uma história da educação matemática no brasil através dos livros

Download Uma história da Educação Matemática no Brasil através dos livros

Post on 07-Jan-2017

242 views

Category:

Documents

13 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Monografia apresentada Faculdade de Educao So Luscomo exigncia parcial para aconcluso do curso de PsGraduao Lato Sensu emMetodologia do Ensino-Aprendizagem da Matemtica noProcesso Educativo.Orientadora: Profa. Dra. LciaH. Vasques

    CNTIA MORALESMARIA BEATRIZ AMBRSIO

    OTVIO LUCIANO CAMARGO SALES DE MAGALHESREGINALDO PEDRASSOLI

    UMA HISTRIA DA EDUCAO MATEMTICA NOBRASIL ATRAVS DOS LIVROS DIDTICOS DEMATEMTICA DOS ANOS FINAIS DO ENSINO

    FUNDAMENTAL

    FACULDADE DE EDUCAO SO LUSJABOTICABAL SP

    2003

  • 2

    S sei que nada seiScrates

  • 3

    Dedicamos esta monografia para todos aqueles que muito contriburampara a Histria da Matemtica, da Educao e da Matemtica.Especialmente para queles que tivemos a oportunidade de nosservirmos deles como fontes de informao.

    Dedicamos esta monografia a nossos pais, filhos, irmos, cnjuges,familiares, alunos, professores e todos outros que nos ajudam a sermosprofessores.

    Dedicamos esta monografia a todos aqueles que acreditam na EducaoMatemtica como forma de conseguirmos educarmos para a cidadaniaplena.

  • 4

    Sumrio

    1 Brasil Colnia, Imprio e Repblica Velha

    1.1 A Educao Matemtica no Brasil Colnia na Pedagogia Jesutica

    1.2 Paralelo entre a Matemtica na Europa e no Brasil na poca dos Jesutas

    1.4 A Matemtica para a Guerra: Artilharia e Fortificao

    1.5 A influncia dos livros didticos militares de Blidor e Bzout na produo dos

    primeiros livros escolares de Matemtica no Brasil no perodo que antecede a

    chegada da famlia real no Brasil

    1.6 A Matemtica Escolar aps a chegada da Famlia Real Portuguesa, durante o

    Brasil Colnia e as obras do Marqus de Paranagu, de Legendre e de Lacroix

    1.7 Brasil Imprio as primeiras universidades

    1.8 A Educao Matemtica no Brasil Imprio a fundao do Colgio Pedro II

  • 5

    1.9 Os primeiros livros didticos brasileiros para Liceus e Escolas Secundrias no

    Brasil Imprio

    1.10 Cristiano Otoni e a primeira Referncia Nacional de Ensino da Matemtica

    1.11 Os livros didticos do Brasil no final do sculo XIX Transio de Brasil

    Imprio para Brasil Repblica

    1.12 As escritas Matemticas do incio do sculo XX o encontro da Matemtica dos

    Colgios com a Matemtica das Escolas atravs dos livros da Congregao dos FIC.

    1.13 Os livros didticos da FTD no Brasil

    1.14 Joaquim Gomes de Souza o Souzinha

    1.15 A Proclamao da Repblica e a Reforma Benjamim Constant

    1.16 A Matemtica na Reforma Epitcio Pessoa, a primeira experincia de

    uniformizao do ensino

    1.17 A experincia de desoficializao do ensino: a reforma Rivadvia Correia, de

    1911

    1.18 A segunda experincia de uniformizao a reforma Carlos Maximiliano de

    1915

    1.19 A Matemtica na Reforma Rocha Vaz

    2. Movimentos de Reformulao da Matemtica: atuao de Euclides Roxo

    2.1 Pano de Fundo Internacional: o vanguardismo de Felix Klein

    2.2Pano de Fundo Internacional: a Criao do ICMI

    2.3 A Escola Nova

    2.4 Euclides Roxo e a reforma de 1929 no Colgio Pedro II a unificao das

    disciplinas matemticas

  • 6

    2.5 Euclides Roxo e os co-autores de sua proposta

    2.6 Malba Tahan o mito

    2.7 Euclides Roxo e Os primeiros livros didticos

    2.8 Euclides Roxo e A Reforma Francisco Campos

    2.9 Decreto Lei 1006 de 30/12/1938: Livro Didtico

    2.10 Euclides Roxo e A Reforma Gustavo Capanema

    2.11 Eugnio Raja Gabaglia

    3. O Movimento da Matemtica Moderna

    3.1 Os Bourbaki, Piaget, o Estruturalismo e o incio do Movimento da Matemtica

    Moderna no cenrio internacional

    3.2 A Educao Matemtica no Brasil pr-Matemtica Moderna: antes de qualquer

    influncias o 1o Congresso Brasileiro de Educao Matemtica.

    3.3 O Boom mundial do Movimento da Matemtica Moderna no Cenrio mundial:

    as vitrias parciais da URSS

    3.4 Os motivos da internacionalizao do Movimento da Matemtica Moderna

    3.5 O incio do Movimento da Matemtica Moderna no Brasil

    3.6 A Conferncia de Royaumont e as bases do Movimento da Matemtica Moderna

    3.7 A fundao do CIAEM e o incio do Movimento da Matemtica Moderna no

    Brasil

    3.8 A Nova LDB em 1961

    3.9 O incio formal da Matemtica Moderna no Brasil Sangiorgi e o GEEM

    3.10 O Congresso de So Jos dos Campos e a Matemtica Moderna

  • 7

    3.11 A Matemtica Moderna atinge o Brasil

    3.12 Os livros didticos do Movimento da Matemtica Moderna

    3.13 A LDB 5692/71

    3.14 O fracasso da Matemtica Moderna e seus motivos

    3.15 A pesquisa em Matemtica no Regime Militar e o incio dos programas de ps-

    graduao

    4. A Educao Matemtica Contempornea

    4.1 O ressurgimento da Educao Matemtica conforme ela hoje o GEPEM e os

    Programas de Ps-Graduao em Educao Matemtica

    4.2 A Matemtica da Resoluo de Problemas

    4.3 A Etnomatemtica

    4.4 Modelagem Matemtica

    4.5 Uso de Tecnologias

    4.6 Abordagens Histricas

    4.7 Uso de Jogos

    4.8 O mtodo Kumon

    4.9 Propostas Curriculares

    4.10 Revista do Professor de Matemtica

    4.11 Os ENEMs e a fundao da SBEM

    4.12 SBEM x SBM

    4.13 Um livro ousado: Matemtica Atual, de Antnio Jos Lopes Bigode

    4.14 Os PCNs de Matemtica e a nova LDB

    4.15 As avaliao do PNLD

  • 8

    4.16 O livro de Matemtica de Imenes & Lllis

    4.17 O SNHM e a fundao da SBHMat

    4.18 Anlise do Programa para o Ensino Fundamental de Matemtica de 1995 do

    Estado de Minas Gerais

    4.19 A fartura de material hoje existente

  • 9

    Resumo

    Este trabalho foi originalmente concebido com o ttulo: Uma avaliao histrico-

    crtica dos currculos dos livros didticos de Matemtica nos anos finais do Ensino Fundamental

    e propostas de alternativas. O trabalho j contava com 238 pginas (espao 1,5) e ainda

    restavam 2 captulos para serem escritos e mais a anlise detalhada de cerca de 20 livros. O

    trabalho iniciado em dezembro de 2002, com prazo de concluso para maio de 2003, em

    setembro ainda no estava concludo, por isto, optou-se por reduzir o trabalho para o seu primeiro

    captulo, onde estudamos a histria da Educao Matemtica no Brasil.

    um trabalho original, com fontes de 2003 e informaes que ainda no constam

    de nenhum livro no Brasil, frutos de pesquisas feitas diretamente das fontes. O trabalho faz o

    percurso da histria do ensino da Matemtica no Brasil, comeando pelo ensino dos Jesutas,

    passando pela Matemtica militar, pelos preparatrios, por Cristiano Ottoni, Euclides Roxo,

  • 10

    Malba Tahan, Raja Gabaglia, o Movimento da Matemtica Moderna, Omar Catunda, e

    concluindo com a Matemtica da atualidade, dos PCNs, dos livros de Imenes & Lllis, Bigode e

    Dante, do GEPEM, da SBEM e da RPM.

    O trabalho visa principalmente a Matemtica do que hoje chamamos de anos

    finais do Ensino Fundamental, mas que antes se chamou 1 grau, ginsio, 1 ciclo, curso

    fundamental, etc. At a reforma feita por Euclides Roxo no Colgio Pedro II, analisamos a

    evoluo do ensino da Matemtica no Brasil em todo Ensino Secundrio (equivalente segunda

    metade do Ensino Fundamental e Ensino Mdio); aps a reforma do prof. Roxo, concentramos

    apenas nos contedos do Ginsio.

    Nossa tese mostra como os livros da atualidade foram se constituindo e quais so

    as matrizes do ensino da Matemtica no Brasil. Quais foram os fatores que determinaram a nossa

    vulgata escolar. A cronologia e a forma como o trabalho foi feito mostraro ao leitor todos os

    fatores que contriburam com a atual estrutura do ensino da Matemtica no Brasil.

    Este trabalho pretende ser burilado e aperfeioado a fim de virar um livro, a ser

    publicado brevemente.

  • 11

    Introduo

    Um interessante fenmeno que se observou durante a universalizao da educao

    escolar formal do ensino secundrio iniciada no Brasil a partir de 1837 com a fundao do

    Colgio Pedro II foi a padronizao de programas e currculos. Na medida que a educao

    escolar se ampliava, cada vez mais acreditavam na necessidade de que todas as escolas

    ensinassem algo parecido, mesmas disciplinas, programas, cargas horrias, etc... Todas as

    reformas educativas, mesmo as grandes transformaes nas reformas Francisco Campos (1931),

    Gustavo Capanema (1942), LDB de 1961 e LDB de 1971 mantiveram a idia de um programa e

    currculo para as disciplinas que fosse nacional, ou, pelo menos estadual.

    Hoje considervel parcela de pedagogos, professores e psiclogos acreditam que

    para a formao plena do cidado em todos os seus aspectos no existe a necessidade de uma

    padronizao universal de contedos, mas sim a adaptao de cada um dos contedos com a

  • 12

    realidade de cada educando em cada contexto onde ele vive. Ainda mais, novos paradigmas da

    educao vindos a partir de 1850 e das teorias da aprendizagem foram aos poucos corroendo e

    rompendo a concepo pedaggica fixista em relao aos contedos e enciclopdica da escola

    brasileira. Porm, at recentemente, notava-se alguma padronizao na maioria dos livros

    didticos, dando-nos a sensao que estes esto completamente desligados das teorias

    psicolgicas e das novas concepes pedaggicas existentes atravs dos avanos na educao

    durante o sculo XX. Alm disto, a maioria dos livros didticos j mudou, mas o professorado,

    mesmo dos locais mais ricos do pas, ainda continuam seguindo a vulgata da poca do Regime

    Militar.

    A Tese Monogrfica que se segue um trabalho que serve para a anlise das

    diversas programaes para o ensino da Matemtica da 5a at a 8a srie do Ensino Fundamental

    (ou os correspondentes em anos de ciclos), presentes em livros didticos e apostilas de esc

Recommended

View more >