migra§µes contempor¢neas e xenofobia - geovest ... kkk – sul dos...

Download Migra§µes contempor¢neas e xenofobia - geovest ... KKK – sul dos EUA Palestina. Migra§µes

Post on 08-Nov-2018

214 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Migraes contemporneas e xenofobia

  • Fluxos migratrios mundiais

    Causa Regio de repulso

    Problemas Culturais religiosos,

    tnicos... Polticos Econmicos

    KKK sul dos EUAPalestina

  • Migraes mundiais

    frica

    Europa Ocidental

  • Migraes mundiais

    Amrica Latina

    EUA

  • Regies de tenses migratrias

    Ceuta norte da frica

    Cisjordnia Israel

    Mxico EUA

  • Fuga de Crebros Fora de trabalho de

    alta qualificao

    REPULSO

    ATRAO

    Pases em desenvolvimento

    Pases desenvolvidos

  • Problemas: regies de chegada

    Xenofobia Frana ascenso da

    extrema direita Jean Marie Le Pen Marine Le Pen

    EUA leis contra imigrao

    Aes violentas por grupos sociais

  • Uso poltico e geopoltico da imigrao

    Dinamarca: reviso do Espao Schengen

    FSP 12/05/2011Gaddafi libera imigrao

    e pressiona OTAN

  • Europa em crise

    Crise econmica

    Tendncia de insolvncia dos PIIGS

    Crise poltica

    Ascenso da extrema direita

    Nacionalismo

    Negao da integrao regional

  • Xenofobia aspectos

    Uso de estatsticas falseadoras da realidade ou da mera intuio popular para justificar leis ou aes contra os imigrantes necessidade de aumento de impostos

    Maiores gastos sociais com a chegada dos imigrantes

    Aumento da criminalidade

  • Em julho, a municipalidade de Riverside, NewJersey, que serve de cidade-dormitrio a Nova York, aprovou uma lei que pune quem contratar imigrantes ilegais ou alugar-lhes imveis. Nessa cidade de 8 mil habitantes, cerca de 3.500 eram estrangeiros, na maioria brasileiros. Pouco depois, vndalos atearam fogo a dois carros e a uma casa de imigrantes.Para o prefeito, Charles Hilton Jr., "eles superlotam as nossas escolas, aumentam o crime e sobrecarregam nossas finanas por no pagar impostos". As estatsticas dizem o contrrio: o crime no cresceu, no aumentou o nmero de salas de aula sobrecarregadas e a economia da cidade cresceu graas aos imigrantes.Revista CartaCapital 20/set/2006

  • Xenofobia aspectos

    Tendncia de absoro dos imigrantes pela reduo dos custos de mo-de-obra e facilidade para contratao e demisso

    Os empregadores gostam dos imigrantes ilegais, pois podem dispens-los ao cair a demanda sem se preocupar com obrigaes trabalhistas ou mesmo com o ltimo salrio - ningum volta para reclamar.

    CC 20/09/2006

  • Xenofobia aspectos

    Combate a imigrao por parte dos nativos e dos imigrantes antigos

    Menor averso por parte de populaes de classes baixas, em especial, negros Populaes mais afetadas

    pela concorrncia no mercado de trabalho

    Evidncia do carter ideolgico do processo

    A historiadora brasileira LiseSedrez (...) disse que v nisso mais ideologia do que economia. Os negros estadunidenses, em tese os mais afetados pela concorrncia de imigrantes, no tm um papel importante na presso contra eles e muitas de suas organizaes os apiam. Os imigrantes "antigos" (inclusive os anistiados em 1986) que criticam os novos por no aprenderem ingls e muitas vezes retornarem ao seu pas de origem, esquecem-se da prpria histria.

    CC 20/09/2006

  • Estrutura da psique

    Analise freudiana do ego, id e superego

  • Consciente x InconscienteConsciente:

    Processos entendidos pela pessoa

    Inconsciente: Atua sobre o indivduo

    No h controle ou entendimentoEntendimento: vias indiretas:Sonhos, atos falhos, neurose, psicose

  • Represso e Resistncia

    Represso: Eliminao do contedo

    consciente Adequao da vida

    social ou pessoal

    Resistncia: Reteno do

    contedo reprimido

    Inc

    on s

    cie

    n te

    Consciente

    Inc

    on s

    cie

    n te

    Consciente

  • Id (isso coisa) Herana biolgica Estrutura bsca Contedos

    inconscientes

    Um pensamento ou lembrana localizados no Id ser capaz de influenciar toda a vida mental de uma pessoa.

    Fora motivadora da pessoa

  • O Ego

    Contato com a realidade Desenvolve-se do Id

    conscincia de sua identidade

    reteno das exigncias do ID

    EGO: casca da rvore do aparelho psquico

  • O Super-ego

    ltima estrutura desenvolvida Atua como um juiz ou censor do ego

    cdigos morais modelos de conduta parmetros de inibies da

    personalidade

    Relacionado com a realidade social

  • ID x SUPEREGO

  • Manifestao: id e superego

  • Superego: ontognese x filognese

    Ontognese: complexo de dipo Menino: fixao: me Pai: objeto de:

    Atrito e superao Identificao

    Filognese: Totem e Tabu

  • Filognese da sociedade repressora

    PRIMATAS SUPERIORES anlise biolgica

    CLS AUSTRALIANOS anlises antropolgicas

    Freud: hiptese de ligao

  • Narcisismo de grupo

    Erich Fromm NarcisismoObjeto do desejo: EU

    Narcisismo de grupo Objeto do desejo: grupo

    Famlia, religio, nao...

    (...) o grau de narcisismo de grupo equivalente carncia de uma satisfao real. Os grupos que usufruem adequadamente a vida apresentam menor propenso ao narcisismo frente aos grupos dotados de carncias materiais e imateriais. (adaptado de Fromm, Anatomia da Destrutividade Humana)

    Narciso de Waterhouse

  • Sociologia durkheimiana

    A condio anmica

  • Durkheim O Suicdio

    Suicdio todo caso de morte provocada direta ou indiretamente por um ato positivo ou negativo realizado pela prpria vtima e que ela sabia que provocaria esse resultado.

    Sociedade Suicdio

    Determina

  • Tipologia do Suicdio Egosta:

    Grupos de fraca coeso solteiros, homens divorciados...

    Altrusta: Renncia de si frente a

    conscincia coletiva Primitivos: vivas indianas suicidas Modernos: comandantes que

    afundam com o navio

    Desejo Realizao

  • Tipologia do Suicdio Anmico:

    caracterstico das sociedades contemporneas rpidas transformaes sociais desregulamentao das normas tradicionais (normas

    vividas)

    Obs.: o suicdio no , necessariamente, algo patolgico enquanto fenmeno social. Ser patolgico apenas se causar problema para a manuteno/desenvolvimento da sociedade

  • Anomia

    Aumento do suicdio corrente suicidgena

    Outros problemas

    XenofobiaPadres sociais

    anmalos

  • Fatores da xenofobia

    Rpidas mudanas sociais

    Inadequao: indivduos processos Vulnerabilidade por

    Renda Idade Religio...

    Ligao alternativa: pessoa grupo Narcisismo de grupo

    Tribos urbanas

    Padres anmalos violncia

    Leitura durkheimiana Leitura psicanaltica

  • Fatores da xenofobiaPartidos de extrema

    direita

    Discurso baseado em:

    Nacionalismo

    Religio

    Conservadorismo

    Utilizao das frustraes de partes da populao

    Capitalizao poltica

    Aumento das expresses de xenofobia

  • I've got a little black book with my poems in.Got a bag with a toothbrush and a comb in.When I'm a good dog, they sometimes throw me a bone in.I got elastic bands keepin my shoes on.Got those swollen hand blues.Got thirteen channels of shit on the T.V. tochoose from.I've got electric light.And I've got second sight.And amazing powers of observation.And that is how I knowWhen I try to get through On the telephone to youThere'll be nobody home.

    I've got the obligatory Hendrix perm.And the inevitable pinhole burnsAll down the front of my favorite satin shirt.I've got nicotine stains on my fingers.I've got a silver spoon on a chain.I've got a grand piano to prop up my mortalremains.

    I've got wild staring eyes.And I've got a strong urge to fly.But I got nowhere to fly to.Ooooh, Babe when I pick up the phoneThere's still nobody home.

    I've got a pair of Gohills bootsand I got fading roots.

    Nobody Home/Ningum em Casa

    Tenho um livrinho preto com meus poemas nele.Tenho uma bolsa com uma escova de dentes e um pente .Quando sou um bom co, s vezes eles me do um osso .Tenho elsticos nos meus sapatos.Tenho as mos inchadas.Tenho treze canais de porcaria na TV para escolher.Tenho luz eltrica. Tenho sexto sentido.E incrveis poderes de observao.E assim que eu sei...Quando tentar falar No telefone com vocNo haver ningum em casa.

    Tenho o permanente de Hendrix.E as inevitvies marcas de queimaduraBem na frente da minha camisa de cetim favorita.Tenho marcas de nicotina nos dedo.Tenho uma colher de prata numa corrente.Tenho um piano de cauda para descansar meus restos mortais.

    Tenho olhos ferozes.E tenho um forte desejo de voar.Mas no tenho para onde ir.Ooooh, Bem quando pego o telefoneAinda no tem ningum em casa.

    Tenho um par de botas Gohillsestou perdendo as razes.