novembro negro | black millennials of brazil

Download Novembro negro | Black Millennials of Brazil

Post on 08-Jan-2017

1.465 views

Category:

Internet

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Black millennials of BrazilMundo Negro | Zeroponto54 | Negros digitais

  • Black millennials of Brazil

    Mundo Negro | Zeroponto54 | Negros digitais

  • 54% da populao brasileira se considera negra. a primeira vez que podemos dizer que negros so maioria no Brasil.

    Fonte: IBGE

    http://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2015/12/04/negros-representam-54-da-populacao-do-pais-mas-sao-so-17-dos-mais-ricos.htm

  • The black population has more access to effective knowledge about African and Afro-Brazilian history to realize that being black is a positive thing

    Katia Regis, Coordinator for African and Afro-Brazilian studies

    Fonte: El Pas

    http://elpais.com/elpais/2015/11/17/inenglish/1447761693_647036.html

  • A nfase necessria porque negros, independente da classe econmica, possuem comportamentos especficos on e offline que merecem ser documentados. Alm disso, a nossa proposta trazer a diversidade para normalizar o Brasil mestio do jeito que ele .

  • O Mundo Negro foi um dos primeiros portais feito para

    negros no Brasil. No ar desde 2001 ele um dos

    principais sites com contedo exclusivo para negros,

    produzidos por jornalistas, sendo um espao de notria

    credibilidade, o que numa era repleta de produtores de

    contedo, garante ao portal um destaque em

    comparao aos demais veculos voltados para esse

    pblico.

  • Consultoria dedicada a garimpar insights de consumo e comportamento da classe C; composta hoje por uma maioria assumidamente negra.

  • Pesquisa de amostra qualitativa publicada online com 510 respostas de pessoas que se declararam negras. A pgina esteve no ar entre os dias 04 de setembro

    at o dia 25 de outubro de 2016.

  • MULHERES SO 73,14% DESTA AMOSTRA

  • A expresso americana black millennials se aplica perfeitamente aos primeiros dados apresentados nesta pesquisa. Dos que responderam a maior porcentagem deles tm entre 24 e 35 anos. Em segundo lugar ficaram os mais novos com idade entre 18 e 24 anos. Somente esta soma representa 62.21%.

  • So Paulo, Bahia e Rio de Janeiro lideram como os estados mais presentes na pesquisa como terra natal. No total de 63,71%. Em seguida esto os estados de Minas Gerais e Rio Grande do Sul. Solteiros representam 64,34% e 18,92% esto fora do mercado.

  • 18.92% SO CASADOS; SOLTEIROS SO MAIORIA.

  • o desktop deixou de ser o dispositivo que oferecia a primeira experincia com a internet. Esse papel foi passado aos smartphones que, de modo geral, so mais baratos que os computadores de mesa ou tablets.

    Classe C de Conectados, Think With Google

  • Mesmo imersos no digital, compras online ainda so pouco frequentes para 39,60%. Este nmero representa tanto uma oportunidade quanto um desafio para os e-commerces brasileiros, sobretudo porque 72,64% usam o smartphone para se manterem mais de 4 horas conectados todos os dias, sobretudo noite.

  • De olho nisso, o Facebook, rede preferida de 64,88% desta amostra, se movimenta para tentar virar uma plataforma de compras com loja disponvel nas pginas. Nos Estados Unidos, por exemplo, apenas 1% das compras online so de links postados em redes sociais.

  • By incorporating e-commerce tools into all of its offerings, Facebook is trying to create a platform that gives users little reason to look elsewhere. Moreover, its active user base provides the company with a massive number of people to reach when looking to drive up e-commerce orders through Facebook in fact, global Facebook users far outnumber shoppers on e-commerce sites like Amazon.

    Fonte: Business Insider

    http://www.businessinsider.com/facebook-has-brought-purchasing-capabilities-to-all-retail-pages-2016-10?utm_source=feedly&utm_medium=webfeeds

  • Racismo um assunto inevitvel quando se fala da presena negra online. As redes sociais trouxeram um novo Brasil tona, com muitos relatos de casos de discriminao e preconceito. No entanto, surpreendente o dado de que 77% no foi vtima de racismo na internet. Este nmero precisa de um olhar mais atento porque o Facebook, por exemplo, cria bolhas ideolgicas dentro das timelines. Alm disso, por se tratar de uma rede social de amigos, parentes e conhecidos, as chances de ocorrer este tipo de situao reduz drasticamente.

  • Sem a interveno do algoritmo, os progressistas teriam visto 24% de notcias incmodas e, os conservadores, 35%. Ou seja, essa frmula idealizada nos computadores do Facebook ajuda a reduzir a diversidade ideolgica do mural dos usurios, mas no a principal culpada. De acordo com o estudo, os usurios so os responsveis por se fechar em suas prprias ideias: se no escolhessem suas amizades como o fazem, mas de forma aleatria,

    os progressistas veriam cerca de 45% de notcias contrrias s suas ideias, em comparao a 40% pelos conservadores.

    Fonte: El Pas

    http://brasil.elpais.com/brasil/2015/05/06/tecnologia/1430934202_446201.html

  • Das pessoas que sofreram racismo na internet, 15,89% usaram as redes sociais para relatar o ocorrido. Expor estes casos mobilizam pessoas e geram conversas sobre o enfrentamento do racismo no pas.

  • A desinformao sobre como denunciar est presente em 55,05% dos que responderam a pesquisa. Alm de no saberem como proceder, 62,91% dos que fizeram isso pela internet no ficaram satisfeitos com o resultado.

  • Veculos especficos para negros so acompanhados nas redes sociais por 53,74%. Se virarem produtores digitais, 62,94% abordariam a questo racial em seus canais.

  • CONCLUSO

    Objeto de estudo aqui e l fora, os black millennials so onipresentes por toda a web, mesmo com a preferncia de algumas redes sociais. Sua influncia est presente em todo o pas e a amostra qualitativa traz mais conhecimento sobre este pblico.

    A surpreendente resposta de que uma maioria no enfrentou racismo online, no deve ser encarada como sinal de que o Brasil um pas perfeito. Isso pode ser encarado como um sinal causado pelas bolhas do Facebook, a rede preferida dos usurios.

    Debater como realizar denncias, alm de acompanh-las, se mostrou urgente na amostra. Muitos demonstraram no saber como fazer isso.

  • A EVOLUO DO E-COMMERCE NO MOBILE, TENDNCIA CHAVE COMPORTAMENTO

    A evoluo do e-commerce no mobile , sem dvidas, a maior tendncia detectada nesta pesquisa qualitativa. Milhes de brasileiros da classe c esto hiper conectados no Facebook, uma rede social cativante, mas ainda muito voltada para o branding das marcas.

    O uso de smartphone, sobretudo noite, e no Facebook tambm um indicativo de que entretenimento e informao dominam o consumo digital dos black milennials.

    Micro e pequenas empresas que tm como target a nova classe mdia, podem usar o facebook para conseguir se aproximar deste pblico. No entanto, no devemos abandonar os anncios ao redor da web como adwords, por exemplo. A estratgia conjunta a melhor sada.

    Quem conseguir desenvolver uma forma simplificada de vender na rede, vai ganhar mais em pouco tempo.

  • Obrigada! fb.com/Zeroponto54fb.com/SiteMundoNegro