júlio césar lindemann

Click here to load reader

Post on 07-Apr-2022

1 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

GRADUAÇÃO, COMO UM INDICATIVO DE QUALIDADE EDUCACIONAL
CANOAS, 2020
GRADUAÇÃO, COMO UM INDICATIVO DE QUALIDADE EDUCACIONAL
Tese de Doutorado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade La Salle – Unilasalle, como requisito parcial para a obtenção do título de Doutor em Educação.
Orientação: Profa. Dra. Dirléia Fanfa Sarmento
CANOAS, 2020
L743i Lindemann, Júlio César.
A internacionalização da educação superior, no âmbito da graduação, como um indicativo de qualidade educacional [manuscrito] / Júlio César Lindemann. – 2020.
301 f.: il.; 30 cm. Tese (doutorado em Educação) – Universidade La Salle,
Canoas, 2020. “Orientação: Profª. Dra. Dirléia Fanfa Sarmento”. 1.Educação. 2. Educação superior. 3. Intercionalização. I.
Sarmento, Dirléia Fanfa. II. Título.
CDU: 378
Bibliotecário responsável: Michele Padilha Dall Agnol de Oliveira - CRB 10/2350
JULIO CESAR LINDEMANN
Tese aprovada como requisito parcial para obtenção do título de doutor, pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade La Salle.
BANCA EXAMINADORA
Universidade La Salle
Universidade Católica de Brasília
Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
___________________________________________________ Profª. Drª. Dirleia Fanfa Sarmento
Orientadora e Presidenta da Banca - Universidade La Salle
Área de concentração: Educação Curso: Doutorado em Educação
Canoas, 18 de dezembro de 2020.
RESUMO
A pesquisa bibliográfica, tem como foco a internacionalização da Educação Superior,
no âmbito da Graduação e suas relações com a qualidade educacional nesse nível de
ensino. O estudo se insere na linha de pesquisa Gestão, Educação e Políticas
Públicas, do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade La Salle.
Tem como problema de investigação: Quais são as abordagens dos autores de
dissertações e teses defendidas em programas de pós-graduação, situados no
Brasil, sobre a internacionalização da Educação Superior, no âmbito da Graduação, e
de que forma tais abordagens estabelecem relações entre a internacionalização e a
qualidade educacional neste nível de ensino?Com base em tal problema, a tese
norteadora da pesquisa é: A Internacionalização da Educação Superior, no âmbito da
Graduação, contribui para a qualidade educacional neste nível de ensino e não se
reduz ao mero cumprimento de uma exigência legal em termos de avaliação. Os
aportes teóricos são apresentados por meio de um diálogo com as produções de um
conjunto de autores internacionais e nacionais. Contudo, destacamos que, dentre tais
autores, realizamos uma maior interlocução com as autoras Jane Knight, Jocelyne
Gacel-Ávila e Marília Morosini. O corpus investigativo está composto por 4 teses e 24
dissertações, selecionadas no Catálogo de Teses e Dissertações da Coordenação de
Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Com base na Técnica
Análise de Conteúdo, categorizamos o corpus investigativo em quatro eixos temáticos:
Políticas públicas fomentadoras da internacionalização; Processos de
internacionalização da Educação Superior; Avaliação da internacionalização da
Educação Superior; e Internacionalização e Mobilidade Acadêmica Estudantil. Em
relação aos principais achados, destacamos: a) em termos de tendências
investigativas: preponderam os estudos com foco na mobilidade acadêmica discente,
enfatizando-se, dentre estes, o Programa Ciência sem Fronteira; as pesquisas de
campo predominam sobre as pesquisas teóricas; observando-se o acento em Estudos
de Caso. Os cinco autores mais citados para funtamentar as questões relativas à
internacionalização são: Knight, Morosini, De Wit, Stallivieri, Lima e Contel. Nas
pesquisas de campo os instrumentos mais utilizados são a entrevista e o questionário.
A Técnica de Análise de Conteúdo e a de Análise Textual Discursiva são as mais
utilizadas para a análise dos dados. b) em relação as lacunas: o número reduzido de
estudos que abordam a Internacionalização do Currículo; e a escassez de estudos
direcionados à Internacionalização em Casa; c) no que se refere a tese proposta: dos
28 estudos analisados, quatro enfatizam as contribuições da internacionalização para
a qualidade educacional no âmbito da Graduação. Entretanto, desse conjunto de
estudos, somente dois mencionam o Sistema Nacional de Avaliação da Educação
Superior. Tal constatação nos possibilita comprovar a tese proposta de que a
internalização não se restringe ao mero cumprimento de uma exigência legal em
termos de avaliação.
Superior. Graduação. Qualidade Educacional.
Bibliographic research focuses on the internationalization of Higher Education, within
the scope of Graduation and its relationship with educational quality at this level of
education. The study is parto of the research line Management, Education an Public
politics, of the Graduate Program in Education at La Salle University. Its research
problem is: What are the approaches of the authors of dissertations and theses
defended in Postgraduate Programs, located in Brazil, on the internationalization of
Higher Education establish relations between internationalization and educational
quality at this level of education? Based on this problem, the guiding thesis of the
research is: The Internationalization of Higher Education, within the scope of
Graduation, contributes to the educational quality at this level of education and is not
reduced to the mere fulfillment of a legal requirement in terms of assessment.
Theoretical contributions are presented through a dialogue with the Productions of a
set of international and national authors. However, we emphasize that, among these
authors, we have a greater dialogue with the authors Jane Knight, Jocelyne Gacel-
Ávila and Marília Morosini. The investigative corpus consists of 4 dissertations and 24
theses selected from the Catalogo of Theses and Dissertations of the Coordination for
the Improvement of Higher Education Personnel (CAPES). Based on the Content
Analysis Technique, we categorize the investigative corpus into four thematic axes:
Public politics that promote that internationalization; Internationalization processes of
Higher Education; Evaluation of the internationalization of Higher Education; and
Internationalization and Student Academic Mobility. In relation to the main findings, we
highligth: a) in terms of investigative trends: studies with a focus on student academic
mobility predominated, emphasizing, among these, the Science without Borders
Program; field research predominates over theoretical research; observing the accent
in Case Studies. The five most cited authors to support internationalization issues are:
Knight, Morosini, De Wit, Stallivieri, Lima and Contel. In field research, the most used
instruments are the interview and the questionnaire. The Content Analysis Technique
and the Discursive Textual Analysis Tecniques are the most used for data analysis. b)
in relation to the gaps: the small number of studies that address the internationalization
of the Curriculum; and the scarcity of studies aimed at Internationalization at home; c)
with regard to the proposed thesis: of the 28 studies analyzed, four emphesize the
contributions of internationalization to educational quality in the context of
undergraduate courses. However, of this set of studies, only two mention the National
Higher Education Assessment System. This observation allows us to prove the
proposed thesis that internalization is not restricted to the mere fulfillment of a legal
requirement in terms of evalution.
Keywords: Internationalization. College education. Higher education institutions.
University graduate. Educational Quality.
La investigación bibliográfica se centra em la internacionalización de la Educación
Superior em el ámbito de la Graduación y su relación com la calidad educativa em
este nível educativo. El estúdio forma parte de la línea de investigación Gestión,
Educación y Politicas Públicas, del Programa de Posgrado em Educación de la
Universidad La Salle. Tiene como problema de investigación: ¿Cuáles son los
enfoques de los autores de disertaciones y tesis defendidas em los Programas de
Posgrado, ubicados em Brasil, sobre la internacionalización de la Educación Superior,
estabelecer relaciones entre internacionalización y calidad educativa em este nível de
educación? A partir de esta problemática, la tesis rectora de la investigación es: La
Internacionalización de la Educación Superior, em este nível educativo y no se reduce
al mero cumplimiento de um requisito legal em matéria de evaluación. Los aportes
teóricos se presentan a través de um diálogo com las producciones de um conjunto
de autores internacionales y nacionales. Sin embargo, destacamos que, entre estos
autores, tenemos um mayor diálogo com las autoras Jane Knight, Jocelyne Gacel-
Ávila y Marília Morosini (Brasil). El corpus investigativo consta de 4 tesis y 24
disertaciones, selecionadas del Catálogo de Tesis y Disertaciones de la Coordinación
para la Perfeccionamento del Personal de Educación Superior (CAPES). Com base
em la Técnica de Análisis de Contenido, categorizamos el corpus investigativo em
cuatro ejes temáticos: Políticas públicas que promuevem la internacionalización;
Procesos de internacionalización de la educación superior; Evaluación de la
internacionalización de la Educación Superior; e internacionalización y mivilidad
académica estudantil. Em relación a los principales hallazgos, destacamos: a) en
términos de tendências investigativas: predominaron los estúdios com enfoque em la
movilidad académica de los estudiantes, destacando, entre ellos, el Programa Ciencia
sin Fronteras; la investigación de campo predomina sobre la investigación teórica;
observando el acento em los estúdios de caso. Los cinco autores más citados para
apoyar temas de internacionalización son: Knight, Morosini, De Wit, Stallivieri, Lima y
Contel. Em la investigación de campo, los instrumentos más utilizados son la
entrevista y el cuestionario. La técnica de análisis de contenido y las técnicas de
análisis textual discursivo son las más utilizadas para el análisis de datos. b) em
relación a las lagunas: el reducido número de estúdios que abordan la
internacionalización del Currículo; y la escassez de estúdios orientados a la
internacionalización em el hogar; c) em cuanto a la tesis propuesta: de los 28 estudios
analizados, cuatro enfatizan los aportes de la internacionalización a lá calidad
educativa em el contexto de las carreras de grado. Sin embargo, de este conjunto de
estudios, solo dos mencionam el Sistema Nacional de Evaluación de la Educación
Superior. Esta observación nos permite comprovar la tesis propuesta de que la
internacionalización no se limita al mero cumplimiento de um requisito legal em
matéria de evaluación.
educación superior. Graduado universitario. Calidad educativa.
LISTA DE FIGURAS
Figura 1 – Fases a serem observadas para a realização da pesquisa bibliográfica. 28
Figura 2 – Síntese do percurso metodológico. .......................................................... 43
Figura 3 – Internacionalização: aspectos a considerar. ............................................ 47
Figura 4 – Benefícios da Internacionalização.............................................................61
Figura 5 – Estratégias para a Internacionalização das Instituições de Ensino Superior.
.................................................................................................................................. 62
Figura 7 – Aspectos a serem considerados para potencializar a internacionalização da
Educação Superior, segundo De Wit, Gacel-Ávila e Knobel. .................................... 79
Figura 8 – Avaliação da Instituição de Ensino Superior: eixos e dimensões avaliativas.
.................................................................................................................................. 98
Figura 10 – Internacionalização - Contribuições e desafios nos diferentes níveis. . 170
Figura 11 – Ciclo da internacionalização, segundo Knight. ..................................... 176
Figura 12 – Actividades para la internacionalización del currículo. ......................... 184
Figura 13 – Objetivo específico 1 e os principais achados. ..................................... 196
Figura 14 – Objetivo específico 2 e os principais achados. ..................................... 198
Figura 15 – Objetivo específico 3 e os principais achados. ..................................... 200
Figura 16 – Objetivo específico 4 e principais achados. ......................................... 205
Figura 17 – Indicativos que corroboram a tese proposta e lacuna. ......................... 207
LISTA DE GRÁFICOS
Gráfico 1 – Número de teses e dissertações defendidas, por ano, no espaço temporal
entre 2006 e 2017.....................................................................................................100
Gráfico 2 – Número de teses e dissertações defendidas por Instituição, no espaço
temporal entre 2006 e 2017......................................................................................101
Gráfico 3 – Número de teses e dissertações por área de concentração do Programa
de Pós-graduação stricto sensu, no espaço temporal entre 2006 e 2017..................101
LISTA DE TABELAS
LISTA DE QUADROS
Quadro 2 – Revisão de Literatura – livros, coletâneas e enciclopédia.......................32
Quadro 3 – Revisão de Literatura – Dispositivos e demais subsídios difundidos pela
UNESCO. .................................................................................................................. 33
Quadro 4 – Temáticas abordadas nos estudos e investigações, segundo Gacel-Ávila
(2017). ....................................................................................................................... 34
Quadro 6 – Ficha de leitura.........................................................................................41
Quadro 7 – Caracterização do corpus investigativo. ................................................. 42
Quadro 8 – Fatores que mobilizam a internacionalização, em nível nacional, segundo
Knight. ....................................................................................................................... 57
Quadro 9 – Fatores que mobilizam a internacionalização, em nível nacional, segundo
Knight. ....................................................................................................................... 58
Quadro 10 – Fases da internacionalização na Europa, segundo Wächter. ............... 67
Quadro 11 – Metas do Plano Nacional de Educação referentes ao Ensino Superior.
.................................................................................................................................. 74
Quadro 12 – Principais resultados do estudo de Gacel-Ávila e Rodríguez relativos a
posição das IES participantes sobre a internacionalização.........................................83
Quadro 13 – Palavras-chave e frequência................................................................102
Quadro 15 – Eixo temático 1: Políticas públicas fomentadoras da
internacionalização...................................................................................................105
Quadro 16 – Eixo temático 2: Processos de internacionalização das Instituições de
Ensino Superior. ...................................................................................................... 111
Quadro 17 – Sub eixo temático 2.1: Internacionalização do currículo. .................... 122
Quadro 18 – Sub eixo temático 2.2: Gestão da Informação. ................................... 124
Quadro 19 – Eixo temático 3: Avaliação da internacionalização das Instituições de
Ensino Superior. ...................................................................................................... 127
Quadro 21 – Autores mais citados nos estudos........................................................151
Quadro 22 – Produção bibliográfica de Knight, e de Knight com coautores, utilizadas
no referencial teórico sobre internacionalização, citadas pelos autores das teses e
dissertações. ........................................................................................................... 153
Quadro 23 – Produção bibliográfica de Morosini utilizadas no referencial teórico sobre
internacionalização, citadas pelos autores das teses e dissertações........................154
Quadro 24 – Produção bibliográfica de De Wit, e de De Wit e coautores, utilizadas no
referencial teórico sobre internacionalização, citadas pelos autores das teses e
dissertações. ........................................................................................................... 156
Quadro 25 – Produção bibliográfica de Stallivieri, e de Stallivieri e coautores, utilizadas
no referencial teórico sobre internacionalização, citadas pelos autores das teses e
dissertações.............................................................................................................157
Quadro 26 – Produção bibliográfica de Altbach, e de Altbach e coautores, utilizadas
no referencial teórico sobre internacionalização, citadas pelos autores das teses e
dissertações.............................................................................................................158
Quadro 27 – Produção bibliográfica de Lima e Contel, e de Lima e outros coautores,
utilizadas no referencial teórico sobre internacionalização, citadas pelos autores das
teses e dissertações.................................................................................................159
Quadro 28 – Produção bibliográfica de Laus, e de Laus e coautores, utilizadas no
referencial teórico sobre internacionalização, citadas pelos autores das teses e
dissertações.............................................................................................................160
Quadro 29 – Produção bibliográfica de Miura utilizadas no referencial teórico sobre
internacionalização, citadas pelos autores das teses e dissertações. ..................... 161
Quadro 30 – Produção bibliográfica de Moreira, utilizadas no referencial teórico sobre
internacionalização do campo do currículo, citadas pelos autores das teses e
dissertações. ........................................................................................................... 161
Quadro 31 – Autores e produções (artigos e trabalhos em eventos) citadas nas teses
e dissertações: referencial metodológico. ............................................................... 162
Quadro 32 – Autores e produções (livros e capítulos) citadas nas teses e dissertações:
referencial metodológico. ........................................................................................ 165
Quadro 33 – Disciplina Cross-cultural Negotiations..................................................185
Quadro 34 – Conceito e Critério de Análise das Políticas Institucionais para
Internacionalização da IES.......................................................................................190
Quadro 35 – Critérios de analise da política..............................................................191
Quadro 36 – Aspectos a serem contemplados no processo de avaliação da dimensão
internacional de uma IES..........................................................................................193
LISTA DE SIGLAS
ARWU Academic Ranking of World Universities
Capes Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
CCT Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e
Informática
CEFET-MG Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais
CGEE Centro de Gestão e Estudos Estratégicos
Clacso Conselho Latino-americano de Ciências Sociais
CNPq Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
CsF Ciência sem Fronteiras
Faubai Associação Brasileira de Educação Internacional
FGV Fundação Getúlio Vargas
FNDCT Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
FURB Universidade Regional de Blumenau
FURG Fundação Universidade Federal do Rio Grande
IDH Índice de Desenvolvimento Humano
IES Instituição de Ensino Superior
INEP Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira
Inpi Instituto Nacional de Propriedade Intelectual
IsF Idiomas sem Fronteiras
MCTIC Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações
MEC Ministério da Educação
OCDE Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico
ONU Organização das Nações Unidas
Pibic Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica
PUCMG Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
SBPC Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência
SINAES Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior
UCAM Universidade Cândido Mendes
UEM Universidade Estadual de Maringá
UFABC Universidade Federal do ABC
UFBA Universidade Federal da Bahia
UFES Universidade Federal do Espirito Santo
UFJF Universidade Federal de Juiz de Fora
UFMG Universidade Federal de Minas Gerais
UFMT Universidade Federal do Mato Grosso
UFPA Universidade Federal do Pará
UFPB Universidade Federal da Paraíba
UFRGS Universidade Federal do Rio Grande do Sul
UFRR Universidade Federal de Roraima
UFSC Universidade Federal de Santa Catarina
UFSM Universidade Federal de Santa Maria
UFT Universidade Federal do Tocantins
UFU Universidade Federal de Uberlândia
UFV Universidade Federal de Viçosa
UNESCO Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura
UNIAM Universidade Federal da Integração Amazônica
UNICAMP Universidade Estadual de Campinas
UNILA Universidade Federal da Integração Latino-Americana
UNIMONTES Universidade Estadual de Montes Claros
UNISINOS Universidade do Vale do Rio dos Sinos
UNIVALI Universidade do Vale do Itajaí
SUMÁRIO
2.2 Relevância, problema, objetivos e a tese da investigação ............................ 28
2.2.1 Relevância pessoal/profissional ....................................................................... 28
2.2.2 Relevância acadêmica/científica ...................................................................... 29
2.2.3 Relevância social ............................................................................................. 35
2.2.4 O problema, os objetivos e a tese da investigação .......................................... 36
2.3 Constituição do corpus investigativo e a técnica de análise dos dados ..... 37
2.3.1 Fase de pré-análise .......................................................................................... 37
2.3.2 Fase de exploração do material ....................................................................... 39
2.3.3 Fase de tratamento dos resultados, inferência e interpretação ........................ 40
3 INTERNACIONALIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR: PRESSUPOSTOS
TÉORICOS ................................................................................................................ 44
3.2 Internacionalização: das compreensões acerca do conceito aos aspectos a
serem considerados em sua implementação ....................................................... 47
3.2.1 Compreensões sobre o conceito ...................................................................... 48
3.2.2 Internacionalização: distinções conceituais ...................................................... 53
3.2.3 Fatores (ou razões) que mobilizam a internacionalização................................ 56
3.2.4 Níveis e estratégias de internacionalização ..................................................... 59
3.2.5 Internacionalização do currículo e a internacionalização em casa ................... 63
4.1 O direito à educação ......................................................................................... 85
4.2 Qualidade educacional e internacionalização ................................................ 89
5 A INTERNACIONALIZAÇÃO NA PRODUÇÃO ACADÊMICO-CIENTÍFICA ...... 100
5.1 Categorização e apresentação das dissertações e teses por eixos temáticos
................................................................................................................................ 100
5.1.2 Eixo temático 2: Processos de internacionalização das Instituições de Ensino
Superior.......................................................................................................... ..........111
5.1.2.2 Sub eixo-temático 2.2: Gestão da informação ............................................. 124
5.1.3 Eixo temático 3: Avaliação da internacionalização das Instituições de Ensino
Superior....................................................................................................................127
5.2 Caracterização dos estudos atinentes às dimensões teórica e metodológica
................................................................................................................................ 151
6.1 Contribuições e desafios da internacionalização ........................................ 170
6.1.1 Contribuições e desafios no nível internacional ............................................. 171
6.1.2 Contribuições e desafios no nível nacional e ou do sistema educativo .......... 174
6.1.3 Contribuições e desafios no nível institucional ............................................... 175
6.1.3.1 Contribuições e desafios no âmbito da Graduação ..................................... 179
6.1.3.2 Relações ente a internacionalização e a qualidade educacional, no âmbito da
Graduação............................................................................................................... 187
7.2 Indicativos que corroboram a tese proposta e lacuna................................. 207
7.3 Perspectivas para a continuidade do estudo em futuras pesquisas .......... 209
REFERÊNCIAS ....................................................................................................... 211
APÊNDICE A – Quadro 37 – Síntese da dissertação realizada por Almeida (2016)
................................................................................................................................ 223
APÊNDICE B – Quadro 38 – Síntese da dissertação realizada por Anastacio
(2014) ...................................................................................................................... 224
APÊNDICE C – Quadro 39 – Síntese da dissertação realizada por Braz (2015)
................................................................................................................................ 225
APÊNDICE D – Quadro 40 – Síntese da tese realizada por Bischoff (2017) ..... 227
APÊNDICE E – Quadro 41 – Síntese da Dissertação realizada por Coelho (2016)
................................................................................................................................ 229
APÊNDICE F – Quadro 42 – Síntese da tese realizada por Cunha (2016)......... 230
APÊNDICE G – Quadro 43 – Síntese da dissertação realizada por Egreggio (2016)
................................................................................................................................ 231
APÊNDICE H – Quadro 44 – Síntese da tese realizada por Fernández (2016) . 232
APÊNDICE I – Quadro 45 – Síntese da dissertação realizada por Gianasi (2006)
................................................................................................................................ 234
APÊNDICE J – Quadro 46 – Síntese da dissertação realizada por Guimarães
(2016) ...................................................................................................................... 235
APÊNDICE K – Quadro 47 – Síntese da dissertação realizada por Jesus (2015)
................................................................................................................................ 237
APÊNDICE L – Quadro 48 – Síntese da dissertação realizada por Lage (2015)
................................................................................................................................ 238
APÊNDICE M – Quadro 49 – Síntese da dissertação realizada por Lago (2015)
................................................................................................................................ 239
APÊNDICE N – Quadro 50 – Síntese da dissertação realizada por Martins (2015)
................................................................................................................................ 240
APÊNDICE O – Quadro 51 – Síntese da dissertação realizada por Munzlinger
(2016) ...................................................................................................................... 241
APÊNDICE P – Quadro 52 – Síntese da realizada por Nascimento (2016) ....... 242
APÊNDICE Q – Quadro 53 – Síntese da dissertação realizada por Ramos (2009)
................................................................................................................................ 244
APÊNDICE R – Quadro 54 – Síntese da dissertação realizada por Regis (2016)
................................................................................................................................ 245
APÊNDICE S – Quadro 55 – Síntese da dissertação realizada por Rioga (2017)
................................................................................................................................ 246
APÊNDICE T – Quadro 56 – Síntese da dissertação realizada por Rosa (2015)
................................................................................................................................ 247
APÊNDICE U – Quadro 57…