o terrorismo. o terrorismo ndice introdu§£o o que © o terrorismo? natureza do...

Download O TERRORISMO. O Terrorismo ndice Introdu§£o O que © o terrorismo? Natureza do terrorismo Grupos terroristas   Al-Qaeda   ETA  

Post on 07-Apr-2016

221 views

Category:

Documents

4 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • OTERRORISMO

  • O TerrorismondiceIntroduoO que o terrorismo?Natureza do terrorismoGrupos terroristasAl-QaedaETAIRAAtaques terroristasNova Iorque, 11 de Setembro de 2001Madrid, 11 de Maro de 2004Rssia, 01 de Setembro de 2004Londres, 07 de Julho de 2005ConclusoBibliografia

  • O TerrorismoIntroduoNs escolhemos este tema, com o objectivo de mostrar s outras pessoas, que hoje em dia o terrorismo uma coisa que temos presenciado em toda a parte do mundo.

  • O TerrorismoO que terrorismo?O terrorismo a forma escolhida por certas organizaes para alcanarem os seus objectivos polticos.Consiste em actos de violncia fsica ou psicolgica imprevisveis e perpetrados.O terrorismo , na prtica, uma forma de guerra que no conhece regras.

  • O TerrorismoO que terrorismo?CONCEITO MODERNO:Nos ltimos anos, o terrorismo ganhou significados variados e polivalentes.O grande volume de informaes e/ou imagens geradas por esse tipo de comportamento tem tido muita influncia na construo desses significados.

  • O TerrorismoO que terrorismo?Terrorismo Indiscriminado:So todas as aces que se destinam a fazer um dano a um agente indefinido ou irrelevante. No existe um alvo estabelecido previamente. Visa a propagao do medo geral na populao, visa cansar a retaguarda, vencer por um sentimento geral de instabilidade. Exemplo: A Colocao de bombas em cafs, parques de estacionamento, metro.

  • O TerrorismoO que terrorismo?Terrorismo Selectivo: Selectivo quer dizer que visa um alvo reduzido, limitado, especfico e conhecido antes de efectuar o acto.Visa a chantagem, vingana ou eliminao de um obstculo.Ele terrorismo porque tem efeitos camuflados, tem efeitos polticos, pretende pr em causa uma determinada ordem.Exemplo: A ETA aplica esta forma de terrorismo.

  • O TerrorismoNatureza do terrorismoAs aces terroristas podem ser dediversas naturezas:

    Atentados bombistas;Desvio de avies e navios;Actos de sabotagem;Sequestros e assassinatos de polticos, militares e funcionrios.

  • GRUPOSTERRORISTAS

  • Grupos TerroristasIntroduoNo mundo actual, movido pela ganncia, muitos no olham aos fins, para atinguir os seus objetivos. Dentre estes, esto os grupos terroristas, tais como:

    Al-Qaeda;ETAIRA

  • Grupos TerroristasAl-QaedaAl-Qaeda o nome dado a uma campanha islmica fundamentalista internacional compreendida por clulas colaboradoras e independentes que juntas proclamam pela mesma causa, de reduzir a influncia externa sobre assuntos islmicos.A Al-Qaeda a responsvel por um grande nmero de ataques violentos e de alto nvel contra civis, alvos militares e instituies comerciais pelo mundo.

  • Grupos TerroristasAl-QaedaDe onde que se origina?As origens da Al-Qaeda podem ser seguidas na invaso sovitica ao Afeganisto, no qual vrios no-afegos, lutadores rabes se uniram ao movimento anti-Russo formado pelos Estados Unidos e Paquisto.

  • Grupos TerroristasAl-QaedaOsama bin Laden, um membro de uma famlia de negcios saudita rabe proeminente, liderou um grupo informal que se tornou uma grande agncia de levantamento de fundos e recrutamento para a causa afeg.Esse grupo canalizou combatentes islmicos ao conflito, distribuiu dinheiro e forneceu logstica e recursos tanto para as foras de guerra tanto para os refugiados afegos.

  • Grupos TerroristasETAA ETA, (Ptria Basca e Liberdade, em portugus) um grupo armado clandestino e ilegal, que pratica a luta armada como meio para conseguir a independncia de Euskal Herria. classificado pelos governos de Espanha e Frana, pela Unio Europia e pelo governo dos Estados Unidos como um grupo terrorista.

  • Grupos TerroristasETAO seu smbolo uma serpente enrolada num machado. O seu lema Bietan jarrai, que significa seguir nas duas, ou seja, na luta poltica e militar.

  • Grupos TerroristasIRAExrcito Republicano Irlands, mais conhecido como IRA, comeou a actuar nos anos 60. um grupo paramilitar catlico que tenciona que a Irlanda do Norte separe-se do Reino Unido e seja reanexada Repblica da Irlanda.Em 30 anos de conflito, morreram cerca de 3.600 pessoas na Irlanda.Utilizam mtodos como os dos terroristas, principalmente ataques bomba e emboscadas com armas de fogo.

  • Grupos TerroristasIRATm como alvos tradicionais os protestantes, polticos unionistas e representantes do governo britnico.O IRA tem ligaes com outros grupos nacionalistas irlandeses e um brao poltico: o partido nacionalista Sinn Fein.Em 28 de Julho de 2005, o IRA anuncia o fim da "luta armada" e a entrega de armas.O processo de entrega de armas terminou em 26 de Setembro de 2005.

  • ATAQUESTERRORISTAS

  • Ataques TerroristasIntroduoInfelizmente, encontramos no passado recente, diversos ataques terroristas quechocaram o mundo.

    Nova Iorque, 11 de Setembro de 2001Madrid, 11 de Maro de 2004Rssia, 01 de Setembro de 2004Londres, 07 de Julho de 2005

  • Ataques TerroristasNova Iorque, 11 de Setembro de 2001A 11 de Setembro de 2001, os Estados Unidos da Amrica sofreram o maior ataque terrorista de sempre.Quatro avies de passageiros foram desviados intencionalmente da sua rota normal, dois colidiram com as duas torres do World Trade Center em Nova Iorque, outro com o Pentgono em Washington e o ltimo despenhou-se num descampado, no tendo conseguido atingir o seu objectivo.123

  • Ataques TerroristasNova Iorque, 11 de Setembro de 2001Este facto, levou os Estados Unidos da Amrica a iniciarem uma operao de caa ao terrorismo a nvel internacional.123

  • Ataques TerroristasNova Iorque, 11 de Setembro de 2001

  • Ataques TerroristasMadrid, 11 de Maro de 2004Na manh de quinta-feira, 11 de Maro de 2004, 10 mochilas carregadas com Trinitrotolueno explodiram em quatro comboios de passageiros com destino a Madrid..Os atentados causaram pelo menos 191 mortos e 2050 feridos.O governo espanhol atribuiu o atentado ETA, argumentando que foi utilizado um explosivo normalmente usado pela ETA.

  • Ataques TerroristasMadrid, 11 de Maro de 2004Porm, governo espanhol argumentou tambm, a possvel hiptese de a Al-Qaeda estar envolvida, pois quatro provas apontaram neste sentido.Um grupo prximo da Al Qaeda, as Brigadas de Abu Hafs Al Masri reivindicou o atentado em nome da Al Qaeda.Os atentados tm caractersticas em comum com outros atentados da Al Qaeda.Na tarde do dia 11 de Maro foi encontrada, na regio de Madrid, uma fita cassete com oraes em rabe numa carrinha com detonadores.

  • Ataques TerroristasMadrid, 11 de Maro de 2004Na noite de 11 de Maro foi divulgada a suspeita de que um bombista suicida seguia a bordo de um dos comboios.Minutos antes das 19:00 horas de 12 de Maro, num telefonema feito para a redaco do dirio GARA, a ETA negou a autoria dos atentados.A frase exacta foi: "A organizao ETA no tem nenhuma responsabilidade sobre os atentados de ontem."

  • Ataques TerroristasRssia, 01 de Setembro de 2004A 1 de Setembro de 2004, o incio do ano escolar foi abruptamente interrompido na escola russa de Beslan, na Osstia do Norte.Um grupo de 30 homens e mulheres armados, presumivelmente munidos com cintos de explosivos, invadiu esse espao e fez cerca de 1200 de refns, tendo alguns destes morrido nos primeiros confrontos com as autoridades policiais.

  • Ataques TerroristasRssia, 01 de Setembro de 2004Os raptores, um comando terrorista tchetcheno, procederam tomada de refns no "Dia do Saber", que assinala o incio do ano lectivo, e mantiveram a maior parte das crianas e adultos capturados na escola at 3 de Setembro.O comando ameaou "matar 50 crianas por cada um dos seus combatentes morto e 20 por cada ferido", dificultando assim as investidas das foras de segurana russas.Embora cerca de 50 crianas tenham conseguido esconder-se e, posteriormente, fugir da escola no dia 1, e de um grupo de 26 refns ter sido libertado pelos terroristas no dia 2, este massacre apresentou um elevado nmero de baixas, com 331 vtimas mortais, 186 das quais crianas, e mais de 700 feridos.

  • Ataques TerroristasRssia, 01 de Setembro de 2004Ao reivindicar o ataque, o chefe separatista radical tchetcheno Chamil Bassaiev afirmou que no teria havido vtimas caso Moscovo tivesse cedido retirada de tropas da Tchechnia.

  • Ataques TerroristasRssia, 01 de Setembro de 2004Os familiares das vtimas salientam ainda a falta de respostas acerca dos motivos do massacre, acusando a investigao em curso de "dissimular" elementos e de "conduzir o inqurito em funo do cenrio que lhes agrada".

  • Ataques TerroristasLondres, 07 de Julho de 2005Na manh de 7 de Julho de 2005, trs exploses, confirmadas, ocorreram no metro da cidade de Londres.Essas exploses nas estaes subterrneas, fizeram com que o sistema inteiro de transporte ferrovirio ficasse paralisado durante horas. Testemunhas disseram ter visto corpos de vtimas do descarrilamento de um comboio, empilhados.O nmero de mortos, foi de 33 pessoas e pelo menos 700 ficaram feridas.

  • Ataques TerroristasLondres, 07 de Julho de 2005De acordo com a revista alem Der Spiegel, o grupo da Al-Qaeda foi o responsvel, pelos ataques terroristas.Atribuiu o ataque ao envolvimento do Reino Unido nas invases no Iraque e no Afeganisto.Uma carta que supostamente ter sido escrita pelo grupo diz o seguinte: Regozije-se, oh nao islmica. Regozije-se, mundo rabe. Chegou o tempo da vingana contra os governos cruzados sionistas da Gr-Bretanha em resposta aos massacres britnicos cometidos no Iraque e no Afeganisto.

  • O TerrorismoConclusoTrabalho realizado por:Rxalmeida n12 9cJorgeSnopy n9 9c

  • O TerrorismoBibliografiawww.google.pt (pesquisa de informao e imagens)www.wikipdia.comwww.sapo.pt (notcias e imagens)www.bbc.co.uk (noticias e imagens)www.rtp.pt (apresentao interactiva)

Recommended

View more >