usabilidade e navegabilidade no uso do moodle revisado .caso no curso de capacitação de ... cursos

Download Usabilidade e navegabilidade no uso do moodle revisado .caso no Curso de Capacitação de ... Cursos

Post on 06-Dec-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Usabilidade e navegabilidade no uso do Moodle: estudo de caso no Curso de Capacitao de Gestores em Sade do

    Ministrio da sade.

    Janio Gustavo Barbosa1, Saulo Rufino de S2, Eduardo Henrique Olmpio de Gusmo3, Ricardo Alexsandro de Medeiros Valentim4, Arthur Henrique Garcia

    Rgo5

    1 Secretaria de Educao a Distncia Universidade Federal do Rio Grande do Norte. 2 Secretaria de Educao a Distncia Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

    3 Secretaria de Educao a Distncia Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

    4 Departamento de Engenharia Biomdica Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

    5 Secretaria de Educao a Distncia Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

    gustavo@sedis.ufrn.br, srssaulo@gmail.com, ricardo.valentim@ufrnet.br, arthurhgr@gmail.com,

    eduardogusmao@gmail.com

    Abstract. This article shows the results of the development of online tools to improve usability and navigability in Moodle for students between 35 and 60 years old, without the distance educational experiences. The proposal of an information architecture with a specific instructional design of the course show that the forms of student assessment and provision of content contribute to the performance of these students. Thus the results indicate a reduction in evasion of over 25% in this mode an exploitation courses and 96% in overall levels and student achievement. Resumo. Este artigo mostra os resultados do desenvolvimento de ferramentas on-line para a melhora de usabilidade e navegabilidade no ambiente virtual Moodle para pblicos entre 35 a 60 anos, sem experincias educacionais a distncia. A proposta de uma arquitetura de informao especfica com um desenho instrucional do curso demonstra que as formas de avaliao dos alunos e a disposio dos contedos contribuem para o desempenho destes. Dessa forma, os resultados apontam para uma reduo da evaso em mais de 25% em cursos nesta modalidade e um aproveitamento de 96% nos nveis gerais de aproveitamento.

    !!!!!

  • 1. Projeto Moodle Interativo

    A necessidade de avaliao e execuo de formas de diminuir o hiato entre homem e mquina, aprendizagem e contedo, fizeram com que algumas questes norteassem este trabalho. A evaso aliada inabilidade do usurio nos cursos a distncia nos fez refletir sobre de que maneira os ambientes virtuais de aprendizagem (AVA) so eficazes no seu propsito. Ser que os alunos realmente aprendem nos modelos grficos e com as ferramentas virtuais que usamos? Se aprendem, de que maneira a usabilidade e a navegabilidade de um ambiente virtual pode contribuir em aspectos afetivos e melhorar o desempenho pedaggico do aluno? Este artigo nasce da aplicao de uma experincia localizada, a qual denominamos de Projeto Moodle Interativo (PMI), para um curso de extenso na rea de sade com carga horria de 200 horas, cujos objetivos so verificar, avaliar, corrigir e executar planos de inovao de tecnologias ligadas a ambientes virtuais para facilitar a navegabilidade e a usabilidade do Moodle para usurios na faixa etria entre 35 a 60 anos, diminuindo a evaso, melhorando o trato do usurio com a plataforma virtual e o seu desempenho formativo.

    O Projeto Moodle Interativo surge da iniciativa do ncleo de gesto da informao da Secretaria a Distncia de uma universidade no nordeste do Brasil, em conjunto com o setor de desenho instrucional da mesma instituio, para propor novas formas de relacionamento e interao instrumentalizado e organizado por parte dos alunos da instituio com o portal e o ambiente virtual de aprendizagem Moodle.

    Essa necessidade de diminuir o tempo de resposta do aluno na navegao e no uso do ambiente justifica-se pelas constantes reclamaes do corpo discente, seja pela plataforma virtual, isto , atravs dos canais de comunicao da universidade com o aluno, em virtude da dificuldade de localizao de atividades, textos que so inseridos como links que somem, dificuldade de saber o que fazer, ou como fazer, falta de padro entre disciplinas que so construdas de formas diferentes, enfim, dvidas e reclamaes de como ver, saber, comentar determinadas atividades, fruns ou exerccios dentro da plataforma.

    Mesmo com treinamento intenso, diversos tutoriais de navegao em texto e vdeo, as mesmas dificuldades apresentadas por um grupo de alunos persistiam o que comprometiam seu desempenho acadmico e em ltimo caso, porm no raro, ocasionava a desistncia deste aluno.

    Dessa maneira, uma vez que analisamos o perfil de evaso desse aluno, propomos formas de avaliao, tanto pedaggica quanto tecnolgica, sobre a maneira como o pblico de cursos de curta durao, ou seja, cursos de at 420 horas, lidava com os estudos a distncia, uma vez que possuam pouca experincia em cursos a distncia, e apresentava faixa etria entre 35 e 60 anos.

    Esse grupo interdisciplinar visa diminuir as dificuldades de navegao e a usabilidade do usurio no trato com as ferramentas tecnolgicas de maneira que essa universidade possa atender a quaisquer pblicos, em quaisquer cursos, sejam eles de graduao, ps-graduao, extenso e aperfeioamento.

    A necessidade de fazer um projeto para criao e aplicao de um grupo de estudo e ferramentas de aplicao para ambientes virtuais decorre do fato de que parte da inoperncia dos alunos e da evaso dos cursos a distncia dessa universidade acontece pela inabilidade ou pouca possibilidade de interao e interatividade do ambiente virtual com os usurios.

    Dados da Coordenao Acadmica dessa universidade apontam para a taxa de evaso dos cursos de Matemtica, Fsica e Qumica entre 40% e 70%, em qualquer

  • fase do curso (SEDIS 2012), mesmo no havendo um levantamento sobre as causas da taxa de evaso dos cursos superiores, e atentando para o fato de que a EaD no Brasil mantm uma taxa de evaso em torno de 36% em cursos gratuitos e cursos pagos (INSTITUTO MONITOR 2008).

    Partindo dessa premissa, comeamos a investigar qual o grau de facilidade/dificuldade dos usurios de sistemas de aprendizagem on-line e de que maneira esse item contribui ou no nos dados gerais de evaso de um curso a distncia de um organismo pblico.

    2. Cursos on-line e o desenvolvimento da arquitetura da informao

    Em dados mais especficos, sabemos que mesmos que os cursos on-line sejam adequados para atender as necessidades atuais, observa-se que as taxas de evaso so altas se comparadas aos cursos presenciais, muito em virtude da pouca preocupao na montagem de um ambiente que se sustente por apresentar ferramentas que priorizem acessibilidade e se adaptem aos diversos nveis de usabilidade apresentados pelos usurios de um mesmo curso (M. L. Coelho, 2002). A partir dessa verificao fizemos a montagem de um projeto para atender um curso de ps-graduao em nvel de extenso de um projeto-piloto levado a cabo pelo Ncleo de Estudos em Sade Coletiva (NESC) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), financiado pelo Departamento DST, AIDS e Hepatites Virais, vinculado ao Ministrio da Sade. Esse projeto tinha como objetivo capacitar servidores estaduais e municipais, trabalhadores em sade, para trabalhar como gestores de sees em ncleos de sade para combate das DST, AIDS e hepatites virais.

    Por se tratar de um projeto-piloto e de uma parceria especfica entre instituies pblicas, alm de ser um curso de curta durao, com apenas 200 horas, fizemos a opo de desenvolvimento bsico do ambiente dentro de um objeto que integrasse uma oferta de contedo fcil, previsto pelo curso em conjunto com um sistema simples de respostas s questes e atividades previstas na plataforma.

    Outro fator importante para adotarmos inovaes no Moodle no que diz respeito sua usabilidade era o fato de termos cursistas com formaes diferentes. Em funo do edital de seleo, no houve a preocupao na compreenso dos diversos nveis de formao, sejam eles mdio, superior ou ps-graduao. Em virtude disso duas caractersticas foram estabelecidas para o ingresso desse corpo discente:

    1. A formulao do material impresso deveria ter a mesma identidade visual que o ambiente virtual

    2. O ambiente Moodle deveria ser direcionado para usurios das faixas entre 40-60 anos, faixa esta claramente com dificuldade de aprendizagem digital ou sem uma formao bsica para acesso a informaes eletrnicas.

    3. Identidade visual: material impresso e material virtual O desafio, portanto, era fazer com que a plataforma fosse inteligvel a partir do material impresso, com a mesma identidade visual do livro-texto, mas com um comportamento direcionado, fazendo com que a experincia anterior do usurio em navegao de site no influenciasse o seu comportamento no ambiente. Ao mesmo tempo, buscou-se que aqueles com dificuldade de localizao e navegao pudessem

  • se guiar por um conjunto de solues pensado no direcionamento na plataforma. Na Figura 1, vemos uma reproduo do livro-texto na sua estrutura grfica e identidade visual com destaque para as paletas de cores, caixas, fontes e destaques grficos dados, por exemplo, na abertura das atividades.

    Figura 1. Identidade visual do material impresso. Na Figura 2, vemos a reproduo da plataforma, identificada com um menu

    lateral esquerdo (do usurio) com a mesma identidade do interior do material grfico, organizado da esquerda para a direita seguindo o padro de leitura ocidental, comportando os menus bsicos de localizao e visualizao de usurios, participantes, atividades, envio de e-mail e notas, todos obedecendo o padro do livro didtico, o que facilitou o reconhecimento das estruturas virtuais.

    Figura 2. Identidade visual do Moodle.

    Neste caso, os professores que fizeram o material didtico impresso,

    intitulados como professores conteudistas, foram orientados para que indicassem no livro-texto quais as caractersticas de determinadas atividades e de que maneira os alunos a responderiam. No que diz respeito ao contedo da pgina, uma das exign