BEM-VINDO(A) AO CONCURSO VESTIBULAR! – Inverno 2011 RELAES INTERNACIONAIS 1 BEM-VINDO(A) AO CONCURSO VESTIBULAR! Prezado(a) candidato(a) O Concurso Vestibular do

Download BEM-VINDO(A) AO CONCURSO VESTIBULAR!  – Inverno 2011 RELAES INTERNACIONAIS 1 BEM-VINDO(A) AO CONCURSO VESTIBULAR! Prezado(a) candidato(a) O Concurso Vestibular do

Post on 14-Feb-2018

223 views

Category:

Documents

7 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Vestibular Inverno 2011

    RELAES INTERNACIONAIS 1

    BEM-VINDO(A) AO CONCURSO VESTIBULAR!

    Prezado(a) candidato(a)

    O Concurso Vestibular do Centro Universitrio Curitiba caracterizado por um

    sistema de provas diferenciadas por curso. A inteno potencializar ao mximo os

    conhecimentos que voc adquiriu no Ensino Mdio e estimul-lo(a), intelectualmente, para

    a carreira escolhida.

    Nossas provas so elaboradas de acordo com as diretrizes do Ministrio da Educao

    para a avaliao do aproveitamento escolar e nosso maior objetivo valorizar sua

    inteligncia e seu esforo como estudante.

    Sentimo-nos honrados por sua participao neste Concurso e desejamos-lhe sucesso.

    Boa sorte!

    COMISSO DE PROCESSOS SELETIVOS

    A gua modela o curso de acordo com a natureza do solo por onde passa; o soldado prepara sua vitria de acordo com o inimigo que est enfrentando.

    (SUN TZU. A arte da guerra)

  • Vestibular Inverno 2011

    RELAES INTERNACIONAIS 2

    REDAO

    Esta parte da prova constitui-se de duas questes de Redao, cujas propostas devero ser desenvolvidas em pargrafos dissertativos, conforme a estrutura clssica do pargrafo tpico especfico e argumentao especfica do tpico.

    As propostas solicitam um determinado nmero de linhas e de pargrafos. Os textos devero ser produzidos de acordo com a norma culta da Lngua Portuguesa.

    O valor total desta parte da prova (as duas questes de Redao) 40 (quarenta) pontos. As propostas envolvem resumo, compreenso, interpretao de texto ou discurso indireto, e perder nota o

    candidato que fizer colagens de frases inteiras ou de trechos dos textos originais, mesmo com troca de um ou outro vocbulo. Espera-se que voc desenvolva seus textos com redao prpria, dentro dos temas propostos. Questo 1

    Observe com ateno os dois grficos e as charges subsequentes.

    Proposta de Redao

    Selecione apenas os dados que lhe parecerem mais relevantes e redija um texto dissertativo (8 a 15 linhas, mnimo de 2 pargrafos) relacionando a transformao da estrutura socioeconmica brasileira nos ltimos 50 anos e as propostas sugeridas nas charges de apoio ao MST. Tais propostas tm fundamento no quadro atual?

  • Vestibular Inverno 2011

    RELAES INTERNACIONAIS 3

    Espao para voc fazer o rascunho de seu texto.

    1

    2

    3

    4

    5

    6

    7

    8

    9

    10

    11

    12

    13

    14

    15

    Espao para voc passar a limpo o texto definitivo.

    1

    2

    3

    4

    5

    6

    7

    8

    9

    10

    11

    12

    13

    14

    15

  • Vestibular Inverno 2011

    RELAES INTERNACIONAIS 4

    Questo 2

    Observe com ateno as imagens abaixo.

    (VEJA. 27 abr. 2011)

    Proposta de Redao O MST, semelhana de todos os movimentos de ndole socialista, apresenta postura ambgua no que toca ao

    problema da nacionalidade. Ora diz pautar-se por bandeira nacionalista (Que Brasil queremos?), ora por bandeira globalista (soberania, solidariedade, internacionalismo).

    Desenvolva um texto dissertativo (8 a 15 linhas, mnimo 2 de pargrafos) para responder seguinte questo: At que ponto as aes do MST podem ser entendidas em defesa da soberania e da segurana nacional? Em sua redao no deixe de mencionar pases em torno do Brasil que apresentam governos ou movimentos

    alinhados com nosso atual governo e com o MST.

    Espao para voc fazer o rascunho de seu texto.

    1

    2

    3

    4

    5

    6

    7

    8

    9

    10

    11

    12

    13

    14

    15

  • Vestibular Inverno 2011

    RELAES INTERNACIONAIS 5

    Espao para voc passar a limpo o texto definitivo.

    1

    2

    3

    4

    5

    6

    7

    8

    9

    10

    11

    12

    13

    14

    15

    QUESTES DISCURSIVAS

    Esta parte da prova composta de 5 questes que devero ser respondidas de acordo com o solicitado. Procure responder a todas as questes.

    1 O trecho transcrito a seguir foi adaptado de A Recreativa Pense!, n. 8, de maio de 2011. Pontue o texto utilizando os

    sinais que se fizerem necessrios. Havendo ponto final, circule-o. No h necessidade de rasurar a primeira letra aps o ponto para transform-la em maiscula.

    A TRANSPOSIO DO RIO SO FRANCISCO

    O Velho Chico como denominado carinhosamente pelos moradores das regies por onde passa

    nasce na Serra da Canastra em Minas Gerais e atravessa todo o Estado corta a Bahia at fazer a divisa deste

    Estado com Pernambuco seguindo para Sergipe e Alagoas onde tambm serve como fronteira natural

    desgua no Oceano Atlntico depois de correr mais de 2.800 quilmetros o que o torna um dos maiores rios

    do Brasil e do mundo possui trechos navegveis usados comercialmente alm de vrias usinas hidreltricas a

    polmica transposio de suas guas para atenuar a seca na Regio Nordeste persiste esto sendo construdos

    dois grandes canais para abastecimento do serto principalmente nos estados de Cear Paraba e Pernambuco

    com essa obra espera-se amenizar o maior problema agrrio e sanitrio do interior nordestino

  • Vestibular Inverno 2011

    RELAES INTERNACIONAIS 6

    2 Reescreva as frases a seguir, seguindo as orientaes entre parnteses. a) O futuro chega com (to grande) rapidez / chego a desconfiar/ agora j est atrs de mim. (MILLR FERNANDES) (Articule as oraes num nico perodo utilizando a conjuno adequada.)

    b) melhor merecer as honras sem receber as honras do que receber as honras sem merecer as honras. (MARK TWAIN) (Elimine as repeties utilizando pronome pessoal onde necessrio.)

    c) Os nmeros no mentem / os mentirosos fabricam nmeros. (ITAMAR FRANCO) (Articule as oraes num nico perodo utilizando a conjuno adequada.)

    d) Originrio da Amrica Central, o vegetal o qual o nome cientfico Capsicum constitue-se em boa fonte de

    antioxidantes e podem apresentar-se sobre muitas variedades. (Reescreva a frase corrigindo os erros gramaticais de articulao e de grafia.)

    3 Explique a ambiguidade em cada uma das frases abaixo e reescreva-as de modo a eliminar o duplo sentido. a) Nenhum homem bom o bastante para governar os outros sem seu consentimento. (ABRAHAM LINCOLN)

    Duplo sentido:

    Verso:

    b) NA DESCIDA TODO SANTO AJUDA DESDE QUE ENGRENADO. (em placa da BR-277)

    Duplo sentido:

    Verso:

    4 O domnio espanhol importou no desaparecimento do Tratado de Tordesilhas, pela revogao tcita de suas

    disposies. Em 1640, com a restaurao portuguesa, surgiu o problema dos limites [...] Sobre os novos aspectos das relaes coloniais entre Portugal e Espanha, assim escreveu Calgeras: Entre as duas Cortes ibricas, um entendimento fora alcanado substituindo o antigo conceito fronteirio por nova regra: abandonar os antigos tratados, delimitando os territrios por linhas astronmicas, e fixar a legalidade do domnio pela noo da posse contnua e efetiva.

    (TAUNAY, Alfredo D.; MORAES, Dicamor. Histria do Brasil. So Paulo: Ed. Nacional, 1960. p. 84-85)

  • Vestibular Inverno 2011

    RELAES INTERNACIONAIS 7

    Com base no texto e no mapa a seguir, responda ao que se pede sobre a Unio Ibrica (1580-1640) e o Tratado de Madri (1750).

    a) Explique as origens do domnio espanhol, ou Unio Ibrica.

    b) Apresente as caractersticas do Tratado de Madri (1750).

  • Vestibular Inverno 2011

    RELAES INTERNACIONAIS 8

    c) Que eram os Sete Povos, a noroeste do atual Estado do Rio Grande do Sul? O que foi a Guerra Guarantica, ligada

    ao nome do heri ndio Sep Tiaraju?

    5 Boa parte dos conflitos atuais tem a frica como endereo. Uma combinao de fatores explica o cenrio de

    violncia, como a propagao da misria e a marginalizao do continente em relao aos fluxos econmicos globais. A frica possui valiosos recursos naturais, mas essa riqueza, em vez de fomentar o desenvolvimento, tem financiado grupos rebeldes e guerras sangrentas.

    (ATUALIDADES VESTIBULAR. So Paulo: Ed. Abril, 2011. p. 61)

    Com base no texto e em conhecimentos sobre os conflitos no Continente Africano, responda ao que se pede.

    a) O colonialismo deixou sequelas na frica, j que as potncias europeias traaram de forma arbitrria as fronteiras

    polticas do continente. Relacione esse fato aos confrontos armados atuais que ocorrem no Continente Africano.

    b) Do ponto de vista econmico, possvel afirmar que o fenmeno da globalizao tem influncia nas guerras que hoje

    assolam diversos pases da frica? Justifique sua resposta.

  • Vestibular Inverno 2011

    RELAES INTERNACIONAIS 9

    QUESTES OBJETIVAS Esta parte da prova constituda por 30 questes objetivas compostas de enunciado e 5 (cinco)

    afirmativas que devero ser avaliadas como verdadeiras (V) ou falsas (F). Em caso de dvida, voc no obrigado a marcar a resposta; assim o item no ser considerado. Evite o chute, a fim de no ser prejudicado(a). Responda s questes de que voc tiver certeza.

    Lngua Portuguesa (1 a 7)

    VERBA, JAB E GUA FRESCA P1 O MST encolheu, mas seu apetite por verbas pblicas s

    fez crescer. Segundo relatrio divulgado pela insuspeita Comisso Pastoral da Terra, brao marxista da Igreja Catlica no Brasil, o Movimento dos Sem-Terra representa hoje apenas 14.509 famlias incluindo as que esto acampadas sob um pedao de lona margem de rodovias e as que participaram de algum tipo de invaso no ano passado. [...]

    P2 Em parte, o apequenamento do MST se deve aos prprios fracassos. Seus assentados vivem em situao de misria: 37% sobrevivem com renda familiar de at um salrio mnimo; outros 35% ganham no mximo dois salrios por famlia. Apenas 1% tem acesso rede de esgoto. Mas o que mais contribuiu para a crescente irrelevncia do grupo de Joo Pedro Stedile foi o naufrgio do modelo de reforma agrria do Pas. A ideia de oferecer um pedao de terra e um par de enxadas para os assentados tocarem sua prpria produo no resultou em mais do que um punhado de mexericas mirradas que ningum quer comprar. Sem o uso de tecnologia intensiva no h como avanar na reforma. Prova disso que no apenas o MST perdeu massa, mas tambm todas as outras entidades que orbitam em torno da causa. Em 2003 havia 124.600 famlias em acampamentos ou invases. No ano passado, segundo a Pastoral, esse nmero tinha despencado para 20.400.

    P3 Contrariando a lgica, porm, os movimentos dos sem-terra, cada vez mais nanicos, nunca estiveram to bem alimentados por verbas pblicas, claro. Entre 2003 e 2010, os repasses do Ministrio do Desenvolvimento Agrrio para o MST e demais entidades ligadas reforma agrria aumentaram nada menos do que 285%. Chegaram a 282,6 milhes de reais. [...]

    P4 A justificativa oficial para o gasto dessa montanha de dinheiro que ela serve para pagar cursos de aprimoramento e outros projetos que beneficiem pequenos agricultores includos no programa de reforma agrria. O governo poderia fazer isso diretamente, mas desde a administrao Fernando Henrique Cardoso decidiu usar o MST e outras ONGs como intermedirios. Isso amansa as lideranas, que, por sua vez, podem torrar as verbas como lhes d na telha, j que a fiscalizao dos gastos nfima. [...]

    P5 H muito o interesse do MST no conseguir terra para quem quer terra, mas fomentar a discusso sobre reforma agrria para manter acima da linha-dgua o pescoo de seus lderes e seu poder de barganha no governo. por isso que Stedile costuma repetir a lorota de que h 4 milhes de famlias na fila para receber um lote. E por isso tambm que todo ano o MST promove o Abril Vermelho, uma srie burocrtica de invases cujo nico objetivo ocupar pginas de jornal. [...] Nessa tarefa, contam com o apoio de seus parceiros do PT, que ecoam as manifestaes e muitas vezes do apoio logstico a elas. O caso mais recente ocorreu na Bahia. Um grupo acampou diante da Secretaria de Agricultura do Estado exigindo mais dinheiro para os assentamentos do MST. O Governador Jaques Wagner, em vez de retirar os manifestantes, decidiu mostrar seu esprito hospitaleiro. Com dinheiro pblico, instalou na rea chuveiros e banheiros qumicos e ainda abasteceu os invasores com 600 quilos de carne por dia, durante mais de uma semana. Foi tanta comida que o pessoal teve de salgar e secar parte do carregamento, para preserv-lo. Jab assim duro de engolir.

    (MELO, Fernando. Veja, p. 74, 27 abr. 2011) 1 Avalie as afirmativas de acordo com a temtica e os contedos do texto.

    a. ( ) (F) O MST luta pela reforma agrria como meio de combater a fome no Pas, no que foi apoiado pelo governador da Bahia.

    b. ( ) (F) O modelo com base no uso de tecnologia em grandes plantaes concentra renda e contribui para a pobreza no Pas.

    c. ( ) (F) Os assentamentos do MST esto na pobreza por culpa da sociedade e do governo, que no lhes d apoio.

    d. ( ) (V) Tamanho do movimento e recepo de recursos esto em relao inversa. e. ( ) (V) Segundo o texto, o MST um movimento que vive de publicidade, pela violncia contra a propriedade

    alheia, e de extorso dos recursos dos contribuintes.

  • Vestibular Inverno 2011

    RELAES INTERNACIONAIS 10

    2 Avalie as afirmativas quanto estrutura do texto e organizao dos contedos.

    a. ( ) (V) A primeira frase do P1 sintetiza o tema texto. b. ( ) (F) P2 apresenta os dois efeitos do encolhimento do MST. c. ( ) (V) P3 tem sentido adversativo em relao a P2. d. ( ) (V) P4 apresenta um argumento do governo vigente para a utilizao do dinheiro do contribuinte com o MST. e. ( ) (F) Em P5, o autor destaca que o modelo de reforma agrria proposto pelo MST precisa ser repensado.

    3 Os itens a seguir apresentam sinnimos para os termos fornecidos, respectivamente. Lembre que o sentido de uma

    palavra depende, em grande parte, do contexto em que ela esteja inserida. Por isso, sinnimo pertinente aquele que pode substituir o termo original (no texto) com o menor desvio semntico possvel.

    Assinale (V) somente para os itens que contiverem todos os sinnimos pertinentes; assinale (F) para os itens que contiverem algum substituto no pertinente. (Todos os vocbulos esto grifados e na sequncia em que aparecem no texto.)

    a. ( ) (F) Para irrelevncia e orbitam so sinnimos disperso e circulam. b. ( ) (F) Para contrariando a lgica e entidades: irracionalmente e instituies. c. ( ) (V) Para montanha de dinheiro e includos: montante e cadastrados. d. ( ) (V) Para d na telha e fomentar: aprouver e estimular/alimentar. e. ( ) (V) Para acima da linha-dgua e barganha: tona e negociao.

    4 As frases abaixo foram retiradas do texto. Considere o sentido que possuem no contexto do artigo.

    I - A ideia de oferecer "um pedao de terra" e um par de enxadas para os assentados tocarem sua prpria produo no resultou em mais do que um punhado de mexericas mirradas que ningum quer comprar.

    II - Em 2003 havia 124.600 famlias em acampamentos ou invases. No ano passado, segundo a Pastoral, esse nmero tinha despencado para 20.400.

    III - O governo poderia fazer isso diretamente, mas desde a administrao Fernando Henrique Cardoso decidiu usar o MST e outras ONGs como intermedirios.

    IV - E por isso tambm que todo ano o MST promove o Abril Vermelho, uma srie burocrtica de invases cujo nico objetivo ocupar pginas de jornal.

    V - Um grupo acampou diante da Secretaria de Agricultura do estado exigindo mais dinheiro para os assentamentos do MST. O Go...

Recommended

View more >