encontrado o maior índice de área foliar. O solo era homogêneo

    em toda área de cultivo não se constatando efeito de cobertura de solo sobre os componentes

    de rendimento e a produtividade final da cultura. Houve efeito interativo entre épocas de

    semeadura, população de plantas e cobertura do solo para as semeaduras realizadas em 30 de

    outubro e 15 de dezembro (2014/2015) e para 15 de setembro (2015/2016) sobre a

    produtividade do milho. As produtividades e os demais parâmetros morfológicos obtidos foram

    expressos na localidade estudada em decorrência do potencial genético do híbrido de milho.

    Palavras-chave: Balanço hídrico. Atributos físicos do solo. Produtividade. Água no solo.

    Cobertura de inverno. Época de semeadura. Densidade de plantas. Zea mays L.

  • ABSTRACT

    Crops such corn (Zea mays L.) are highly influenced by the management practices, soil

    coverings, sowing dates and local meteorological conditions throughout the crop growing

    season at a given site. The interaction among such factors will result in dry matter accumulation

    by the crop that will in turn be converted into productivity. At the assessment of the effects of

    different planting populations, winter coverings and sowing dates on soil water availability

    conditioned by the soil physical attributes, as well as on the yield components of the crop, a

    field trial was carried out at the years of 2014/2015 and 2015/2016 in Ponta Grossa, State of

    Paraná, Brazil, with P30F53YH as the genotype considered herein. The experimental design

    was a split plot scheme repeated over three sowing dates (September 15, October 30, and

    December 15), taking into account three different winter coverings (oat straw, fallow, and bare

    soil) and five planting populations (40,000; 60,000; 80,000; 100,000 and 120,000 plants ha-1)

    in the split plots. Morphological features of the plants (plant height, stalk diameter, insertion

    height of ears, number of leaves, leaf area, and leaf area index) along with yield components

    (number of rows per ear, number of grains per row, a thousand mass of grains, and mass of

    ears) plus yield in four plants per split plot were evaluated in the current study. Sequential water

    bala

Recommended

View more >