sangue bom contra a homofobia - fanzine

of 8/8
PESSOAS MORREM ESPERANDO SANGUE PRECONCEITO MATA SANGUE BOM CONTRA A HOMOFOBIA

Post on 04-Aug-2016

221 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Neste sábado dia 02/07/2016, será realizado um ato em defesa da vida, afirmando nossa luta contra a homofobia e pelo direito da população LGBT doar sangue. Muitas pessoas morrem esperando doação de sangue enquanto muita gente tem interesse em doar sangue, mas o Ministério da Saúde adverte... É impróprio o sangue de homens homossexuais que transaram com mais de um parceiro nos últimos 12 meses. Assim como o sangue de mulheres que se relacionaram com esses homens. Então, fizemos este fanzine pra refletir sobre isso. E estaremos juntos, neste sábado 02/07, no HEMOCE/CE para um ato de doação de sangue coletiva, reunindo a população LGBT. Vamos ver como recebem nosso Sangue Bom Contra a Homofobia! + info: https://www.facebook.com/events/643554255796617/

TRANSCRIPT

  • PESSOAS MORREM ESPERANDO SANGUE PRECONCEITO MATA

    SANGUE BOM CONTRAA HOMOFOBIA

  • Em sua portaria n 158, de 04 de fevereiro de 2016, o Ministrio da Sade adverte:

    Art. 64. Considerar-se- inapto temporrio por 12 (doze) meses o candidato que tenha sido exposto a qualquer uma das situaes abaixo:I que tenha feito sexo em troca de dinheiro ou de drogas ou seus respec-tivos parceiros sexuais;II que tenha feito sexo com um ou mais parceiros ocasionais ou descon-hecidos ou seus respectivos parceiros sexuais;III que tenha sido vtima de violncia sexual ou seus respectivos parceiros sexuais;IV homens que tiveram relaes sexuais com outros homens e/ou as parceiras sexuais destes;

    Sou homossexual e tenho uma relao estvel h quase 10 anos. Uma relao monogmica e

    sempre usamos camisinha. No posso doar sangue porque consideram que eu tenho um comportamento de risco.

  • V que tenha tido relao sexual com pessoa portadora de infeco pelo HIV, hepatite B, hepatite C ou outra infeco de transmisso sexual e sangunea;VI que tenha vivido situao de encarceramento ou de confinamento obrigatrio no domiciliar superior a 72 (setenta e duas) horas, durante os ltimos 12 (doze) meses, ou os parceiros sexuais dessas pessoas;VII que tenha feito piercing, tatuagem ou maquiagem definitiva, sem condies de avaliao quanto segurana do procedimento realizado;VIII que seja parceiro sexual de pacientes em programa de terapia renal substitutiva e de pacientes com histria de transfuso de componentes sanguneos ou derivados; eIX que teve acidente com material biolgico e em consequncia apresen-tou contato de mucosa e/ou pele no ntegra com o referido material biolgico.

    Eu me previno, no uso drogas injetveis e mesmo assim, as leis do Ministrio da Sade e da Organizao Mundial da Sade dizem que sou inapto para doar sangue. Porque sou gay.

  • Preconceituosa, essa regra reativa o conceito de grupo de risco, j ultrapassado e discriminatrio.

    O artigo 64 da portaria n 158 (de 04 de fevereiro de 2016) do Ministrio da Sade considera inapto temporrio, por 12 meses, o homem que teve relaes sexuais com outro(s) homem(-ns), assim como sua(s) parceira(s) sexual(-is). Nesse grande grupo, esto excludos todos os homossexuais que tenham tido vida sexual minimamente ativa. Vamos dizer, os que transaram com um, dois ou trs caras ao longo de um ano...

    Meu tio morreu porque, quando ele estava doente,s conseguimos mobilizar os amigos mais prximos. E todos eram gays!

  • Essa lei impede que, em todos os anos, cerca de 19 milhes de litros de sangue sejam doados para quem precisa. Ao mesmo tempo, o Ministrio da Sade afirma que a orien-tao sexual no deveria servir como critrio para seleo de doadores de sangue.

    No incio de junho, o Supremo Tribunal Federal deu 10 dias para o Ministrio da Sade e a Anvisa se explicarem e outros cinco para a Advocacia Geral da Unio e a Procura-doria Geral da Repblica se manifestarem sobre o caso.

    O tempo est passando. E enquanto isso, as pessoas morrem esperando sangue. At quando a homofobia institu-cional ser princpio para nortear poltica pblica?

    Devemos mentir na entrevista de triagem para poder-mos doar sangue?

  • Apenas uma bolsa de sangue (entre 410 ml ou 450 ml) pode salvar at quatro vidas. Pois , depen-dendo da necessidade do paciente, o sangue vindo de uma nica doao pode ajudar a devolver a sade de quatro pessoas que esto nos leitos dos hospitais, aguardando esse gesto de solidarie-dade. Segundo o HEMOCE Centro de Hematologia e Hemoterapia do Cear menos de 2% da populao do Cear doa sangue. Aproveitando que temos essa demanda to acentuada e que as doaes so abaixo do esperado, bem que o Ministrio da Sade poderia reavaliar sua postura e considerar a possibilidade de se analisar para doao o sangue dos homens que transaram com outros homens.

    No sbado que vem, 02 de julho, s 14h, iremos at o HEMOCE doar sangue. Ns comunidade LGBT iremos em massa chegar no hemocentro com toda nossa generosidade e nossa atitude e oferecer nosso sangue pra quem precisa! Um ato de Amor, como diz o prprio lema do HEMOCE... Nossa inteno reunir a maior quantidade possvel de doadore(a)s LGBTs e ver de perto como ser o acolhimento de nosso sangue.

  • Porque... vai que eles se preveniram e usaram camisinha! Vai que eles no se infectaram com vrus algum! Vai que cada um deles salvem DE FATO quatro vidas! Vai que esses homens que transaram com outros homens tenham seu sangue analisado e, ao do-lo, faam com que o indicador no Cear suba pra 3% e alcance a meta do estado! Vai que a comunidade LGBT, satisfeita com essa mudana de postura, resolva abraar uma campanha MEGA BAPHO, LYNDA e BABADEIRA pra doao de sangue em todo o pas! Vai que seria uma campanha DESTRUIDORA mesmo. Vai que...

    No s vamos ver, mas tambm registrar tudo em vdeo e documentar os atendimentos. Nossa inteno preparar um minidocumentrio problematizando essa questo, bem como os prximos encaminhamentos depois de findar o prazo dado pelo STF ao Ministrio da Sade. Portanto, voc que est lendo este fanzine mais que bem-vindo para reforar nossa chegada no HEMOCE. Convide seus amigos e familiares e vamos doar nosso SANGUE BOM CONTRA A HOMOFOBIA. [endereo do HEMOCE: Av. Jos Bastos, 3390 - Rodolfo Tefilo]

  • Para ler juntinhosno espelho

    /raizceara/coletivobemviver

    Junh

    o/20

    16 -

    Forta

    leza/

    CE

    [email protected]

    S sei que homossexualidade

    no existe, nunca existiu. Existe sexualidade - voltada

    para um objeto qualquer de desejo. Que pode ou no ter

    genitlia igual, e isso detalhe. Mas no determina

    maior ou menor grau de moral ou integridade.

    Caio Fernando Abreu