pontifcia universidade cat“lica de sƒo paulo puc cristina...  pontifcia universidade...

Download PONTIFCIA UNIVERSIDADE CAT“LICA DE SƒO PAULO PUC Cristina...  PONTIFCIA UNIVERSIDADE CAT“LICA

If you can't read please download the document

Post on 07-Nov-2018

216 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • PONTIFCIA UNIVERSIDADE CATLICA DE SO PAULOPUC-SP

    ngela Cristina Borges Marques

    UMBANDA SERTANEJA.Cultura e religiosidade no serto norte-mineiro.

    MESTRADO EM CINCIAS DA RELIGIO

    SO PAULO

    2007

  • PONTIFCIA UNIVERSIDADE CATLICA DE SO PAULOPUC-SP

    ngela Cristina Borges Marques

    UMBANDA SERTANEJA.Cultura e religiosidade no serto norte-mineiro.

    MESTRADO EM CINCIAS DA RELIGIO

    Dissertao apresentada BancaExaminadora da PontifciaUniversidade Catlica de So Paulo,como exigncia parcial para obtenodo ttulo de MESTRE em Cincias daReligio, sob orientao do ProfessorDoutor Silas Guerriero.

    SO PAULO

    2007

  • Banca Examinadora

    ____________________________________________

    ____________________________________________

    ____________________________________________

  • A espiritualidade vive da gratuidade e da

    disponibilidade, vive da capacidade de

    enternecimento e de compaixo, vive da honradez

    em face da realidade e da escuta da mensagem

    que vem permanentemente desta realidade.

    Quebra a relao de posse das coisas para

    estabelecer uma relao de comunho com as

    coisas. Mais do que usar, contempla. H dentro de

    ns uma chama sagrada coberta pelas cinzas do

    consumismo, da busca de bens materiais, de uma

    vida distrada das coisas essenciais. preciso

    remover tais cinzas e despertar a chama sagrada.

    E ento irradiaremos. Seremos como um sol.

    (Leonardo Boff)

    minha me Emerenciana Dias Borges.

    quela que me iniciou no caminho da espiritualidade, Nega Lourdes.

    Ao meu pai espiritual Nelson Dias.

    Moa Bonita Margarida.

  • Primeiramente, agradeo ao meu pai, Geraldo Borges, por ter provocado em

    meu interior, desde a infncia, a necessidade da busca pelo conhecimento.

    minha famlia: Denas, Ivna, Denas Jnior, Daniel, Lidiane e Victor pelo

    apoio e pacincia em funo das longas horas de estudo e ausncia.

    Elizete, Raquel e Neivaldo, Iran e Elaine, irmos e amigos que estimulam

    minhas buscas e vibram com minhas vitrias.

    Aos amados amigos Delurdes, Lliam e Csar pelo apoio, companheirismo e

    amizade incondicional.

    Aos queridos amigos Jnio Marques, Regina Caleiro, Mrcia Pereira e Luciano

    Pereira, pelo companheirismo, amizade e trocas estimulantes.

    Ao meu orientador, Prof. Dr. Silas Guerriero por ter acreditado neste estudo e

    vibrado com minhas descobertas, pelo olhar e sorrisos estimuladores, pela imensa

    pacincia e seriedade com que me acompanhou.

    Ao amigo e Prof. Dr. nio Jos da Costa Brito, que numa gratuidade

    irresistvel, me apontou direes a serem seguidas e desafios a serem superados.

    Ao colega e amigo Admilsom Prates por ter dividido comigo toda a trajetria

    deste estudo.

    Ao amigo Joo Batista Jnior e sua me, Dona Maria, pelas informaes,

    conselhos e afeio.

    Ao Recanto de Pai Joo Velho e Roa Gongobiro Unguzu Moxicongo, nas

    pessoas de Nair Lopes Dias, Norivaldo Lopes Dias e Maurcio Pereira de Jesus, por terem

    me acolhido e permitido minha presena, muitas vezes incmoda, em seus rituais.

    espiritualidade maior representados nos amigos Prof. Frederico, Pai Joo

    Velho, Vov Rosa, Sete Pingo, Serena e Pilo pela permisso e orientao espiritual.

    Divina Mahr y, pela irradiao de amor e desejo, presente que me

    concedeu nos ltimos anos.

  • Resumo

    O presente trabalho analisa o processo histrico-antropolgico da Umbanda na

    regio norte do estado de Minas Gerais a partir de meados de 1940 at a atualidade. Neste

    sentido, tece reflexes sobre a construo dialtica de um umbandismo tipicamente

    sertanejo formado do encontro nesta regio de dois tipos de Umbanda: a do sudeste e a do

    nordeste.

    O umbandismo, resultante do choque entre as tendncias citadas carrega em

    seus rituais e atividades, elementos sertanejos que denunciam o ethos construdo

    historicamente na regio a partir do encontro cultural entre baianos e paulistas.

    Pretendemos apresentar neste trabalho que ao seguir a linha do povoamento desta regio, a

    Umbanda sofreu e sofre influncias traduzindo desta forma a hibridez prpria de regies

    sertanistas e fronteirias.

    O procedimento metodolgico utilizado neste estudo foi o qualitativo,

    composto por: fontes orais atravs de depoimentos de pessoas que conheceram e se

    inseriram nesta religio nas dcadas de 40, 50 e 60, de sacerdotes e umbandistas da

    atualidade com a utilizao de gravador e conversas informais; levantamento documental

    em acervos pblicos e privados; trabalho de observao de campo com a descrio de

    rituais e uso de fotografias. Desta forma, a partir do cruzamento dos dados obtidos no

    campo, chegamos s seguintes concluses: a Umbanda Sertaneja traduz em seus rituais e

    relaes sociais, a questo axiolgica presente na histria da regio: a tenso entre o bem e

    o mal; a chegada na regio do Candombl tem provocado a insero nesta religio de

    sacerdotes umbandistas, sem, contudo caracterizar o abandono da Umbanda; em alguns

    terreiros, a insero provoca a formao de um continuum religioso formado pela trade

    Umbanda, Quimbanda e Candombl assinalando a emergncia de uma nova lgica

    religiosa; a figura do Exu se apresenta nesta nova lgica como personalidade principal

    medida que estabelece na trade citada, a funo de eixo e conexo alm de revelar

    aspectos do ethos norte-mineiro.

    Palavras-chaves: Hibridismo, fronteira, ambivalncia, ethos norte-mineiro, bem e mal na

    Umbanda.

  • Abstract

    The present paper analyses the historic-anthropologic process of umbanda in the

    North of Minas Gerais State from the mid 1940s to present days. In this sense, it ponders

    on the dialectical construction of an umbandismo typical from Northern Minas Gerais,

    formed by the meeting of two types of umbanda in the region: the one from the Southeast

    and the one from the Northeast.

    The umbandismo resulting from the shock between the cited trends carries on its

    rituals and activities elements from the North of Minas Gerais, which denounce the ethos

    historically constructed in the region, from the cultural meeting between the people from

    the states of Bahia and So Paulo. We intend to present with this paper that, by following

    this region's populating process line, the umbanda has suffered and suffers influences,

    hence translating the hybridization peculiar to the sertanistas and bordering regions.

    The methodological procedure used in this paper was qualitative, composed by:

    oral sources with testimony of people who knew and introduced themselves in this religion

    in the decades of 40, 50 and 60, and of current priests and umbandistas by means of tape

    recorder and informal conversations; documental survey in public and private heritage;

    field observation work with the description of rituals; photographs as data source.

    Thus, from the data crossing obtained in the field, we have come to the following

    conclusions: the Umbanda Sertaneja translates in its rituals and social relations the

    axiological issue present in the history of the region, the tension between the good and the

    evil; the arrival of camdombl in this region at a posterior time has provoked the

    introduction of umbandistas priests in this religion without, however, characterizing the

    abandonment of umbanda; in some temples, this introduction provokes the formation of a

    religious continuum formed by the triad umbanda, quimbanda and candombl which

    signals the emergence of a new religious logic; the figure of Exu presents itself in this new

    logic as the main personality insofar as it establishes, in the mentioned triad, the role of

    axis and connection besides revealing aspects of the norte mineiro ethos.

    Keywords: Hybridization, border, ambivalence, " norte mineiro ethos ", good and evil in

    Umbanda.

  • Lista de figuras

    FIGURA 01: Representao da Floresta prxima a Rio So Francisco ........................... 18

    FIGURA 02: O Serto norte-mineiro ............................................................................... 20

    FIGURA 03: Jos Fernandes Guimares e Eliezer Gomes de Arajo ............................. 75

    FIGURA 04: Convite para festa de Oxum do Terreiro Filhos de Pai Gonzaga/1960 ...... 93

    FIGURA 05: Convite para festa de Oxum do Terreiro Filhos de Pai Gonzaga/1961 ...... 94

    FIGURA 06: Programao da festa de Oxum do Terreiro Filhos de Pai Gonzaga/1961. 94

    FIGURA 07: Primeiro toque com atabaques do Centro Divino Esprito Santo/1952 ...... 101

    FIGURA 08: A sacerdotisa Jesuna Porto Santos em gira de quimbanda ........................ 106

    FIGURA 09: O sacerdote Norivaldo Lopes Dias ............................................................. 120

    FIGURA 10: O sacerdote Maurcio Pereira de Jesus ....................................................... 121

    FIGURA 11: Pej e pio do Recanto de Pai Joo Velho .................................................. 128

    FIGURA 12: Cabocla no Recanto de Pai Joo Velho ...................................................... 129

    FIGURA 13: Gruta de Preto-Velho no Recanto de Pai Joo Velho................................. 131

    FIGURA 14: Cachoeira das guas no Recanto de Pai Joo Velho.................................. 131

    FIGURA 15: A dana de Ogum no Recanto de Pai Joo Velho ...................................... 135

    FIGURA 16: Banho na cachoeira no Recanto de Pai Joo Velho.................................... 135

    FIGURA 17: O sacerd

Recommended

View more >