pontifícia universidade católica de são paulo puc-sp barge... · pdf...

Click here to load reader

Post on 25-Oct-2020

0 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PUC-SP

    Wagner Barge Belmonte

    A construção da relação “Brasil - Estados Unidos” na revista Veja

    Doutorado em Comunicação e Semiótica

    São Paulo

    2016

  • Wagner Barge Belmonte

    A construção da relação “Brasil - Estados Unidos” na revista Veja

    Doutorado em Comunicação e Semiótica

    Tese apresentada à Banca Examinadora da

    Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, como exigência parcial para obtenção do

    título de Doutor em Comunicação e Semiótica

    sob a orientação do Prof. Dr. José Luiz Aidar Prado

    São Paulo

    2016

  • 3

    Banca Examinadora

    _______________________________________________

    _______________________________________________

    _______________________________________________

    _______________________________________________

    _______________________________________________

  • 4

    Dedicatória

    Para minha filha, Luíza, minha mãe, Cida, e minha esposa, Carol.

  • 5

    Agradeço à CAPES, que concedeu a bolsa de pesquisa sem a qual não seria

    possível a elaboração desta tese.

  • 6

    Agradecimentos

    Ao meu orientador José Luiz Aidar Prado, pelo suporte contínuo.

    Aos professores Laurindo Leal Lalo Filho e José Salvador Faro, pela mudança de rota

    na banca de qualificação.

    Ao pessoal da secretaria acadêmica.

    Ao meu amigo de todas as horas Urânio Paes.

    Ao meu ex-chefe no Estadão e grande amigo, João Luiz Guimarães, que sentiu na pele

    o efeito da convivência com censores.

    Às amigas Dayana Bonetto e Marcella Cristina Gozzo.

  • 7

    O ruim no Brasil e efetivo fator do atraso é o modo de ordenação da sociedade,

    estruturada contra os interesses da população, desde sempre sangrada para servir a

    desígnios alheios e opostos aos seus…O que houve e há é uma minoria dominante,

    espantosamente eficaz na formulação e manutenção de seu próprio projeto de

    prosperidade, sempre pronta a esmagar qualquer ameaça de reforma da ordem social

    vigente.

    Darcy Ribeiro

  • 8

    Resumo

    Esta pesquisa investiga como o enunciador Veja cobre a relação política, econômica e

    de relações externas Brasil - Estados Unidos. O título da Editora Abril apresenta com

    frequência a sociedade norte-americana como modelo a ser seguido. O contrato de

    comunicação, baseado no negócio e nos objetivos de mercado da família Civita, associa

    o capitalismo à ideia de prosperidade e liberdade nos pontos nodais de seu discurso.

    Mesmo na cobertura de conflitos e guerras, os Estados Unidos surgem como poderosos

    detentores de tecnologia de ponta diante de adversários que não têm arsenal para

    enfrentá-los, mas representam risco ao Ocidente. O corpus é composto por capas e

    reportagens, cujos temas são a relação bilateral enunciada por Veja desde seu primeiro

    ano, 1968. O objetivo da pesquisa é compreender como a revista constrói, através dos

    pontos nodais, a ideia de que os Estados Unidos são um referencial para inspirar o

    Brasil como nação, seja do ponto de vista político e econômico, seja na relação do

    cidadão com o Estado e com os poderes políticos constituídos. Apresentam-se os

    valores incorporados na cobertura. Nossa tese é a de que, além de sugerir um modelo

    neocolonial para o Brasil, focado nos valores políticos e econômicos da sociedade

    norte-americana, o enunciador se apoia no espectro ideológico do liberalismo

    econômico para adotar posições conservadoras e tradicionais, sobretudo politicamente.

    Quanto à metodologia de pesquisa, ela se baseia na análise de discurso proposta por

    Laclau, Mouffe, Prado, Charaudeau e Žižek. Para uma reflexão sobre a imprensa em

    geral, baseamo-nos em Fausto, Sousa Santos, Chomsky e Arbex Jr. A expectativa é que

    este trabalho contribua para aprofundar o debate sobre a forma como a relação Brasil-

    Estados Unidos é apresentada historicamente, às vésperas do título completar 50 anos.

    Palavras-chave: Veja, relação Brasil-Estados Unidos, discurso, contrato de

    comunicação, ponto nodal.

  • 9

    Abstract

    This research investigates how Veja’s enunciator covers the political and economic

    relations between Brazil and the United States, as well as their foreign relations. Editora

    Abril’s magazine frequently presents the American society as a role model. Within its

    discourse’s nodal points, the communication contract, based on the Civita family’s

    business and market goals, associates Capitalism to the idea of prosperity and freedom.

    Even when covering conflicts and wars, the United States appear before their enemies

    as a powerful holder of cutting edge technologies – while those enemies have no arsenal

    to fight back, but still represent a threat to the West. The corpus is made of magazine

    covers and articles that have the bilateral relation enunciated by Veja since its first year

    (1968) as their subject. The research’s goal is to understand how the magazine builds,

    through its nodal points, the idea that the United States are a role model to inspire Brazil

    as a nation, be it from the political and economic point of view, or for the relationship

    their citizens have with the State and the established political powers. The values

    incorporated in the coverage are presented. Our thesis is that, besides suggesting a

    neocolonial model for Brazil, focused on the American society’s political and economic

    values, the enunciator relies on the economic liberalism’s ideological spectrum to adopt

    conservative and traditional positions, especially with political matters. As for the

    research methodology, it is based on the discourse analysis proposed by Laclau,

    Mouffe, Prado, Charaudeau and Žižek. For a reflection on the press as a whole, we

    based our studies on Fausto, Sousa Santos, Chomsky and Arbex Jr. We expect this work

    to contribute to and deepen the debate about how the relations between Brazil and the

    United States are presented, historically speaking, on the verge of the magazine’s 50 th

    year anniversary.

    Key words: Veja, Brazil-United States relations, discourse, communication contract,

    nodal point.

  • 10

    Sumário

    Introdução......................................................................................................................16

    1. Os valores-mesmos de Veja..................................................................................................25

    1.1. A fuga dos judeus e a criação da Editora Abril.............................................32

    1.2. Breve contexto histórico e político – instabilidade e o Golpe de 64............34

    1.3. O início de Veja............................................................................................40

    1.4. Os valores-mesmos de Veja..........................................................................46

    2. Alteridade...............................................................................................................................73

    2.1. A alteridade da construção dos “inimigos”...................................................77

    2.2. Outros de Veja no Brasil...............................................................................88

    2.2.1. Os “sem-lei”.....................................................................................97

    2.2.2. A cristalização do social.................................................................101

    2.3. O Outro assimilado e reduzido ao Mesmo..................................................106

    3. Conflitos Internacionais.....................................................................................................121

    3.1. Veja na cobertura da Guerra do Vietnã.......................................................124

    3.1.2. Vietnã do Norte, o inimigo comunista...........................................129

    3.1.3. À luz de Hollywood.......................................................................143

    3.2. Guerra do Golfo: invasão do Kuwait..........................................................149

    3.2.1. A “primeira” Guerra do Golfo por Veja.........................................151

    3.3. O pretexto das armas de destruição em massa – uma nova invasão...........172

    3.3.1. A “segunda” Guerra do Golfo nas páginas de Veja.......................175

    4. As relações econômicas e políticas entre Brasil - Estados Unidos...............................191

    4.1. Veja nos governos militares........................................................................206

    5. A relação Brasil - Estados Unidos nos governos Sarney, Collor e Itamar.................243

    6. A rela