seja bem-vindo!

Download Seja bem-vindo!

Post on 24-Feb-2016

31 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Seja bem-vindo!. Introdução Índice de Colchões. APARELHOS MEDICINAIS COLCHÕES MEDICINAIS, TERAPÊUTICOS, MAGNÉTICOS, PHOTONTERÁPICOS E ORTOPÉDICOS Para escolher seu colchão medicinal, clique nos links abaixo ! Introdução (conheça as terapias) 38cm – Casa Blanca 28cm – Gold Plus - PowerPoint PPT Presentation

TRANSCRIPT

Slide 1

A causa do magnetismo natural

Os efeitos magnticos aparecem toda vez que existem cargas eltricas em movimento. Isso conhecido desde 1821, quando o fsico dinamarqus Hans Christian Oersted descobriu que a agulha imantada da bssola era desviada por uma corrente eltrica. No ano seguinte, outro fsico ilustre, o francs Andr Marie Ampre, sugeriu que pequenas correntes deviam circular no interior dos ms naturais, sendo responsveis por sua capacidade de atrair ou repelir certos metais. Grosso modo, ele estava certo. De fato, ao girarem em redor dos ncleos atmicos, os eltrons geram diminutos campos magnticos. Na maioria das substncias, esses campos encontram-se desalinhados, de modo que seus efeitos se anulam uns aos outros. Porm, na magnetita [Fe3O4], o xido de ferro que constitui os ms naturais, no isso que acontece. Nele, os minsculos campos atmicos esto todos emparelhados e a soma de seus efeitos responde pelas propriedades magnticas globais do material.

1. Os campos magnticos dos tomos esto em geral desalinhados.2. Na magnetita, porm, eles se apresentam emparelhados.3. Isso produz o efeito magntico dos ms.4. Que se perde quando o material golpeado.

Anote:Os endereos eletrnicos dos pesquisadores:

giu@ipt.brlandgraf@ipt. brhttp://galileu. globo.com/ edic/96/tecnolog ia1.htm

Querido(a) Amigo(a)!

Conforme apresentao que voc assistiu pessoalmente, estou enviando abaixo os 5 principais modelos de colches medicinais!

Todos os colches medicinais que lhe apresento tm as mesmas terapias, ou seja, magnetotarapia, photonterapia, energia quntica (PEMF-ELF), densidade progressiva, vibroterapia e tecnologia rabatan. Todos, conforme DVD que apresentei, tambm se caracterizam por conter tecido antialrgico (anti-fungo, caro e bactrias), 240 magnetos de 800 gauss, 378 pastilhas de infravermelho longo, rabatan high tech, poliuretano resistente, aglomerado de alta densidade, poliuretano especial, chapa laminada vegetal,poliuretano especial anti-rudo, poliuretano expandido isotrmico, chapa de celulose resinada naval (sko),poliuretano moderador com box opcional. O que muda nos modelos somente o tipo de tecido externo e a altura.

Veja a seguir, a beleza dos modelos e os materiais tcnicos que apresento!

Clique AQUI e assista minha explicao sobre colches!

Clique AQUI e assista palestra do Dr. Francisco Humberto!38cm Casa Blanca28cm Gold Plus28cm Tropical Molejo (molas)25cm New Confort25cm Tropical Molejo (molas)25cm Gold Plus25cm New Premium (pilow convencional)25cm New Premium (pilow quadrado)25cm - New Confort22cm Gold Plus20cm - New ConfortArtigos ImportantesVdeos ImportantesQuarto TeraputicoAPARELHOS MEDICINAISCOLCHES MEDICINAIS, TERAPUTICOS, MAGNTICOS, PHOTONTERPICOS E ORTOPDICOS

Para escolher seu colcho medicinal, clique nos links abaixo!

Introduo (conhea as terapias)38cm Casa Blanca28cm Gold Plus28cm Tropical Molejo (molas)25cm New Confort25cm Tropical Molejo (molas) 25cm Gold Plus25cm New Premium (pilow convencional)25cm New Premium (pilow quadrado)25cm - New Confort22cm Gold Plus20cm - New ConfortArtigos ImportantesVdeos ImportantesQuarto Teraputico

Alexandre PimentelEscritor, Palestrante e Educador Popularwww.alexandrepimentel.com.brFixo: 61 3964.4546 / Oi: 61 9228.9449 / Claro: 9132.5674MSNSkype TwiterFacebook

Clique AQUI e assista minha explicao!

Clique AQUI e assista palestra do Dr. Francisco Humberto!No R.E.M., o crebro bloqueia os neurnios motores, para que o corpo no obedea s ordens sonhadas ou as encene. O resultado conhecido como paralisia do sono.Durante uma noite de sono, uma pessoa normalmente tem cerca de 4 ou 5 perodos de REM, que so bem curtos no comeo da noite e mais longos no final. comum acordar por um curto perodo de tempo no fim de um acesso de REM. O tempo total de sono em REM ronda os 90 a 120 minutos por noite para adultos. Entretanto a quantidade relativa de sono REM diminui acentuadamente com a idade. Um beb recm-nascido dorme mais de 80% do tempo total de sono em REM, enquanto uma pessoa de 70 anos dorme menos de 10% em sono REM. A mdia para adultos jovens 20% do tempo total de sono ser em sono REM.O tema sono envolve inmeros tratados e poderamos ocupar milhares de pginas discorrendo sobre ele, porm, em nosso caso,o mais importante saber que nossos aparelhos incentivam o sono REM e representam, em todos os sentidos, as melhores ferramentas do mercado para pessoas de todas as idades.Sobre caros Quando falamos em sono e colches no podemos esquecer destas invisveis ameaas (ver). Uma apresentao do Discovery Channel (assistir) afirma que um colcho comum, pode reunir a um trilho de caros, que cinquenta milhes de farelos de pele se desprendem de nosso corpo todos os dias, que setenta a noventa dias o tempo de vida de um caro e que quinhentos caros por grama de poeira j podem causar srias alergias.Nossos colches teraputicos, como j foi falado, possuem tecnologias que eliminam os caros, evitando processos alergnicos.

Como Ter Acesso a Nossos Aparelhos (Colches) TeraputicosOs principais modelos aparecem em nosso blog http://aparelhos-magneticos.blogspot.com/ (ver), porm, somente fotos e textos no passam a noo exata do que estes ferramentas significam. O ideal que o interessado possa ver de perto, tocar, sentir, experimentar. Disponibilizamos uma maquete que serve para todos os aparelhos e podemos lev-la a sua residncia para a devida demonstrao, diretamente da fbrica. Condio fundamental para nossa visita, no caso de pessoas casadas, que o casal esteja reunido. Temos uma histria profissional muito rica nesse sentido. Esta experincia permite que nossa clientela fique absolutamente tranqila pelo fato de estar acessando o que h de melhor. Escreva para nosso endereo eletrnico (healthassessoria@yahoo.com.br) e marcaremos a entrevista o quanto antes!Fontes:Bontempo, Dr. Marcio Terapia Magntica Editora AladeDiversos Photon: Um Novo Conceito de Energia e Sade A Energia do Sculo XXI Publicao Photon do BrasilGovea, Alberto Perez A Natureza, o Ser Humano e o Magnetismo Publicao do AutorStephen Barrett, M.D. Magnetoterapia Publicao do Autor.Cadeiras eltricas: http://www.youtube.com/watch?v=UFD_nk6z680Vitamina D: Jornal Hoje: http://www.youtube.com/watch?v=MdIkPmVB2aMFantstico/Diabetes: http://www.youtube.com/watch?v=n7mMjJgSUlYGlobo Reprter/Distrbios do Sono: http://www.youtube.com/watch?v=1FW1S9bPcMY&feature=related Pablo e Bruno: http://www.youtube.com/watch?v=1OXOrfLNsGQDiscovery Channel / caros: http://www.youtube.com/watch?v=ma3kt4Ti1Eg&feature=related

O Casa Blanca o top de linha da empresa, com 38 cm de altura. Os valores emverdeso dos colches convencionais, sem vibroterapia e bioenergy e, os escritos emazul,incluo a vibroterapia e o bioenergy.

Clique AQUI e assista minha explicao!

Clique AQUI e assista palestra do Dr. Francisco Humberto!Clique AQUI e veja como o CasaBlanca ficar em seu quarto!38cm Casa Blanca28cm Gold Plus28cm Tropical Molejo (molas)25cm New Confort25cm Tropical Molejo (molas)25cm Gold Plus25cm New Premium (pilow convencional)25cm New Premium (pilow quadrado)25cm - New Confort22cm Gold Plus20cm - New ConfortArtigos ImportantesVdeos ImportantesQuarto TeraputicoInfravermelho Longo ou PhotonterapiaO infravermelho longo a energia vital solar. A partir de pastilhas sintticas desenvolvidas atravs de estudos, compostas de fibra de polister impregnada com platina, titnio e alumnio, que permitem a photonterapia atravs de ondas eletromagnticas de 4 a 14 microns, como os raios do sol liberados no incio da manh e final da tarde, distribuem, como disse, energia vital a todos os seres vivos.A photonterapia ou fainred ajuda o organismo em seu equilbrio, vitalizando as clulas, melhorando a circulao, prevenindo a peroxidao dos cidos graxos, evitando a formao de placas de ateroma, auxiliando na proteo contra infarto, derrame e promovendo bem estar geral. bem sabido que a luz solar faz com que o corpo humano sintetize a vitamina D. Recentemente o Jornal Hoje (assistir) produziu interessante reportagem sobre o impacto desta vitamina na sade, onde demonstra a grande vantagem de nos expormos luz solar e os eventuais perigos da vitamina sinttica.

O sedentarismo e a falta de exposio ao sol da manh formam em nosso corpo grandes molculas de gua (clusters), que so verdadeiras armadilhas retendo lquido e, com ele, toxinas, metais pesados, hormnios e nutrientes. A quebra os clusters da gua corporal, elimina as toxinas e libera os nutrientes para as clulas, aumentando a defesa imunolgica.Depois de mais de dez anos relegado ao papel de vilo, o sol ascendeu ao posto de aliado da boa sade porque se comprovou a sua estreita relao com a vitamina D, essencial ao funcionamento adequado do organismo. Os antigos de vrias culturas tinham o hbito de buscar a cura no primeiro sol da manh, o que hoje se enquadra nos conhecimentos cientficos de ponta! A explicao que, na superfcie da pele, existem substncias precursoras desse micronutriente. Quando os raios solares, especialmente os do tipo B (UVB), incidem sobre a derme, as molculas de tais substncias so transformadas em vitamina D a qual, em seguida, cai na corrente sangunea e transportada para diversos rgos:Ossos:A vitamina D aumenta a absoro de clcio pelos ossos o que faz com que os banhos de sol sejam indicados para combater o raquitismo na infncia e a osteoporose na velhice.Sistema imunolgico: A exposio ao sol ajuda a fortalecer o sistema imunolgico. Com clulas de defesa mais vigorosas, o risco de infeces diminui.Pncreas:Nveis adequados de vitamina D esto associados a uma reduo no risco de diabetes tipo 2. O micronutriente ajuda as clulas pancreticas a liberar insulina, o hormnio regulador das taxas de acar no sangue.Crebro:O sol tem ao antidepressiva. A vitamina D est relacionada a um aumento na liberao de substncias cerebrais associadas sensao de be