pessoas & negócios 2 - .este número irá abordar fundamentalmente o mundo empresarial ... apostar

Download Pessoas & Negócios 2 - .Este número irá abordar fundamentalmente o mundo empresarial ... apostar

Post on 21-Jan-2019

215 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

2Pessoas &

Negcios

3Pessoas &

Negcios

4Pessoas &

Negcios

ndice

ndice 6 - Editorial7 - WoodOne Mobilirio e MLM Manuel Lus Martins e Hlder Silva falam da im-portncia da qualidade e do design nas empresas

que administram

11 - CaladoEmpresas portuguesas mostram a importncia da inovao num sector cada vez mais competitivo

34 - Grupo SolarProdutos e solues na rea das energias renovveis e ar condicionado

5Pessoas &

Negcios

6Pessoas &

Negcios

Nesta primeira edio, a revista Pessoas & Negcios ambiciona dar voz a um mundo empreendedor. Pretendemos demonstrar, atravs de exemplos concretos, que existem pessoas que no se acomodaram, nem se limitaram a observar o movimento dos mercados, mas decidiram ser membros activos e dinmicos, criando empresas e traando projectos.

Quando falamos em organizaes, temos que forosamente falar em pessoas. So as pessoas que as representam e que nelas trabalham que lhes conferem personalidade e valores.

Com a evoluo dos tempos e das mentalidades, as empresas tm vindo a aperceber-se que, a par do desenvolvimento tecnolgico e dos parmetros de qualidade, existe mais um factor de competitividade em que vale a pena investir: o capital humano.

nas pessoas que produzem, que se relacionam com os clientes, que gerem outras pessoas, que comunicam, que decidem... que reside a vantagem competitiva de uma organizao ou empresa.

Esta publicao pretende levar os leitores a reflectir, mostrando exemplos de homens e mulheres cujo caminho, mais ou menos sinuoso, fez deles aquilo que so hoje empreendedores. Em reas to diversas como a indstria do calado, passando pelo design e fabrico de mobi-lirio, at s energias renovveis encontramos percursos singulares, que em comum tm a vontade de vencer.

Este nmero ir abordar fundamentalmente o mundo empresarial e industrial, todavia a Pessoas & Negcios pretende ser transversal a sectores to diversos como o ensino, a cultura, a sociedade... No fundo, nenhuma destas reas existiria sem pessoas, sejam aquelas que esto presentes na gnese dos projectos, sejam as que todos os dias tra-balham nos bastidores para lhes dar corpo e alma.

EDITORIAL

Propriedade: Vrtice Escolhido Publicaes Peridicas Lda * Morada: Rua Augusto Lessa, n 251 esc. 12 - 4200 100 Porto * Telefone: 22 509 11 81 *Site: www.verticeescolhido.pt * Email: vertice.escolhido.geral@gmail.com * Administra-o: Jos Freitas ( Gerente ) / Paulo Leal ( Gerente ) * Direco Comercial: Jos Freitas *

Direco Financeira: Paulo Leal * Editor: Carla Borges * Produo de Contedos: Joana Sousa* Accounts: Rui Diogo, Paulo Padilha e Miguel Rosrio * Secretria de Direco: Mnica Duarte * Projecto Grfico e Web Design: Mrio Von Haffe * Banco de Imagens: Vrtice Escolhido * Paginao: Joo Sousa * Periodicidade: Mensal * Distribuio: Gratuita com o Jornal Dirio de Notcias * Assinaturas: Mnica Duarte Preo Unitrio: 4 / Assinatura Anual: 44 ( 11 nmeros )Interdita a reproduo, mesmo parcial, de textos, fotografias ou ilustraes sob quaisquer meios, e para quaisquer fins sem autorizao do editor.A paginao efectuada de acordo com os interesses editoriais e tcnicos da Revista e o editor no se responsabiliza pelas inseres com erros ou omisses que sejam imputveis aos anunciantes.

7Pessoas &

Negcios

O gosto prematuro de Manuel Lus Martins pelo ramo do material escolar impulsionou a cria-o da sua prpria empresa em 2005, a MLM, Lda. Mais tarde criou estru-turas para adquirir a Woodone-Mobi-lirio, S.A.

Uma atitude forte, um carcter empenhado, um esprito de lide-rana. De uma forma geral, so es-tas as palavras que melhor traam a personalidade de Manuel Lus Martins e Hlder Silva, administra-dores da MLM, Lda. e da Woodone-Mobilirio, S.A.

Dedicada e prudentemente, Ma nuel Lus Martins criou duas em-presas que apostam no design, na qualidade e na entrega de produ-tos atempadamente, como sendo os principais marcos de referncia.

Cada uma das empresas tem perto de 230 clientes, sendo que a MLM est mais vocacionada para o mobilirio de escritrio e a Woodone mais vocacionada para o mobilirio escolar, de infantrio e o de bibliotecas. Neste ltimo, s em Feve reiro entrega-ram cerca de 40 bibliotecas quer no projecto parque es-colar, quer em municpios. Para as empresas nacionais, o parque escolar veio trazer coisas muito boas. Foi uma excelente medida quer a nvel de construo, quer a n-vel de equipamentos inerentes prpria escola, refere o administrador.

Mas desenganem-se os clientes que depreendem o sector pblico como nica aposta da Woodone. Col-gios, escolas e infantrios privados tambm podem ver os seus espaos mobilados por esta empresa. Do-nos as quatro paredes e ns desenvolvemos o projecto, diz. Dividida em oito seces matrias-primas; carpintaria (madeira grosso); placa (CNC); folheamento; marcenaria; envernizamento/polimento; montagem e expedio

a empresa d asas imaginao na criao do produto mais perfeito. na Woodone que todo o mobilirio pro-duzido desde o design at ao ltimo parafuso. Por sua vez, a MLM dedica-se exclusivamente comercializao dos produtos.

Fomentar a produtividade

No fosse esta uma trading empreendedora e a ex-portao no estaria no seu caminho. Embora Angola e Camares representem um mercado forte, os pases emergentes, como Moambique, Arglia, Marrocos e So Tom e Prncipe representam tambm um desafio.

Em parceria com empresas nacionais de renome dentro da mesma rea, a Woodone incrementa as ven-

Manufacturar com qualidade

8Pessoas &

Negcios

das indirectas para o mercado internacional. Desta for-ma demonstra que h uma aposta clara na credibilidade e reconhecimento da empresa. Manuel Lus Martins mostra que tem os ps bem assentes na Terra quando explica que antes de apostar na exportao, houve a necessidade de nos prepararmos muito bem a nvel de maquinaria. Foi um investimento avultado de cerca de 700 mil euros na altura e agora estamos a apostar com mais 500 mil. Ou seja, antes de mais h necessidade de apostar na capacidade de resposta porque s assim sa-tisfazemos os clientes. Ainda assim, maquinaria no tudo e a aposta na formao dos 43 funcionrios de sa-lientar. Seja na utilizao dos equipamentos adquiridos, como as CNC que facilitam, personalizam e qualificam a produo, seja a nvel do trabalho e reconhecimento de novas matrias-primas e novos produtos. Uma empresa mais apetrechada a nvel de maquinaria significado de

mais trabalhadores na expedio e no de mais desem-prego. Desta forma, desenvolver uma grande capacidade de produo significa um aumento das vendas, em con-sequncia disso so necessrias mais equipas de monta-gem, logo, mais capacidade logstica para as entregas. De uma forma eficaz e atenta a Woodone acompanha a mudana dos tempos e a novidade neste nicho de mer-cado incrementando a apresentao dos projectos ao cliente atravs de imagens em 3D.

A razo do saberAo longo da conversa com a Pessoas & Negcios, Ma-

nuel Lus Martins revelou, alm do seu esprito empreen-dedor, ter um lado humano que torna o relacionamento com os seus funcionrios quase que familiar. H uma relao super saudvel, salienta. Conhecendo bem os dois lados da moeda: o de funcionrio e o de patro ten-

to passar-lhes a mensagem do motivo que me colocou neste lugar: a disponibilidade que os meus patres mostraram no apoio dos meus saberes. Da os meus funcionrios andarem sempre motivados, e para tal es-tamos sempre perto deles. Fao com que se sintam integrados e tudo o que se passa dentro da empresa do co nhecimento deles tambm. J l diz o di-tado que trabalho trabalho e conhaque conhaque. Por isso mesmo todos os meses existem duas reunies: uma de trabalho e outra de convvio.

Dignificar a rea do mobilirio

Mesmo sendo Manuel Lus Martins e Hlder Silva os em-presrios mais novos no ramo

9Pessoas &

Negcios

do mobilirio escolar, no se deixam aliciar pela gann-cia. Mostram um grande esprito de entreajuda no que respeita concorrncia. O relacionamento excelente. Embora cada um faa o seu trabalho, quando h falta de matria-prima cedemos matria uns aos outros, releva o administrador Manuel Lus Martins.

Qualidade e pontualidade na entrega do produto so ponto de honra nesta casa. Quando o administra-dor tem noo que o trabalho aumenta de uma forma abruta e teima pela celeridade na entrega dos prazos, no baixa os braos e vai para o terreno negociar novos prazos de entrega. S assim consegue evitar que os pon-

tos de honra tenham de ser quebrados.A destacar-se de outros produtos da concorrncia es-

to os assentos e os encostos das cadeiras. So feitos de uma forma diferente. Embora a matria-prima seja mais cara, a Woodone opta pela utilizao de um produto afri-cano que a mdio/longo prazo traz menos problemas

empresa e mais conforto ao utilizador.Embora as parcerias j faam parte do dia-

-a-dia , no existem apenas dentro da rea do mobilirio. A nvel do transporte de mercadoria estas tambm so uma mais--valia. So essen-ciais visto que h alturas em que montamos seis bibliotecas por dia e dias em que carrega-mos trs camies TIR. Quando assim , a nossa frota pessoal no suficiente, esclarece Manuel Lus Martins.

Polir um futuro de Excelncia

O crescimento de 200% a que a MLM teve no ano anterior traz vontade de mais crescimento e mais aposta na exportao. Para este ano, est previsto um aumento de 24% para a Woodone e, em termos de percentagem de vendas, um au-mento de 30% na exportao.

Agora, a ideia diversificar e expan dir o negcio. A Woodone pretende imis cuir-se na construo de um cen-tro social para idosos. Um projecto construdo de raiz, feito a pensar na faixa etria que cada vez mais preenche o pas e cada vez mais su