apresentação feigenbaum

Click here to load reader

Post on 29-Nov-2014

5.768 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

TRANSCRIPT

  • 1. GURU DA QUALIDADEArmand Vallin Feigenbaum
  • 2. BIOGRAFIA 1922 Nascimento 1944 Expert em qualidade pela GE 1951 Doutorado em Cincias pelo Instituto Tecnolgico deMassachusetts 1961 Funda sua prpia empresa a General SystemsCompany, Inc. (GSC) 1968 Lana seu primeiro livro Controle Total daQualidade. 1986 Membro honorrio da ASQC (American Societyfor Quality Control)GURU DA QUALIDADE -GURU DA QUALIDADE - Armand Vallin FeigenbaumArmand Vallin FeigenbaumFernando
  • 3. FILOSOFIA1. Liderana para a qualidade2. Tecnologia moderna de qualidade3. Compromisso organizacionalGURU DA QUALIDADE -GURU DA QUALIDADE - Armand Vallin FeigenbaumArmand Vallin FeigenbaumFernando
  • 4. CONTEXTO HISTRICOGURU DA QUALIDADE -GURU DA QUALIDADE - Armand Vallin FeigenbaumArmand Vallin FeigenbaumRafael
  • 5. CONCEITO QUALIDADEFeigenbaum define qualidade como umconjunto de caractersticas do produto ouservio em uso, as quais satisfazem asexpectativas do cliente.GURU DA QUALIDADE -GURU DA QUALIDADE - Armand Vallin FeigenbaumArmand Vallin FeigenbaumRafael
  • 6. CONTRIBUIES Conceito do Controle da Qualidade Total Corpo de conhecimento da qualidade: Controle da Qualidade Total um sistema eficaz O conceito da fbrica escondida Gerenciamento da Qualidade O conceito dos custos da qualidade Dez parmetros para o Controle da QualidadeGURU DA QUALIDADE -GURU DA QUALIDADE - Armand Vallin FeigenbaumArmand Vallin FeigenbaumRafael
  • 7. Qualidade...GURU DA QUALIDADE -GURU DA QUALIDADE - Armand Vallin FeigenbaumArmand Vallin Feigenbaum1.1. ... um processo para a totalidade da empresa;... um processo para a totalidade da empresa;2.2. ... aquilo que o cliente diz que ;... aquilo que o cliente diz que ;3.3. ...e custos so uma soma e no uma diferena;...e custos so uma soma e no uma diferena;4.4. ...requer constante empenho tanto no trabalho individual quanto no de...requer constante empenho tanto no trabalho individual quanto no deequipe;equipe;5.5. ... uma forma de gerenciamento;... uma forma de gerenciamento;6.6. ...e inovao so mutuamente dependentes;...e inovao so mutuamente dependentes;7.7. ... uma tica;... uma tica;8.8. ...requer aperfeioamento contnuo;...requer aperfeioamento contnuo;9.9. ... o custo que maiores resultados apresenta e a mais recente forma... o custo que maiores resultados apresenta e a mais recente formade empregar capital para obter produtividade;de empregar capital para obter produtividade;10.10. ... implementada como um sistema de conexo total entre clientes e... implementada como um sistema de conexo total entre clientes efornecedores.fornecedores.
  • 8. GURU DA QUALIDADE -GURU DA QUALIDADE - Armand Vallin FeigenbaumArmand Vallin FeigenbaumPROSPERIDADEPROSPERIDADEDA EMPRESADA EMPRESASOBREVIVNCIA DA EMPRESASOBREVIVNCIA DA EMPRESASATISFAO TOTAL DO CLIENTESATISFAO TOTAL DO CLIENTEMORAL DOS EMPREGADOSDIMENSESDAQUALIDADETOTALDIMENSESDAQUALIDADETOTALMEIOMEIOOBJETIVOOBJETIVOIMEDIATOIMEDIATOOBJETIVOOBJETIVOFINALFINALEliene
  • 9. CUSTO DA QUALIDADEGURU DA QUALIDADE -GURU DA QUALIDADE - Armand Vallin FeigenbaumArmand Vallin FeigenbaumGilmar S A falha detectado antesA falha detectado anteschegar ao clientechegar ao cliente A falha detectada aps oA falha detectada aps oproduto chegar nas mos doproduto chegar nas mos docliente.cliente. Da m qualidadeDa m qualidade Identificao de produtosIdentificao de produtosdefeituososdefeituosos
  • 10. FEIGENBAUM X ADMINISTRAOGURU DA QUALIDADE -GURU DA QUALIDADE - Armand Vallin FeigenbaumArmand Vallin FeigenbaumXGomes
  • 11. 19 PASSOS PARA A MELHORIADA QUALIDADE1. Definio de Controle da Qualidade Total2. Qualidade versus qualidade3. Controle4. Integrao5. A qualidade aumenta o lucroGURU DA QUALIDADE -GURU DA QUALIDADE - Armand Vallin FeigenbaumArmand Vallin FeigenbaumSandoval
  • 12. 19 PASSOS PARA A MELHORIADA QUALIDADE6. A qualidade esperada e no desejada7. Os recursos humanos produzem impacto naqualidade8. O CQT se aplica a todos os produtos e servios9. A qualidade uma ateno total ao ciclo de vida doproduto ou servio da empresa.10. Controlando o processoGURU DA QUALIDADE -GURU DA QUALIDADE - Armand Vallin FeigenbaumArmand Vallin FeigenbaumSandoval
  • 13. 19 PASSOS PARA A MELHORIADA QUALIDADE11. Definir um sistema de Controle da Qualidade Total12. Benefcios13. Custo da Qualidade14. Organize-se para o Controle da Qualidade15. Facilitadores da qualidade e no policiais daqualidadeGURU DA QUALIDADE -GURU DA QUALIDADE - Armand Vallin FeigenbaumArmand Vallin FeigenbaumFernanda
  • 14. 19 PASSOS PARA A MELHORIADA QUALIDADE16. Comprometimento contnuo17. Utilize ferramentas estatsticas18. A automao no uma panacia19. Controle de Qualidade na fonteGURU DA QUALIDADE -GURU DA QUALIDADE - Armand Vallin FeigenbaumArmand Vallin FeigenbaumFernanda
  • 15. 4 PECADOS MORTAIS DAQUALIDADEGURU DA QUALIDADE -GURU DA QUALIDADE - Armand Vallin FeigenbaumArmand Vallin FeigenbaumAlessandra
  • 16. GURU DA QUALIDADE -GURU DA QUALIDADE - Armand Vallin FeigenbaumArmand Vallin FeigenbaumFEIGENBAUM NA ATUALIDADEGilvandro
  • 17. CONCLUSOGURU DA QUALIDADE -GURU DA QUALIDADE - Armand Vallin FeigenbaumArmand Vallin FeigenbaumMatria-primaMatria-primaProduoProduoAssistncia TcnicaAssistncia Tcnica AdministraoAdministraoCooperaoCooperaoPlanejamentoPlanejamentoConsumidor FinalConsumidor FinalGilmar F
  • 18. GURU DA QUALIDADE -GURU DA QUALIDADE - Armand Vallin FeigenbaumArmand Vallin FeigenbaumQualidade um trabalhode todos na organizao.Armand V. Feigenbaum