reflexões sobre o geoparque seridó como elemento ?· 2018-02-21 · impulsionador da...

Download Reflexões sobre o Geoparque Seridó como elemento ?· 2018-02-21 · impulsionador da competitividade…

Post on 09-Nov-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Reflexes sobre o Geoparque Serid como elemento impulsionador da competitividade do Roteiro Serid no Rio

    Grande do Norte

    Saulo Gomes BATISTA1

    Cristiane Soares Cardoso Dantas GOMES2

    Resumo: O presente estudo intitulado reflexes sobre o geoparque Serid como elemento impulsionador da competitividade do Roteiro Serid no Rio Grande do Norte, aborda a temtica geoparque e competitividade no turismo e tenta compreender a importncia do geoparque para a competitividade do Roteiro Serid. O objetivo central do estudo refletir a luz da teoria sobre a pertinncia dos atrativos existentes nos geoparques e como estes atrativos podem contribuir para a competitividade do turismo no Rio Grande do Norte. Quanto metodologia, trata-se de um estudo de carter bibliogrfico e descritivo que evidenciou o instrumento de avaliao de competitividade de destinos tursticos denominado Compet&enible Model (MAZARO, 2005) . Para o levantamento de dados, foi realizada coleta em fontes primrias e secundrias, principalmente na pesquisa documental e bibliogrfica. Os resultados evidenciam a necessidade de um maior envolvimento dos atores que compem a cadeia produtiva do turismo no Roteiro Serid/RN, para que as aes, programas e projetos sejam colocados em prtica. Espera-se que, assim, o turismo seja considerado uma atividade importante para o desenvolvimento local e global, evidenciando e estruturando os geoparques que integram a regio do Serid/RN para que sirva de referncia em gesto publica para o turismo, orientando novas diretrizes polticas, de planejamento e organizao para uma melhor competitividade no turismo. Palavras-chave: Geoparque. Competitividade. Roteiro. Serid.

    Introduo

    O turismo, por ser uma atividade impulsionadora e que possibilita desenvolvimento e

    transformaes de carter, social, poltico, econmico, ambiental e at mesmo cultural,

    exige uma preocupao com o planejamento pautado em princpios eficientes e eficazes.

    Assim, dever possibilitar desenvolvimento para as regies e destinos que trabalham com o

    turismo (MTUR, 2013).

    Como consequncia do crescimento do turismo, a competitividade vem sendo uma

    temtica expressivamente discutida na economia mundial, em virtude da sua importncia

    1 Aluno Especial do Doutorado em Turismo pelo programa de ps-graduao em Turismo da Universidade Federal do Rio Grande do Norte Mestre em Turismo pelo PPGTUR/UFRN, Especialista em Planejamento e Consultoria Turstica, Bacharel em Turismo e Bacharelando em Administrao. Atualmente professor do Centro Universitrio Facex - UNIFACEX, Prof substituto no Curso de Turismo da Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN/CERES, Prof Substituto da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN, Professor pesquisador da REDE E-TEC BRASIL pelo IFRN na modalidade EAD do Curso Tcnico Subsequente em Guia de Turismo Regional e Consultor/Instrutor do SEBRAE. Desde 2012, compe a equipe editorial, como avaliador da Revista Interdisciplinar Carpe Diem ISSN 2237-8685. Email: saulogomes.tur@hotmail.com

    2Doutoranda pelo Programa de ps- graduao em Turismo da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Mestre em Turismo pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2013). Ps- graduada em Direito e Processo do Trabalho pela Faculdade de Tecnologia Darcy Ribeiro e Graduada em Turismo pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2007). Email. Crisscdantas@gmail.com

  • global que estimula desenvolvimento social e econmico para as localidades onde se

    manifesta. A compreenso de seu significado para o turismo tem merecido a ateno de

    pesquisadores, governantes, investidores e de todo um conjunto de agentes interessados

    em incentivar o setor como alternativa ao desenvolvimento sustentvel para diferentes

    localidades.

    Diante disso o referido artigo faz uma reflexo terica sobre o geoparque Serid como

    elemento impulsionador da competitividade do Roteiro Serid no Rio Grande do Norte,

    aborda a temtica geoparque e competitividade no turismo e tenta compreender a

    importncia do geoparque para a competitividade do Roteiro Serid.

    Foi realizada uma coleta em fontes primrias e secundrias, principalmente na

    pesquisa documental e bibliogrfica. Os resultados evidenciam a necessidade de um maior

    envolvimento dos atores que compem a cadeia produtiva do turismo no Roteiro Serid/RN,

    para que as aes, programas e projetos sejam colocados em prtica. Espera-se que, assim,

    o turismo seja considerado uma atividade importante para o desenvolvimento local e global,

    evidenciando e estruturando os geoparques que integram a regio do Serid/RN para que

    sirva de referncia em gesto publica para o turismo, orientando novas diretrizes polticas,

    de planejamento e organizao para uma melhor competitividade no turismo.

    O artigo esta organizado da seguinte maneira, no cap 2 abordar sobre a proposta do

    geoparque Serid para o fortalecimento do Turismo, no cap 3 a importncia da

    competitividade nos destinos tursticos, no cap 4 o Roteiro Serid como impulsionador da

    competitividade turstica, consideraes finais e referncias.

    A proposta do Geoparque Serid para o fortalecimento do turismo

    Os geoparques tm se destacado por serem iniciativas que atrelam patrimnio

    geolgico, turismo, educao e conservao. Estes so fatores chaves para o

    desenvolvimento do Geoturismo, uma vez que enfatiza atraes tursticas com nfase nos

    aspectos geolgicos e possibilita a insero da comunidade nesse processo por meio

    benefcios econmicos locais e educam as pessoas sobre a evoluo do seu local e paisagem.

    A proposta dos geoparques foi fruto de discusses entre os gelogos Guy Matini e

    Nickolas Zouros durante o 30 congresso nacional de geologia em Pequim. A iniciativa tinha

    o propsito de que o desenvolvimento territorial sustentvel pudesse ser alcanado atravs

    da proteo e promoo do patrimnio por meio de atividades cientficas, educacionais e

    tursticas. (ZOUROS 2007).

    Assim quatro territrios Gologique de Haute-Provence (Frana), a Floresta Petrificada

    (Grcia), Vulkaneifel (Alemanha) e Maestrazgo (Espanha) iniciaram a troca de experincia

    com a inteno de proteger e promover o patrimnio geolgico e desenvolver

    economicamente e sustentavelmente as localidades. Esses territrios se uniram formando a

    Rede Europeia de Geoparques no ano de 2000. Atualmente esta conta com 64 geoparques.

    O sucesso da Rede Europeia de Geoparques levou a UNESCO a envolver-se um pouco

    mais nesta nova dinmica, sendo criado em 2004 a Rede Global de Geoparques. O objetivo

    da Rede Global fornecer uma plataforma de cooperao e intercmbio entre especialistas

  • e profissionais em matria patrimnio geolgico sob auspcios da UNESCO. A rede conta com

    111 geoparques distribudos em 32 pases.

    Alm das atividades da Rede Global de Geoparques, Rede Europeia de Geoparques e a

    Rede sia pacfico de Geoparques, alguns pases como Japo, Frana, Alemanha, Itlia,

    Irlanda, Grcia e China, desenvolveram redes de geoparques nacionais e locais para criar

    uma estreita colaborao entre os geoparques e os setores do turismo, escolas,

    universidades e empresas. (Farsani; Coelho; Costa 2010).

    A inciativa de geoparques est sob os auspcios da UNESCO e esta traz a seguinte

    definio:

    Um territrio de limites definidos, com uma rea suficientemente grande para servir de apoio ao desenvolvimento socioeconmico local. Deve abranger um determinado nmero de stios geolgicos relevantes ou um mosaico de aspectos geolgicos de especial importncia cientfica, raridade e beleza, que seja representativo de uma regio e de sua histria geolgica, eventos e processos. Alm do significado geolgico, deve tambm possuir outros significados ligados a ecologia, arqueologia, histria e cultura. (UNESCO 2006 apud MOREIRA 2011, p.51)

    Esses territrios no so apenas geologia, mas atrelam aos stios do patrimnio

    geolgicos elementos de valor cientfico, turstico, histrico, cultural para compreenso

    desses espaos de forma holstica. Com o Geoparque pretende-se estimular atividades

    econmicas, desenvolvimento sustentvel atravs do Geoturismo. (DOWLING 2011).

    O Brasil apresenta grande potencial para criao de geoparques. Por meio da CPRM-

    Servio Geolgico do Brasil, por intermdio do Departamento de Gesto Territorial, lanou

    em 2006 o projeto Geoparques Brasil. Segundo Schobbenhaus & Silva (2012), tem o objetivo

    de identificar potencias para geoparques. Essa iniciativa envolve parcerias, pessoas

    especializadas, universidades, rgos federais e estaduais, sociedade civil e outras entidades.

    Dentre as vinte e oito reas potenciais de geoparque no Brasil, encontra-se a do Geoparque

    Serid. Este geoparque foi resultado de um estudo tcnico e diagnstico que embasou a

    criao da proposta.

    rea que abrange os municpios que compe a proposta do geoparque Serid

    corresponde a quatorze, dentre eles: Bod, Cerro-Cor, Lagoa Nova, Currais Novos, So

    Vicente, Tenente Laurentino Cruz, Flornia, Caic, So Jos do Serid, Cruzeta, Acari,

    Carnaba dos Dantas, Jardim do Serid e Parelhas. A soma das reas que envolvem os

    municpios totaliza 5.900 km e a proposta de geoparque possui vinte e cinco geosstios

    inventariados. (NASCIMENTO E FEREIRA 2010). A seguir algumas figuras de alguns geossitios

    do geoparque Serid:

  • Figura 1: Geosstio Mina Breju Figura 2: Geosstio Gruta da Caridade

    Fonte: Dados da pesquisa, 2015. Fonte: Dados da pesquisa, 2015.

    Figura 3: Geosstio Xique-Xique Figura 4: Geosstio Gargalheiras

    Fonte: Dados da pesquis