mixx + moma 2011

Download MIXX + MOMA 2011

Post on 08-Jul-2015

148 views

Category:

Internet

2 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

MIXX X MOMA - Insights do Mixx 2011 e da exposição Talk to Me do MOMA NY.

TRANSCRIPT

  • 1. MOMA+MIXX 2011sbado, 6 de dezembro de 14

2. Eduardo BarbatoVice-presidente de estratgia Agncia3Para me perseguir na internet acesse:youtube.com.br/eduardobarbatotwitter.com/barbatodelicious.com/eduardobarbatomeadiciona.com.br/eduardobarbatosbado, 6 de dezembro de 14 3. MOMATalk to me: Design e comunicaoentre pessoas e objetosMIXXWhats the story? Construindonarrativas na era digitalsbado, 6 de dezembro de 14 4. =DOIS EVENTOS DISTINTOS,sbado, 6 de dezembro de 14 5. +DOIS EVENTOS DISTINTOS,MAS COMPLEMENTARES.sbado, 6 de dezembro de 14 6. WHAT`S THESTORY?TALK TO ME!sbado, 6 de dezembro de 14 7. +DA PIRAOsbado, 6 de dezembro de 14 8. +DA PIRAO INSPIRAOsbado, 6 de dezembro de 14 9. + MIXXONDE ESTAMOS,O QUE ASMARCAS J ESTOCONSTRUINDO DEHISTRIA.MOMAPARA ONDE VAMOS?O QUE PODEMOS ESPERARDE AVANO ENTRE ATECNOLOGIA E OCOMPORTAMENTOHUMANO. O LABORATRIO.sbado, 6 de dezembro de 14 10. Seja direta e ativamente ou de maneira sutil e subliminar, as coisas falamconosco. Tangveis e intangveis e nos tamanhos mais diversos de uma colher auma cidade, de um governo e Internet, e de um edifcio s comunidades, redessociais, sistemas e mundos artificiais as coisas comunicam. Nem todas tm umavoz: algumas usam texto, diagramas, interfaces visuais, ou mesmo um cheiro outemperatura: outras simplesmente nos fazem companhia em seu eloquente silncio.Os objetivos do design comearam a mudar no final do sculo 20, passando dautilidade para uma combinao entre finalidade e sentido. Atualmente, a cultura dosculo 21 gira em torno de interao: Comunico, logo, existo a afirmaoque define nossa vida contempornea e, se no passado, os objetos e sistemasestavam encarregados de realizar apenas elegncia formal e solidez funcional,agora se espera que eles tambm tenham uma personalidade. Os designerscontemporneos no fornecem apenas funo, forma e sentido, mas tambm tm queesboar roteiros que possibilitem que pessoas e coisas improvisem e desenvolvamum dilogo.Novos ramos do design surgiram nas ltimas dcadas e eles combinam as antigaspreocupaes do design forma, funo e sentido com a nfase na troca deinformao e at na emoo. O design de comunicao lida com a distribuio demensagens e engloba o design grfico, a ajuda na localizao e objetoscomunicativos de todos os tipos, desde materiais impressos a projetostridimensionais e digitais. O design de interface e de interao define ocomportamento de produtos e sistemas, assim como as experincias que as pessoastero com eles. O design de informao e de visualizao lida com mapas, diagramase ferramentas que filtram e interpretam informaes. No design crtico, cenriosconceituais so construdos em torno de objetos hipotticos para estudar asconsequncias sociais, polticas e culturais de novas tecnologias e comportamentos.sbado, 6 de dezembro de 14 11. A EXPOSIO:uma reflexo sobrea relao entreo homem e objetossbado, 6 de dezembro de 14 12. # Os objetos contm informaes que voalm da sua funo ou aparncia;# Em alguns casos um objeto nos dacesso a sistemas complexos e redes, masseu uso extremamente intuitivo;# Objetos muitas vezes so feitos a partir deredes e sistemas complexos masestabelecem imediatamente uma relaoemocional e intelectual com quem os utiliza.sbado, 6 de dezembro de 14 13. # Tecnologia foi capaz de humanizar osobjetos. Ns falamos com os objetos e elesfalam conosco. A tecnologia tornou issoexplcito.# A exposio rene exemplos decomunicao entre pessoas e objetos,mostrando como o design tem importanteparticipao nessa comunicaosbado, 6 de dezembro de 14 14. UM POUCO DO QUE VI PELO MOMAsbado, 6 de dezembro de 14 15. TWEENBOTS _ Kacie KinzerO encontro da tecnologia com a sensibilidade humana:A tecnologia utilizada como forma de explorar e revelar o lado humano das pessoas.Um rob que anda sozinho pelas ruas das cidades, mas depende da ajuda humana para atingir seu destino.Sem a interao com as pessoas, eles so apenas robs. Mas a partir do momento em que ocorre a interao,eles se transformam em robs capazes de andar pela cidade, contando uma histria.sbado, 6 de dezembro de 14 16. TWEENBOTS _ Kacie KinzerO encontro da tecnologia com a sensibilidade humana:A tecnologia utilizada como forma de explorar e revelar o lado humano das pessoas.Um rob que anda sozinho pelas ruas das cidades, mas depende da ajuda humana para atingir seu destino.Sem a interao com as pessoas, eles so apenas robs. Mas a partir do momento em que ocorre a interao,eles se transformam em robs capazes de andar pela cidade, contando uma histria.sbado, 6 de dezembro de 14 17. O JORNALDO FUTURO _Sebastian Bettencourtsbado, 6 de dezembro de 14 18. BEYOND THE FOLD (alm das dobras) _Sebastian BettencourtAbandona os elementos familiares datecnologia de hoje em dia, como cones,botes, touchscreen e foca no formatofsico do jornal e na maneira como aspessoas o lem.Os movimentos j familiares realizadospelas pessoas durante a leitura do jornal,juntamente com evoluo da tecnologia,sugerem como ser o jornal do futuro.sbado, 6 de dezembro de 14 19. BEYOND THE FOLD (alm das dobras) _Sebastian BettencourtAbandona os elementos familiares datecnologia de hoje em dia, como cones,botes, touchscreen e foca no formatofsico do jornal e na maneira como aspessoas o lem.Os movimentos j familiares realizadospelas pessoas durante a leitura do jornal,juntamente com evoluo da tecnologia,sugerem como ser o jornal do futuro.sbado, 6 de dezembro de 14 20. BEYOND THE FOLD (alm das dobras) _Sebastian BettencourtAbandona os elementos familiares datecnologia de hoje em dia, como cones,botes, touchscreen e foca no formatofsico do jornal e na maneira como aspessoas o lem.Os movimentos j familiares realizadospelas pessoas durante a leitura do jornal,juntamente com evoluo da tecnologia,sugerem como ser o jornal do futuro.sbado, 6 de dezembro de 14 21. BEYOND THE FOLD (alm das dobras) _Sebastian BettencourtAbandona os elementos familiares datecnologia de hoje em dia, como cones,botes, touchscreen e foca no formatofsico do jornal e na maneira como aspessoas o lem.Os movimentos j familiares realizadospelas pessoas durante a leitura do jornal,juntamente com evoluo da tecnologia,sugerem como ser o jornal do futuro.sbado, 6 de dezembro de 14 22. BEYOND THE FOLD (alm das dobras) _Sebastian BettencourtAbandona os elementos familiares datecnologia de hoje em dia, como cones,botes, touchscreen e foca no formatofsico do jornal e na maneira como aspessoas o lem.Os movimentos j familiares realizadospelas pessoas durante a leitura do jornal,juntamente com evoluo da tecnologia,sugerem como ser o jornal do futuro.sbado, 6 de dezembro de 14 23. CROSS - FIRE _Geoffrey Mannsbado, 6 de dezembro de 14 24. OS OBJETOS TAMBM SO AFETADOS PELAS PESSOASQuando falamos, liberamos energias e tenses que so refletidas nos objetos.O vdeo ilustra justamente como os objetos so afetados por essa tenso liberada pelas pessoas.sbado, 6 de dezembro de 14 25. OS OBJETOS TAMBM SO AFETADOS PELAS PESSOASQuando falamos, liberamos energias e tenses que so refletidas nos objetos.O vdeo ilustra justamente como os objetos so afetados por essa tenso liberada pelas pessoas.sbado, 6 de dezembro de 14 26. PHONE BOOK _Yuki KishiFsico e virtual = maior interatividade + experinciaUm aplicativo para iphone desenvolvido exclusivamente para dilogar com um livro,transformando o momento de leitura em uma experincia interativa entre pais e filhos. Uma formade conectar pais e filhos, unindo os formatos analgico e digital.sbado, 6 de dezembro de 14 27. PHONE BOOK _Yuki KishiFsico e virtual = maior interatividade + experinciaUm aplicativo para iphone desenvolvido exclusivamente para dilogar com um livro,transformando o momento de leitura em uma experincia interativa entre pais e filhos. Uma formade conectar pais e filhos, unindo os formatos analgico e digital.sbado, 6 de dezembro de 14 28. CUBOS INTERATIVOS Jeevan KalanithiInterconexo cada vez mais forte = Device is not aloneObjetos inteligentes, que podem ser montados pelos consumidores e que interagem entre si:A inspirao veio de jogos analgicos: lego, cubo mgico, xadrez etc.Como funciona: Cada cubo contm um chip de computador e se conecta a outros cubos, reconhecendo omovimento e posio de cada cubo via uma rede sem fio.A partir desse reconhecimento, eles so capazes de interagir entre si.sbado, 6 de dezembro de 14 29. CUBOS INTERATIVOS Jeevan KalanithiInterconexo cada vez mais forte = Device is not aloneObjetos inteligentes, que podem ser montados pelos consumidores e que interagem entre si:A inspirao veio de jogos analgicos: lego, cubo mgico, xadrez etc.Como funciona: Cada cubo contm um chip de computador e se conecta a outros cubos, reconhecendo omovimento e posio de cada cubo via uma rede sem fio.A partir desse reconhecimento, eles so capazes de interagir entre si.sbado, 6 de dezembro de 14 30. EYE WRITER RESEARCH PROJECT _Zach LiebermanUm par de culos capaz de captar o movimento dos olhos e transform-los em traose rabiscos. Assim possvel desenhar e pintar apenas com o movimento dos olhos.Com essa tecnologia, um artista plstico que foi diagnosticado com esclerose lateral amiotrficae teve o corpo inteiro paralizado, foi capaz de voltar a produzir arte, apenas com seus olhos.sbado, 6 de dezembro de 14 31. EYE WRITER RESEARCH PROJECT _Zach LiebermanUm par de culos capaz de captar o movimento dos olhos e transform-los em traose rabiscos. Assim possvel desenhar e pintar apenas com o movimento dos olhos.Com essa tecnologia, um artista plstico que foi diagnosticado com esclerose lateral amiotrficae teve o corpo inteiro paralizado, foi capaz de voltar a produzir arte, apenas com seus olhos.sbado, 6 de dezembro de 14 32. COMUNICAO NO FUTURO _ Gerard RallEsse aparelho sugere que, no futuro, a tecnologia nos ajudar inclusiveem nossas pequenas relaes interpessoais do dia a dia. No precisaremos interromper nossastarefas para responder e interagir com pessoas que interromperem de alguma forma. O aparelho sercapaz de dialogar sozinho e responder aos outros enquanto a pessoa cont