revista falando de axé

Download Revista Falando de Axé

Post on 30-Mar-2016

237 views

Category:

Documents

11 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Revista Falando de Axé Edição julho de 2011 umbanda orixás candomblé cultura afrobrasileira cultos africanos

TRANSCRIPT

  • 1

    TUDO SOBRE UMBANDA, CANDOMBL E CULTOS AFRICANOS - CULTURA E RELIGIOSIDADE NEGRA.

    Falando de Ax

    ANO I Edio 03 Julho de 2011

    r do Ms sanyn O

    Grande Mago das Folhas e Florestas

    Pretos Velhos Ancestrais que nos ensinam a

    Humildade

    Falando de Ax publica entrevista feita com o

    Saudoso Zlio Fernandino de Moraes, o Precursor da Umbanda

  • 2

    EDITORIAL Por Hrick Lechinski (EjtlTmar)

    Depois de dois meses fora do ar, a Revista Falando de Ax volta com a corda toda, na

    batalha em prol da divulgao cultural e religiosa afro-brasileira.

    todos os nossos leitores pedimos desculpas, por este tempo que estivemos fora e pedimos

    tambm, que nos entendam. E para compensarmos o tempo perdido, damos a

    nossa palavra, que a partir de agora, cada ms a Falando de Ax se empenhar mais ainda na

    divulgao e no ensinar da nossa fabulosa cultura e religiosidade afro-brasileira.

    Esperamos de todo o corao, que gostem dos

    novos artigos e que aguardem os futuros especiais da Revista. Esse ms ainda, nossos

    leitores podero conhecer um pouco mais sobre um dos mais fantsticos temas dentro

    do culto, atravs do Especial: ymi srng Minha Me, Elegante Senhora do Pssaro da

    Morte., que sair nas prximas semanas...

    Uma tima leitura e boa sorte...

    Wre fn .

    O Editor

    "Ningum nasce o-diando outra pes-

    soa pela cor de

    sua pele, por sua origem ou ainda

    por sua religio. Para odiar, as

    pessoas precisam aprender e, se po-

    dem aprender a odiar, podem ser

    ensinadas a a-mar."

    (Nelson Mandela )

  • 3

    NDICE Eptetos de rnml Pg. 04 rs do Ms sanyn - O Grande Mago das Folhas e Florestas Pg. 06 Folha do Ms sbt que superam as guas do rio e tambm os inimigos Pg. 12 Zlio Fernandino de Moraes O Prenunciador da Umbanda Pg. 14 Falando de Ax publica Entrevista feita com o Saudoso Zlio Fernandino de Moraes Pg. 16 Pretos Velhos Ancestrais que nos ensinam a Humildade Pg. 21 Santo do Ms Santa Ana, a Av de Jesus Pg. 24 Raa Negra Pg. 28 A tica e a Moral dentro da Cultura e Religiosidade Africana Pg. 30 Personalidades Negras Carolina de Jesus Pg. 32 Intolerncia e Homofobia podem estar levando religiosos morte em Manaus Pg. 33 Livro do Ms Conhea a Umbanda Pg. 35

  • 4

    Eptetos de

    rnml If

    Por Zarcel Carnielli - m If Ilsire (Bb ln

    Omigbmi Ajtnb) Msn:

    ilesirezarcelcarnielli@hotmail.com

    Os eptetos so na realidade ORK, recitaes que relatam caractersticas da divindade e as exaltam. Pois, para o povo yorb, a melhor forma de invocar

    uma energia exaltando seus feitos e suas qualidades. Os eptetos de rnml-If so vrios, apresento neste texto alguns deles, com o intuito de contribuir um pouco, para a desmistificao dessa divindade aqui no Brasil.

    IF OLKUN: Se traduzirmos literalmente ficar: If o Senhor do Oceano. Mas, essa pequena palavra quer dizer muito mais que isso e pode ter vrias interpretaes. Uma delas : If to amplo quanto o Oceano, por isso seu culto exige total dedicao de seus sacerdotes e devotos. Outra idia de que, Olkun (Deusa do Oceano) aps ter ficado anos casada com Oddw (pai do povo yorb), foi casada com rnml-If, e o titulo de senhor dos oceanos foi atribudo ele tambm.

    LR PN: Senhor que conhece o destino, aquele que est presente no momento que Oldmar (Deus) d o sopro divino, aquele que conhece os pactos feitos por cada um de ns antes de virmos ao iy (Mundo Terra). Por isso, atravs da iniciao de If, o devoto conhece os mistrios que envolvem seu destino e sua existncia. IBKEJ LDNMAR: A segunda pessoa em importncia aps ldnmar (Deus), ou seja, a importncia de If to grande, que, acima dele apenas est o Deus supremo do rn (Cu plano espiritual).

    RNML AKR FIN SGBN: rnml homem pequeno que usa o prprio interior como fonte de sabedoria. Esse epteto deixa claro a sabedoria de If, que , de encontrar as respostas que ele necessita dentro dele mesmo.

  • 5

    Essa sabedoria ensinada aos iniciados em If, de utilizar o prprio conhecimento interior para solucionar problemas do dia-dia.

    GBIY GBRUN: Aquele que vive no mundo visvel e no mundo invisvel, ou, o mais antigo nos dois mundos. Deixando claro, que If est presente em todas as partes do universo. KITBR APA J IK D: O poderoso que altera o dia da morte. Atravs da iniciao de If, se as pessoas agirem corretamente, tendem a garantir vida longa, pois, qualquer morte prematura que estiver no caminho da pessoa, If tem o poder para cortar. KNRIN GBNMRGN: Homem do coquinho que ns nunca esquecemos. Lembrando a importncia do IKIN (COQUINHO DE DEND) dentro do culto de If, e a importncia de que, para que algo tenha fora, preciso que seja lembrado (cultuado).

    RIGI A BL: Aquele que ao ser venerado, traz a sorte, a prosperidade. Ressaltando que atravs de If a pessoa reconquista sua sorte e sua prosperidade.

    ALD: Senhor da coroa. O que possui uma cabea to boa que no perde a coroa, If o eterno rei da sabedoria, fonte inesgotvel de informaes e orientao. Por isso chamado de dono da coroa. So vrios os eptetos para If, chamados tambm de nomes de louvor, mas, nesse texto, procurei destacar os mais importantes e utilizados, pois, atravs deles, qualquer um pode saudar If e tambm aprender um pouco mais sobre ele e sua importncia na vida e no dia-dia da humanidade. Mais uma vez agradeo todos os mestres que tive e tenho, Bb Kekeje (Antonio de Sng), y Dela (Marta de un), Bb Fbnmi (ni iranti in memorian), Bb Awodiran e Bb King. * Biografia consultada: CNTICOS DOS ORIXS NA FRICA, Skr Slm Prof. Dr. King. Ed Oduduwa. * A Interpretao dos eptetos foram feitos por mim, baseado naquilo que pude entender de If nesses 14 anos de iniciado, 14 anos que aprendi que If no apenas to amplo como o Oceano, mas sim, to amplo quanto o prprio Universo. Que If abenoe a todos...

  • 6

    sanyn O Grande Mago das Folhas e

    Florestas

    Eweelre o Il ms Ew sanyn

    r do Ms

    sanyn (Onyn, Osse, Osaim, Ossanhe, Ossanha) uma divindade que independente de como chamado, conhecido e cultuado, seja no Culto Tradicional

    Iorub sin Yorb, ou nos cultos descendentes do mesmo, como o Candombl, a Santeria Cubana ou ate mesmo a Umbanda, um fato certo, no podemos negar sua importncia e que ds dos nossos primeiros passados dentro da liturgia de algum desses cultos sua energia se faz presente e necessria ser cultuada.

    Muitas dvidas surgem em nossa mente a respeito do que vem a ser essa

    divindade, e verdadeiramente o que vem a ser a sua real finalidade. Divindade da floresta? Divindade das folhas? Divindade da magia? Ou, at mesmo a divindade da Vida?

    Sim, Divindade da Vida, ou ate mesmo do Re-nascimento, pois, no podemos negligenciar o fato de que desde o ingresso de uma pessoa dentro da Religio dos Orixs, quando a mesma morre para a sociedade e re-nasce para o Culto, at o fim de sua jornada dentro desta, as folhas esto presentes em tudo. Seja no

    primeiro Omir (banho de folhas que acalmam e purificam), seja na lavagem e preparao dos smbolos litrgicos de adorao de um determinado r, tambm conhecidos como Ojb, ou ate mesmo na preparao do banho aonde ser lavado nosso corpo nas cerimnias fnebres - sink, sempre encontraremos sanyn.

    So conhecidos diversos relatos de seu egosmo e de sua insistncia em

    no compartilhar com as demais divindades os segredos das folhas, egosmo esse, que levou os Orixs a buscarem uma maneira de se apoderarem de seu segredo. Onde a partir daquele momento, cada Orix teve conhecimento de suas folhas.

    sabido tambm que, apesar de sanyn possuir o conhecimento das folhas (wn Ew), os fs (poemas de ativao, encantamentos que despertariam o ax de cada folha) seriam de conhecimento nica e exclusivamente de rnml, porem posso garantir que apesar de tudo isso, o segredo de sayn vai muito alm.

    Como Sacerdote (Bblawo) de rnml-If, me foi passado s sete principais maneiras de se preparar (montar, assentar) um Ojb sanyn, ojubs estes, utilizados pelos Bblawos nas mais diversas situaes. Os Bblawos possuidores dos segredos de sanyn so conhecidos como Adahune:

  • 7

    ...Kgo egbr rin. Akp ngb rn k sunwn... Aquele que to forte quanto

    uma barra de ferro. Aquele que invocado quando

    as coisas no esto bem...

    Os sete principais Ojb sanyn montados pelos Bblawos Adahune so: - Osanyin Elewu pupa - Osanyin Olode - Osanyin Alaro - Osanyin Olosun (Opa osun) - Osanyin Onimoriwo - Osanyin Onide - Osanyin Onigi

    E assim como os sanyn preparados pelos wlr (Sacerdotes de r), os mesmos tm as mais variadas utilizaes e finalidades dentro na liturgia tradicional iorub.

    Mas nada intriga mais, desperta mais curiosidade e derruba mais tabus do que o

    r sanyn preparado pelos sacerdotes de sanyn, os Olsanyn ou pelos conhecedores de sua liturgia, como os Ongn (Mdicos Herbalistas), ou ainda os Olgn (Magos Tradicionais Yorb).

  • 8

    Um Olgn versado na liturgia de

    sanyn no necessita de instrumento divinatrio, pois, seu prprio r (sanyn) revela no momento da consulta, os motivos que levaram o consulente a sua casa, os acontecimentos passados que o levaram a essa situao, o correto tratamento baseado nos elementos prese