“lesµes por esfor§o repetitivo em “ instrumentistas...

Download “Lesµes por esfor§o repetitivo em “ instrumentistas de ... competitive athletic activity,

Post on 06-Jun-2019

214 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Universidade de Aveiro

Ano 2010

Departamento de Comunicao e Arte

Lcia de Ftima

Azevedo Lima

de Sousa

Leses por esforo repetitivo em

instrumentistas de cordas

friccionadas

2

Universidade de Aveiro

Ano 2010

Departamento de Comunicao e Arte

Dissertao apresentada Universidade de Aveiro para cumprimento dos requisitos necessrios obteno do grau de Mestre em Msica, realizada sob a

orientao cientfica da Doutora Filipa L, Professora auxiliar convidada do

Departamento de Comunicao e Arte da Universidade de Aveiro e co-orientao

do Doutor Antnio Amaro, Professor coordenador na Escola Superior de Sade

de Aveiro.

Lcia de Ftima

Azevedo Lima

de Sousa

Leses por esforo repetitivo em

instrumentistas de cordas

friccionadas

3

O jri:

Presidente: Doutora Sara Carvalho Aires Pereira, Professora Auxiliar

da Universidade de Aveiro

Vogais: Doutora Filipa Martins Baptista L, Professora Auxiliar

convidada da Universidade de Aveiro (Orientadora)

Doutor Francisco Jos Dias Santos Barbosa Monteiro,

Professor Adjunto da Escola Superior do Instituto Politcnico

do Porto

Doutor Antnio Jos Monteiro Amaro, Equiparado a

Professor Coordenador da Escola Superior de Sade da

Universidade de Aveiro (Co-Orientador)

4

Agradecimentos:

Cabe-me prestar o mais profundo dos agradecimentos a todos aqueles que tornaram

este trabalho possvel.

Professora Doutora Filipa L pela disponibilidade e empenho, pelo alargado

conhecimento cientfico e pelo exemplo de competncia nas intervenes deste estudo.

Ao Professor Doutor Antnio Amaro, que a simplicidade com que acolheu este projecto,

disponibilidade e exemplo de conhecimento e competncia fez-me acreditar que

realmente era possvel a realizao deste trabalho.

Aos Directores e Coordenadores disciplinares da Escola Superior de Msica e Artes do

Espectculo do Porto, Escola Superior de Msica de Lisboa, Escola Superior de

Orquestra Lisboa, Instituto Piaget Viseu, Universidade de Aveiro, Universidade

Catlica Portuguesa Porto, Universidade de vora, Universidade do Minho, Instituto

Superior de Estudos Interculturais de Almada e Escola Superior de Artes aplicadas de

Castelo Branco, pelo acolhimento e colaborao no recrutamento de participantes.

Ao ex-aluno do Conservatrio de Msica Calouste Gulbenkian de Braga, Flix pelo

empenho e dedicao na organizao de inquritos na Escola Superior de Orquestra de

Lisboa (Metropolitana).

Aos alunos das referidas escolas dirijo um especial agradecimento pela cooperao e

disponibilidade no preenchimento dos questionrios permitindo assim a realizao desta

investigao. So eles o ponto de preocupao deste trabalho e pela melhoria das

suas condies de estudo/ percurso profissional que me dirijo.

Ao Professor Doutor Joaquim Alvarelho (Universidade de Aveiro) pelo apoio prestado

no tratamento de dados/ informao recolhida, mais precisamente no domnio do

programa SPSS. Nesta mesma matria agradeo tambm Leatitia Teixeira pelo apoio

e explicao.

5

Aos familiares Joo Castro e Elsa Castro pelo apoio e disponibilidade de

cooperao.

Gostava ainda de distinguir o meu marido, Pedro Sousa, pelo acompanhamento e

incentivo, quer neste trabalho, quer ao longo da nossa vida.

Os mais sinceros agradecimentos a todos os que de alguma forma contriburam para

a realizao desta tese. Muito obrigada.

6

Dedicatria: Aos meus filhos, JooPedro e PedroMiguel.

A sua tranquilidade e entendimento foram decisivos nos

necessrios momentos de concentrao para a realizao

deste trabalho.

Dedico-lhes esta realizao com a esperana de ter criado

referncias que norteiem de alguma forma os seus

caminhos.

7

Palavras-chave:

Estudantes do ensino superior de instrumentos de cordas friccionadas; Desconfortos

msculo-esquelticos; Prticas instrumentais; Hbitos de estudo; Implicaes para o

desempenho instrumental; Optimizao da prtica e ensino instrumentais.

8

Resumo:

A performance musical uma actividade neuromuscular complexa que exige elevados

nveis de concentrao, de controlo e preciso motoras e de resistncia fsica e

mental. Estas exigncias, naturalmente tambm presentes noutras actividades

atlticas de alta competio, podem constituir um factor de risco para o

desenvolvimento de disfunes, como por exemplo, as do foro msculo-esqueltico.

Assim sendo, este estudo procura compreender a distribuio de disfunes msculo-

esquelticas nos estudantes de instrumentos de cordas friccionadas que frequentam

instituies de ensino superior em Portugal, tentando compreende-las num contexto

de prticas e hbitos de estudo.

Assim, os objectivos principais desta tese so: (i) investigar a prevalncia de

desconfortos msculo-esquelticos (i.e. dor) em estudantes de instrumentos de cordas

friccionadas que frequentam o ensino superior em Portugal; (ii) averiguar as prticas

instrumentais e hbitos de estudo destes alunos e respectivas consequncias no

desenvolvimento destes desconfortos; (iii) investigar as implicaes da presena

destes sintomas na prtica instrumental e no progresso destes alunos ao longo do seu

percurso de formao superior.

A fim de concretizar estes objectivos foi desenhado um questionrio (adaptado do

Nordic Questionnaire), focando-se em questes sobre (i) actividade instrumental, (ii)

prticas instrumentais e hbitos de estudo; (iii) informao demogrfica; e (iv) hbitos

e estilos de vida. Este questionrio foi enviado para todas as instituies de ensino

superior com instrumentos de cordas friccionadas que concordaram com a

participao neste estudo; assim, este foi aplicado em nove instituies do ensino

superior de msica em Portugal. Dos 188 questionrios distribudos nestas

instituies, 81 foram reenviados com respostas vlidas, alcanando-se assim uma

taxa de resposta de 43,1%.

Os resultados revelaram uma elevada prevalncia de desconfortos msculo-

esquelticos (i.e. dor) entre violetistas, violinistas e violoncelistas inquiridos, resultantes

das prticas instrumentais e hbitos de estudo. Os violetistas apresentaram-se como os

mais afectados por este tipo de sintomatologias associadas s leses por esforo

repetitivo (L.E.R.), tendo um ndice de Impedimento da Prtica Instrumental (IIPI) de

27,22%, seguindo-se os violoncelistas (IIPI = 21,33%) e os violinistas (IIPI = 20,22%).

9

As zonas do corpo mais afectas por desconfortos msculo-esquelticos que levaram ao

impedimento e interrupo da prtica instrumental foram: (i) o pulso esquerdo, para os

violetistas (IIPI = 35%) e violinistas (IIPI = 33%); e a zona superior da coluna para os

violoncelistas (IIPI = 45%). O ombro esquerdo (IIPI = 31%) e o pescoo (IIPI = 30%),

constituram outras zonas com elevada prevalncia de desconfortos que causaram

impedimentos performance, ambos para os violetistas, enquanto que a zona superior

da coluna (IIPI = 28%) tambm foi indicada pelos violinistas, e a mo esquerda, pulso

esquerdo e zona inferir da coluna (IIPI = 36%) para os violoncelistas.

Independentemente do tipo de instrumento praticado, o pulso esquerdo destaca-se

como a regio do corpo significativamente afectada por desconfortos msculo-

esquelticos associados s prticas instrumentais.

Como possveis causas encontradas para esta elevada incidncia de distribuio de

desconfortos msculo-esquelticos que podero ter estado na origem da interrupo da

prtica instrumental salientam-se: os sintomas de ansiedade apresentados por todos os

alunos; os hbitos de estudo errados (como por exemplo a falta de exerccios de

alongamentos antes do estudo); a ausncia de conscincia corporal e cinestsica; e o

desconhecimento de estratgias preventivas de optimizao do estudo.

Conclui-se com este estudo que a prevalncia de desconfortos msculo-esquelticos

em alunos de instrumentos de corda friccionada do ensino superior portugus em

Portugal elevada e est associada a prticas instrumentais e hbitos de estudo.

Desta forma, ser pertinente e urgente reflectir sobre as estratgias de ensino

presentemente usadas no ensino superior de msica em Portugal. Mais

especificamente, seria corresponder s necessidades de formao do futuro

instrumentista profissional que tem que responder s exigncias de uma performance

cada vez mais perfeita, consequente do panorama musical de competitividade e

excelncia que se vive no sc. XIX. Assim, prope-se com esta dissertao um

modelo holstico e interdisciplinar de ensino e de apoio ao estudante, com vista

optimizao do processo de ensino-aprendizagem de um instrumentista profissional e

assim da prtica instrumental a longo prazo.

10

Keywords:

University students of string instruments; Muscular-skeletal discomforts;

Instrumental practices; Study habits; Implications on instrumental

performance; Optimization of instrumental practice and teaching

strategies.

11

Abst